Verstappen irritado e Hamilton confiante: como chegam os rivais para decisão da F1

Max Verstappen e Lewis Hamilton deram suas primeiras declarações em Abu Dhabi transparecendo sensações distintas. O holandês deu até uma resposta atravessada na coletiva de imprensa, enquanto o heptacampeão do mundo se mostrou mais sereno e tranquilo

VERSTAPPEN É DURO OU SUJO CONTRA HAMILTON NA F1?

Max Verstappen e Lewis Hamilton. Entre os dois, a cobiçada taça de campeão mundial de Fórmula 1, já levantada sete vezes pelo piloto da Mercedes e que nunca foi tão próxima do holandês de 24 anos como neste fim de semana em Abu Dhabi. Talvez por isso, e depois de abrir 32 pontos de vantagem sobre o rival após o GP da Áustria e de novamente ter ficado muito à frente, 21 pontos, na esteira da corrida sprint no Brasil, chegar a Yas Marina empatado com Hamilton deixe Max irritado e nervoso, ainda mais diante de tanta controvérsia nas últimas etapas do campeonato, especialmente na Arábia Saudita. Por outro lado, Hamilton, com toda a experiência e bagagem que tem na Fórmula 1, encara mais uma decisão absolutamente sereno e tranquilo.

Os dois rivais revelaram sensações bastante distintas entre si na entrevista coletiva de imprensa nesta quinta-feira (9) em Abu Dhabi. Verstappen, por um lado, ficou irritado quando perguntado por um jornalista sobre as regras do Código Esportivo Internacional que preveem suspensão de uma ou mais corridas e até retirada de pontos em caso de atitude antidesportiva, como uma batida proposital, por exemplo.

“Eu sei o que o Código Esportivo Internacional diz. Ninguém precisa ficar me lembrando disso. Não há nenhuma novidade para o fim de semana”, disparou o dono do carro #33 da Red Bull.

LEIA TAMBÉM
+Mercedes e Red Bull mostram garras e criam irreversível clima bélico na F1 2021
+Troca-troca: como Hamilton e Verstappen se alternaram tanto na liderança da temporada?
+Norris debocha de punição da FIA a Verstappen em Jedá: “Brake-test só dá 10s”
+Verstappen muda olhar sobre Hamilton e Mercedes, mas “não de forma positiva”

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; ABU DHABI; DECISÃO;
Dois homens e um destino: Lewis Hamilton e Max Verstappen lutam pelo título mundial de F1 em Abu Dhabi (Foto: Fórmula 1/Twitter)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Batidas controversas e intencionais já decidiram o título da Fórmula 1 em quatro ocasiões nos últimos 35 anos. Sempre vêm à tona, por exemplo, as imagens da batida de Alain Prost na McLaren de Ayrton Senna no GP do Japão de 1989, o troco do brasileiro em cima do rival um ano depois, Michael Schumacher a jogar a Benetton pra cima de Damon Hill no GP da Austrália de 1994 e, por fim, Schumacher acertando a Williams de Jacques Villeneuve no GP da Europa de 1997, em Jerez.

O temor sobre uma nova batida proposital para definir o título é uma realidade porque Verstappen chega a Abu Dhabi empatado em pontos com Hamilton, com 369,5 tentos para cada, mas com uma vitória a mais para o holandês. Caso os dois pilotos abandonem a corrida do último domingo, Max será o campeão justamente em razão do critério de desempate.

Quando questionado sobre o assunto e as regras do Código Esportivo Internacional, Hamilton se disse tranquilo. “Espero que elas não precisam ser usadas. Já aconteceu antes. Tenho certeza de que os comissários tomaram as precauções que tiveram desta vez. E é justo que eles façam isso”, disse o heptacampeão. “Estou aqui para fazer o meu trabalho e não quero nem ver os comissários”, acrescentou.

Durante a coletiva e também no cercadinho destinado às emissoras de TV fora da sala da entrevista oficial da FIA, Max encampou o discurso de piloto injustiçado depois das últimas controvérsias na F1, algo que já havia dito antes nesta quinta-feira em Yas Marina.

MAX VERSTAPPEN; GP DE ABU DHABI; QUINTA-FEIRA; COLETIVA;
Max Verstappen na coletiva de imprensa da FIA nesta quinta-feira em Yas Marina (Foto: Antonin Vincent/Red Bull Content Pool/Getty Images)

“Sou tratado de forma diferente de alguns outros pilotos. Termino com uma punição enquanto outros fazem a mesma coisa e não levam nada. Não sei por quê isso. Você tem de perguntar para outras pessoas”, disparou.

Max deixou claro que não engoliu as últimas punições. No GP da Arábia Saudita, por exemplo, o piloto foi sancionado cinco vezes, embora sempre por infrações cometidas na pista, como cortar caminho na curva e obter posição ganhando vantagem de forma indevida ou então pelo controverso brake-test em cima de Hamilton, o que forçou o britânico a bater na traseira do carro da Red Bull.

Verstappen não digeriu sequer a punição com multa depois de ter tocado na asa traseira do carro de Hamilton depois da corrida sprint no GP de São Paulo, há quase um mês. “Já paguei uma boa multa, eles jantaram e beberam um bom vinho, mas é claro que não adiantou”, bradou.

Em contrapartida, Hamilton encara a decisão do título feliz por ter empatado com Verstappen em um campeonato que, por algumas vezes, pareceu perdido.

LEWIS HAMILTON; GP DE ABU DHABI; QUINTA-FEIRA; F1; FÓRMULA 1;
Lewis Hamilton se mostrou confiante às vésperas do GP de Abu Dhabi (Foto: Mercedes)

Quando questionado sobre o que diferencia a luta pelo título deste ano em relação às tantas outras que já enfrentou, Lewis brincou.

“Diferente de quê? Em primeiro lugar, é um verdadeiro privilégio estar na última corrida e ser um dos dois pilotos que lutam pelo título. Isso é, sem dúvida, incrível. Além disso, encaro com bastante humildade, especialmente se você pensar na jornada que percorremos. E pensar que vamos para a última corrida empatados em pontos, ninguém jamais diria que isso seria possível com tudo o que enfrentamos”, disse.

“Estou perto dos 37 [anos], e essa é a única diferença; Estou mais velho que antes”, destacou o piloto do carro #44 da Mercedes. Perguntado sobre os atributos que tem para derrotar o rival nesta última batalha da temporada, Lewis foi claro ao apostar na ampla bagagem e na confiança adquirida sobretudo com as três vitórias consecutivas antes da decisão. “Simplesmente a minha experiência, a forma como encaro, o racer que espero estar em mim. O que você viu nas últimas corridas”, finalizou.

O próximo fim de semana vai marcar o desfecho da temporada 2021 e vai definir o grande campeão deste incrível ano. O GP de Abu Dhabi acontece entre 10 e 12 de dezembro no circuito de Yas Marina. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

O brake-test de Verstappen em cima de Hamilton em Jedá (Vídeo: Reprodução)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar