Patrocinadora da Ferrari coloca #44 em anúncio e indica chegada de Hamilton

A Peroni, nova patrocinadora da Ferrari, colocou um pequeno carro com o número de Lewis Hamilton nas redes sociais há dois dias. Agora, porém, o inglês está perto de ser anunciado pela escuderia e a publicação soa como profecia

A Peroni, cervejaria italiana que agora patrocina a Ferrari, pode ter adiantado uma informação de que a escuderia vai assinar com o heptacampeão Lewis Hamilton. Em publicação divulgada nas redes sociais na última terça-feira (30) — para marcar o acordo entre as duas partes —, a marca colocou um carro da equipe com o número #44, o mesmo utilizado pelo inglês.

O carro é, na verdade, é uma réplica do modelo 625F1, utilizado pela Ferrari em 1955 e pilotado por Maurice Trintignant. Naquela temporada, o francês correu com o #44 e chegou a vencer o GP de Mônaco. Pela escuderia, ainda venceu as 24 Horas de Le Mans em 1954 e conquistou outro pódio dois anos depois.

Relacionadas


No momento da publicação, poucos notaram o detalhe. Nesta quinta-feira (1º), porém, tudo mudou. Os rumores de uma saída de Lewis Hamilton da Mercedes para a Ferrari se intensificaram e se espalharam até a mídia inglesa, que já confirma a transferência para 2025.

De acordo com a emissora britânica Sky Sports, responsável pelos direitos de transmissão da Fórmula 1Lewis Hamilton decidiu deixar a Mercedes e vai formar dupla com Charles Leclerc na Ferrari a partir de 2025. O site da BBC ainda afirmou que o anúncio oficial é questão de horas.

Hamilton está deixando a Mercedes após mais de uma década (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A notícia do acordo entre Hamilton e Ferrari foi divulgada na noite de quarta-feira pelo site italiano Formu1a.uno. Na semana passada, a equipe de Maranello confirmou a permanência de Leclerc em acordo multianual que, segundo a mídia local, é válido até a temporada 2029. Há, contudo, cláusulas de saída vinculadas ao desempenho após o terceiro ano de contrato.

Segundo a BBC, todos os membros da Mercedes foram convocados para um briefing com Toto Wolff, chefe da equipe, e o diretor-técnico James Allison às 14h locais (11h de Brasília). Apesar da expectativa de um anúncio, nada foi divulgado, mas a imprensa britânica destacou que houve uma confirmação interna dentro da fábrica de Brackley.

Ano passado, o rumor de uma possível ida de Hamilton para a Ferrari ganhou força com a proximidade da silly season, mas, de início, ambos os lados negaram tal contato. Até que Lewis admitiu que teve “conversas casuais” com os italianos, sem contrato oferecido, mas confessou que “não se sentia pronto para mudar para a Itália”.

Para Carlos Sainz, atual piloto do time, uma alternativa seria mudar para a Sauber até a chegada da Audi, uma vez que o espanhol é um dos cotados para defender a marca das quatro argolas nas pistas. Há também a possibilidade de um retorno à Red Bull, segundo a mídia italiana, caso Sergio Pérez não permaneça em Milton Keynes.

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.