Dupasquier morre aos 19 anos após grave acidente da Moto3 em Mugello

Jason Dupasquier não resistiu aos graves ferimentos depois do acidente sofrido na classificação da Moto3 em Mugello e foi declarado morto na manhã deste domingo. O suíço fazia a segunda temporada no Mundial de Motovelocidade

Jason Dupasquier sofre acidente grave no fim da classificação da Moto3 em Mugello (Vídeo: Reprodução)

O Mundial de Motovelocidade está de luto neste domingo (30). Jason Dupasquier não resistiu aos ferimentos do assustador acidente no fim da classificação da Moto3 em Mugello, na Itália. O suíço foi declarado morto 24 horas depois de ser atendido e levado para um hospital na cidade de Florença.

Já com o cronômetro zerado na classificação de sábado da Moto3, Dupasquier perdeu o controle da moto na Arrabbiata 2, a nona curva do traçado da Toscana, e foi atingido por Ayumu Sasaki. O japonês da Tech3 decolou e foi parar no gramado ao lado da pista.

O piloto da Prüstel, porém, ficou imóvel e recebeu atendimento médico imediato. A equipe do autódromo sequer transferiu Jason para o centro médico local e optou por estabilizá-lo ainda no asfalto antes de transferi-lo para o helicóptero que o levou ao hospital.

Jason Dupasquier fazia a segunda temporada na Moto3 (Foto: Prüstel GP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Estamos profundamente tristes em relatar a perda de Jason Dupasquier”, escreveu a MotoGP em seu perfil no Twitter. “Em nome de toda a família da MotoGP, enviamos nosso amor à equipe dele, à família e aos entes queridos. Sua ausência será profundamente sentida, Jason. Descanse em paz”, completou.

A FIM (Federação Internacional de Motociclismo) emitiu um comunicado sobre a morte do jovem suíço de 19 anos. “Depois de um grave incidente no Q2 da classificação do GP da Itália, é com grande tristeza que anunciamos a morte do piloto da Moto3 Jason Dupasquier”, anunciou a entidade.

“Dupasquier estava envolvido em um acidente com múltiplos pilotos entre as curvas 9 e 10, com a sessão interrompida em bandeira vermelha. Os veículos de intervenção médica da FIM chegaram ao local imediatamente e o piloto suíço foi atendido na pista antes de ser transferido para o helicóptero médico, em condição estável, para o Hospital Careggi, em Florença. Apesar dos melhores esforços da equipe médica e de todos que atenderam o piloto, o hospital anunciou que Dupasquier sucumbiu às lesões”, continuou.

LEIA TAMBÉM
⇝ Jason Dupasquier, 2001 – 2021
‘Talentoso e promissor’: mundo do esporte a motor reage à morte de Dupasquier

Jason Dupasquier em ação no Catar, na abertura da temporada 2021 (Foto: Prüstel Team)

“Dupasquier teve um marcante começo de segunda temporada na classe menor do Mundial, marcando pontos de maneira consistente e dentro do top-10 na tabela de pontos. FIM, IRTA [Associação Internacional das Equipes de Corrida], MSMA [Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas] e Dorna transmitem as condolências para familiares, amigos e amados de Jason”, finalizou.

Nascido na cidade suíça de Bulle em 9 de julho de 2001, o futuro piloto tinha pai amante da velocidade: Philippe Dupasquier, de carreira efêmera no motociclismo, buscaria um futuro de maior sucesso para os filhos. Jason era o primogênito, sendo Bryan o caçula, quatro anos mais novo. A pouca idade dificulta análises de longo prazo, mas vontade nunca pareceu faltar na família Dupasquier.

O jovem piloto suíço estreou na Moto3 em 2020, na Prüstel GP, mas sem grandes resultados e zerado na pontuação. Em 2021, porém, conseguiu pontuar nas cinco primeiras corridas da temporada, com destaque para o sétimo lugar em Jerez, e ocupava o décimo lugar no campeonato.

LEIA TAMBÉM
⇝ Quartararo freia Ducati, domina classificação e fatura pole na Itália. Bagnaia é segundo
⇝ Quase 20 km/h mais lento que Pirro, Morbidelli vê velocidade chocante da Yamaha na Itália

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar