De olho na Aprilia, Crutchlow nega seguir caso Iannone: “Nada a ver comigo”

Apesar de estar de olho na vaga da Aprilia para a temporada 2021, o inglês reconheceu que não está interessado em acompanhar o caso de doping do italiano

Cal Crutchlow não mostrou ansiedade para o desfecho do caso de doping de Andrea Iannone. Apesar de destacar o desejo de pilotar pela Aprilia em 2021, deixou claro que não tem seguido o julgamento do italiano para saber a sentença.

Iannone descobre nesta quinta-feira (15) o futuro de sua carreira – está suspenso desde dezembro passado por ter testado positivo para esteroides anabolizantes em um exame feito no GP da Malásia. Portanto, agora encara o TAS [Tribunal Arbitral do Esporte] de uma vez por todas para ter o veredito, que pode elevar o gancho inicial de 18 meses para quatro anos.

Enquanto isso, o inglês da LCR já sabe que não segue na equipe em 2021, pois vai ser substituído por Álex Márquez, que desce da Honda. Mas apesar de estar de olho na vaga da Aprilia, que tem segurado a moto para Andrea, mostrou desinteresse com todo o caso.

Mundial de MotoGP MotoGP Andrea Iannone Aprilia
Andrea Iannone pode levar gancho de até quatro anos (Foto: Aprilia)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“O caso de Iannone não tem nada a ver comigo e não sigo para nada. Já disse que gostaria de pilotar esta moto, mas não significa que vou acompanhar o que acontece. Disse que se há a possibilidade, gostaria que fosse eu. Não estou ansioso pensando no que vai acontecer a Iannone, isso posso garantir”, falou Cal.

“Quero seguir como piloto. Mas, pelo contrário, se não puder, não acho que vá me afetar muito. A vida é assim, tem de aceitar. Se a Aprilia estiver disponível vou falar com eles e veremos se vou querer ou não. Não perdi nada da determinação porque acredito que não tenha outro piloto no grid que tem o que tenho”, completou o piloto de 34 anos.

Apesar de ainda esperar Iannone, a quem apoiou desde o início da questão, Massimo Rivola está de olho no mercado de pilotos e reconheceu que seria estúpido não tentar contratar Andrea Dovizioso, que sai da Ducati ao final de 2020.

LEIA TAMBÉM
Moedor à italiana, Ducati tem má gestão escancarada com vitória de Petrucci
Salto de Marini para MotoGP em 2021 vira guerra entre VR46 e Avintia

Suzuki precisa resolver déficit de classificação para enfim se tornar grande na MotoGP
Márquez & Márquez: as estreias de Marc e Álex no pódio da MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube