Quartararo mostra leveza após levar título e domina Ducati nos treinos em Portimão

Fabio Quartararo corre pela primeira vez como novo campeão da MotoGP. No Algarve, o francês da Yamaha mostrou-se mais confiante e tranquilo para dominar as sessões de treinos lvires e deixar a Ducati de novo para trás

AUMENTO NA IDADE MÍNIMA É REAÇÃO NECESSÁRIAS A TRAGÉDIAS DO MOTOCICLISMO | GP às 10

Meses depois, a MotoGP volta a acelerar em Portimão. Por mais que o campeonato tenha mudado, as condições da pista sejam diferentes, assim como o clima, uma coisa não muda: a intensa disputa da Ducati com ao solitária Yamaha de Fabio Quartararo — além da Suzuki querendo ser uma intrusa na briga.

Na primeira participação da categoria em Portimão, Francesco Bagnaia até colocou a Ducati na pole-position, mas foi punido por descumprir bandeiras amarelas na classificação. Com isso, Fabio Quartararo largou na frente do grid e apenas controlou o ataque de Álex Rins para conquistar a segunda vitória no campeonato.

O cenário visto no primeiro dia de treinos livres em Portimão foi semelhante. A Ducati mostrou força com Bagnaia e Jack Miller, a Suzuki incomodou com Rins e Joan Mir, mas no fim foi Fabio que dominou as duas sessões. Com o título já assegurado, Quartararo mostrou-se mais leve dos que nas últimas etapas, quando vivia sob a constante ameaça de Pecco, colocando pressão na briga pelo campeonato com duas vitórias consecutivas.

Fabio Quartararo terminou o dia como mais veloz da MotoGP (Foto: Yamaha)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Eu gostei muito das sessões [em Portimão] porque as duas últimas corridas foram estressantes, não podia cometer nenhum erro. Agora, estou gostando de pilotar novamente. Mesmo nas voltas rápidas, há um tempo eu não era capaz de me sentir no limite. Realmente, curti muito”, disse o francês da Yamaha.

“Domingo é o mais importante, mas é muito legal ver os dois pilotos mais competitivos da segunda metade da temporada brigando. Hoje, planejamos usar os pneus médios e duros, mas o vento atrapalhou a adaptação, então vamos tentar amanhã. A tríplice coroa não está apenas em minhas mãos, então me objetivo neste fim de semana é brigar pela vitória”, completou.

Bagnaia tentou-se mostrar otimista para a sequência do fim de semana. Apenas 0s1332 mais lento que o rival francês, o piloto da Ducati sabe que a missão de superar o novo campeão da classe rainha do Mundial não é das mais fáceis, mas é possível.

“Foi um dia divertido, uma ‘guerra dos tempos’ com o Quartararo. Fomos os primeiros ou os segundos em todos os testes. Não temos que mexer em nada na moto, está tudo funcionando bem. Este ano encontrei uma grande serenidade e aprendi muito, até mesmo com os erros. Todo o trabalho realizado está valendo a pena. Somos sempre muito rápidos, muito competitivos e temos boas bases para a próxima temporada”, pontuou o atual vice-líder do campeonato.

Jack Miller, o terceiro mais rápido do dia, também comentou sobre os primeiros treinos na veloz pista portuguesa. “Infelizmente, em comparação com a manhã, tive de me esforçar um pouco mais no TL2 por causa do vento, mas parece que amanhã e domingo as condições serão melhores. O foco principal para sábado será continuar a trabalhar no ritmo de corrida e tentar ficar entre os dez primeiros no TL3, para miramos uma boa posição no grid para a corrida”, declarou.

Ainda é válido lembrar que a Suzuki surge como ameaça. Na primeira corrida em Portimão, Rins caiu quando era o segundo colocado e pressionava Quartararo. Mir, por outro lado, garantiu o pódio, em terceiro. Hoje, o campeão de 2020 novamente andou bem e chegou a ocupar a liderança em alguns momentos, mas terminou em quarto e surge como piloto a ser observado para o restante do fim de semana. Um alento para tanto tempo apagado, especialmente na segunda metade do calendário.

A MotoGP volta a acelerar neste sábado (6), a partir de 11h10 (de Brasília), para a classificação do GP do Algarve, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
# Quartararo renasce após derrota dolorida e conquista merecido título na MotoGP 2021
Quartararo justifica aposta e tira Yamaha da fila após cinco anos de jejum na MotoGP

Marc Márquez vence fora da zona de conforto e ganha fôlego em recuperação na MotoGP
Pódio de Pol Espargaró é tão importante para Honda quanto vitórias de Marc Márquez
FIM precisa adotar superlicença para selecionar melhor quem pode correr na MotoGP
Yamaha e Ducati se enfrentam na reta final de 2021 por títulos de Construtores e Equipes
Morbidelli mostra sinais de recuperação e fortalece planejamento de 2022 com Yamaha

DUCATI ABUSA DE ERROS E PERDE OUTRO TÍTULO NA MOTOGP | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar