Martín elogia mudanças no motor da Ducati, mas destaca: “Não é o mais importante”

Jorge Martín experimentou a Desmosedici GP24 durante o primeiro dia de testes da MotoGP na Malásia e gostou do que viu. O piloto da Pramac cravou que o novo equipamento é ainda melhor do que a GP23, que dominou o ano passado

Jorge Martín chega a 2024 como um dos grandes favoritos ao título da MotoGP. Depois de ficar com o vice na temporada passada, o espanhol da Pramac parece disposto a apagar erros do último ano e dominar o campeonato. No primeiro teste, em Sepang, já mostrou as cartas e foi o mais rápido do dia.

Durante a sessão, Martín focou na utilização da nova Desmosedici GP24, moto atualizada da Ducati para esta temporada. O espanhol admitiu que teve alguns problemas para engrenar, mas que já se sentiu bem acomodado com o equipamento no circuito malaio.

Relacionadas


“É melhor ser mais rápido do que mais lento, mas hoje não estava de olho nos tempos. Estava mais focado em entender qual unidade de potência é melhor porque fiquei de olho no novo motor. Fiz a melhor volta com a nova moto, mas isso não é o mais importante, diferente de performance, equilíbrio e conexão com a aceleração”, afirmou.

“Encontramos algumas coisas postivas, mas também negativas e que precisamos trabalhar. Agora vamos testar com calma as motos de 2024, será mais fácil de andar. No geral, foi um bom dia”, completou.

Jorge Martín foi o mais veloz no primeiro dia de testes (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Martín fez 59 voltas no primeiro dia de testes em Sepang, mas pretende focar as atenções para a nova carenagem nas próximas atividades. O espanhol ainda comentou sobre as modificações feitas pela montadora italiana no motor para a atual temporada.

“No momento, prefiro o motor de 2024, mas precisamos trabalhar e não repetir os mesmo erros que cometemos em 2022. Precisamos notar pequenos detalhes porque vamos incluir novas peças, como a carenagem. Parece ter mais potência, o que é bom, porque vi que marcas como Honda e Yamaha evoluíram”, destacou.

“Vi na pista que estavam velozes, ter mais potência é importante. Talvez tenhamos alguns pontos fracos que não posso dizer, mas acho que, no geral, é uma moto melhor”, finalizou o espanhol.

MotoGP ainda acelera nos dias 7 e 8 de fevereiro, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

LEIA TAMBÉM
📌 Pequena Gresini se posiciona entre gigantes, mas com missão árdua na MotoGP 2024
📌 Marini assume batata quente, mas acerta em se descolar do irmão e encarar Honda
📌 Bastianini assume responsabilidades, mas sabe: é tudo ou nada na MotoGP 2024
📌 Acosta chega como novo Marc Márquez na MotoGP: é justo com ele?
📌 MotoGP até cresce, mas ganhar terreno no campo global vai além de novo formato
📌 KTM avança, mas ainda distante de protagonismo na MotoGP: o que falta?

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.