MotoGP desembarca na Europa e inicia nova etapa na temporada 2022

Depois de passar por Oriente Médio, Sudeste Asiático e Américas do Sul e Norte, o Mundial de Motovelocidade segue para o Velho Continente para abrir uma nova fase da temporada 2022. E há até quem diga que o campeonato de verdade começa agora

DIOGO MOREIRA CHEGA BEM PREPARADO NA MOTO3 E SE DESTACA LOGO DE CARA

A MotoGP inicia com o GP de Portugal deste fim de semana uma nova fase na temporada 2022. Depois de passar por Oriente Médio, Sudeste Asiático e Américas do Sul e Norte, o campeonato abre em Portimão uma segunda ‘perna’ eurocentrista, já que as próximas 12 corridas serão realizadas no Velho Continente.

A primeira fase da disputa foi um tanto quanto atípica. Pela primeira vez em 50 anos, a classe rainha do Mundial de Motovelocidade viu quatro vitórias de fábricas europeias nas quatro primeiras corridas do ano, o que não acontecia desde 1972, quando Giacomo Agostini dominou com a MV Agusta. Desta vez, foram três vencedoras diferentes: Ducati, KTM e Aprilia.

Portimão abre a fase de corridas europeias da MotoGP 2022 (Foto: LCR)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Além disso, o campeonato segue para a Europa com uma equipe satélite no comando do Mundial de Pilotos, já que é Enea Bastianini quem lidera a classificação. Com 61 pontos, o italiano, que venceu duas vezes em 2022, tem cinco pontos a mais do que Álex Rins, o vice-líder da disputa na MotoGP.

Agora, contudo, a expectativa de muita gente é de que a temporada ganhe uma dinâmica diferente com esta nova fase da MotoGP. Pelo menos, tem uma porção de pilotos contando com isso.

O primeiro ponto é que a característica dos circuitos é diferente. Nas primeiras quatro corridas do ano, a MotoGP encarou pistas que tinham, em média, 5 km de comprimento e 14,5 metros de largura. O maior traçado foi o de Austin, com mais de 5,5 km, enquanto a pista de Termas de Río Hondo era a mais espaçosa, com 16 metros. Agora, porém, a média de comprimento é de 4,6 km ― puxada para cima pelos 5,9 km de Silverstone, o mais longo circuito desta fase do calendário ―, com a largura média de 13,4 metros ― com Portugal destoando com uma pista de 18 metros separando as duas margens do traçado.

Outro ponto que conta nesta equação é a temperatura. O forte calor marcou presença nesta primeira parte do campeonato, mas agora as coisas ficam mais frias ou sob controle. Neste fim de semana, por exemplo, a previsão é de que os termômetros registrem marcas entre 11 e 18°C entre os três dias de atividades de pista.

Apesar de 100 pontos já terem sido distribuídos até aqui, alguns pilotos consideram que o campeonato começa para valer a partir de agora. Afinal, ninguém assegurou a taça nessas quatro corridas. É verdade. Mas também é bom lembrar que nomes como Franco Morbidelli, Marc Márquez e Francesco Bagnaia pontuaram pouco neste começo de ano, então já têm um atraso importante na classificação.

A volta à Europa pode marcar o fim do jejum das fábricas japonesas e dar uma nova dinâmica ao campeonato. Mas não deve alterar um ponto central desde 2022: a alta competitividade existe. As motos estão próximas, os pilotos fortes são muitos e a imprevisibilidade segue reinando. O show vai continuar. Mesmo que em novo endereço.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 23 de abril, para o GP de Portugal, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da quinta etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

LEIA MAIS
Rins manifesta apoio após pódio no GP das Américas e pede ‘paz para Ucrânia’
Márquez lamenta problema na largada e crê que teria “lutado pela vitória” em Austin
Moreira lamenta queda, mas faz balanço positivo de Austin: “Feliz com fim de semana”
MotoGP abre temporada com 4 vitórias de fábricas europeias pela 1ª vez em 50 anos
Márquez entretém com bela reação nos EUA e mostra que ainda é presente na MotoGP
Yamaha busca melhorar moto para fortalecer e equilibrar relação com Quartararo
Aleix Espargaró merece reconhecimento da Aprilia por levar RS-GP ao topo da MotoGP

ALEIX ESPARGARÓ TEM VITÓRIA JUSTA PELA MOTOGP NA ARGENTINA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar