Rossi brinca com “olho bom” do coronavírus: “Contaminou a mim, Ronaldo e Ibrahimovic”

Isolado na Itália após testar positivo para coronavírus, o piloto da Yamaha brincou com a semana de contágio entre atletas

Valentino Rossi não perdeu o bom humor após contrair Covid-19. Isolado em casa, em Tavullia, na Itália, o piloto da Yamaha fez graça com uma semana onde vários atletas testaram positivo para o novo coronavírus.

Nesta semana, Cristiano Ronaldo testou positivo na terça-feira. Na quinta, junto com Rossi, foi a nadadora Federica Pellegrini que soube do diagnóstico. Antes, em 24 de setembro, o também jogador de futebol Zlatan Ibrahimovic contraiu a doença.

Valentino Rossi está fazendo graça até mesmo no isolamento (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Mandei uma mensagem para Federica e disse que o vírus tem olho bom, porque contaminou a mim, a ela, a Cristiano Ronaldo e a Zlatan Ibrahimovic”, brincou Rossi em entrevista a Rádio Deejay.

Assim como tinha feito pelas redes sociais, Rossi explicou que o teste feito no início da semana deu negativo, mas a confirmação da doença chegou apenas na tarde de quinta-feira.

“Na terça-feira de manhã, eu fiz um PCR que deu negativo, então estava liberado para entrar no paddock. Mas na quarta-feira de noite, comecei a me sentir e os sintomas eram típicos de coronavírus: dor na coluna, nos ossos, na cabeça… Medi a temperatura e estava em 36,7°”, contou Rossi. “Fui, então, fazer um teste rápido de PCR, que também deu negativo, mas como não estava bem, decidi não voar. Na quinta de tarde, chegaram os resultados do teste conclusivo, que deu positivo. Por sorte, fiquei em casa, porque se tivesse de fazer isolamento em Aragão, me jogaria pela janela”, brincou.

Yamaha cogita não substituir Rossi na rodada dupla de Aragão

Chefe da Yamaha, Massimo Meregalli indicou que a escuderia de Iwata não deve substituir o italiano nem neste fim de semana e nem no próximo. No entanto, Maio afirmou que, caso Valentino não possa correr também em Valência, em 8 de novembro, aí Jorge Lorenzo passa a ser uma opção.

A Yamaha, porém, não está satisfeita com o preparo de Lorenzo. Aposentado desde o fim do ano passado, o espanhol não tem pilotado e passou meses sem subir em uma moto entre o teste da pré-temporada no início do ano e a atividade em Portimão no início do mês.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP de Aragão, 11ª etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

LEIA TAMBÉM
Moedor à italiana, Ducati tem má gestão escancarada com vitória de Petrucci
Salto de Marini para MotoGP em 2021 vira guerra entre VR46 e Avintia

Suzuki precisa resolver déficit de classificação para enfim se tornar grande na MotoGP
Márquez & Márquez: as estreias de Marc e Álex no pódio da MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube