Suzuki põe atualizações para funcionar, e Mir ganha fôlego na MotoGP. Rins ainda titubeia

De volta das férias, a fábrica japonesa mostrou que trabalhou bem em Hamamatsu e fez da GSX-RR uma moto mais competitiva. Campeão vigente, Mir aproveitou a melhora e ganhou novo fôlego na defesa do título, mas Álex Rins segue devendo em 2021

Master Camp conta com a participação não só dos pupilos, mas Valentino Rossi também costuma fazer uma aparição (Vídeo: Yamaha)

Se existe alguém que aproveitou a pausa para as férias, esse alguém foi a Suzuki. Só que ao invés de praia e água de coco, a montadora de Hamamatsu tratou de colocar a mão na massa para ter uma GSX-RR mais competitiva na metade final do campeonato. Melhor para Joan Mir, que aproveitou as atualizações para ganhar um novo fôlego na temporada.

Não que a Suzuki tenha feito feio nas primeiras nove corridas de 2021. Mas é que ela também não fez bonito. Ou não fez aquilo que se esperava de uma marca que está defendendo um título. Foi uma atuação um tanto insossa.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
Quartararo troca rival, mas amplia liderança da MotoGP na Áustria

Álex Rins e Joan Mir ganham atualizações que melhoraram a forma da GSX-RR (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Depois de encerrar um jejum de 20 anos com o título do ano passado, todo mundo esperava uma Suzuki mais forte no começo da temporada. Afinal, o protótipo fechou o campeonato como o melhor da MotoGP. Mas não foi isso que aconteceu.

De um ano para o outro, Yamaha e Ducati ganharam força, assim como a KTM e até a Aprilia. E a Suzuki, mesmo com uma moto que está longe de ser ruim, acabou ficando de escanteio.

Na primeira metade do campeonato, a escuderia japonesa somou 105 pontos no Mundial de Construtores e ficou 79 atrás da Yamaha, na quarta colocação. Insisto, não é uma temporada trágica, mas a expectativa era maior do que isso.

Nesta matemática, porém, conta o ano desastroso de Álex Rins, este, sim, muito distante da performance do ano passado. Além de perder corrida por causa de um acidente bizarro, o espanhol acumula outros três abandonos no ano e não conseguiu nenhum pódio até aqui.

Mas a volta das férias mudou um pouco o panorama para a Suzuki. Com atualizações no pacote, especialmente a adoção do dispositivo de ajuste de altura na traseira da moto, a GSX-RR melhorou de desempenho e permitiu certa conquista de terreno, especialmente na classificação.

Nas duas corridas desde a volta das férias, Mir registrou seus dois melhores resultados em classificação no ano: quinto no GP da Estíria e sétimo no GP da Áustria. Antes, o melhor resultado do piloto que utiliza o #36 tinha sido a nona colocação, conquistada em Doha, em Portugal e na Itália.

Desde o ano passado, ficou evidente que a Suzuki tem um ritmo de corrida muito bom, mas largar atrás acabava prejudicando o resultado final de Mir e Rins. Afinal, ganhar terreno desgasta o equipamento, o reduz as possibilidades de um ataque mais efetivo no final da corrida.

Na passagem pelo Red Bull Ring, contudo, ficou claro que a posição de partida melhor, deixa a dupla mais ameaçadora. No caso do GP da Estíria, a chuva acabou por influenciar o desfecho da disputa, mas está claro que as atualizações funcionaram.

Animado com o bom momento, Mir já traça até estratégias para alcançar o bi. E se o título inicial veio com uma vitória, agora o piloto entende que duas ou três podem ser suficientes.

“Acho que preciso vencer duas ou três corridas para conseguir o título. Agora, estão se aproximando melhores corridas para nós, mais favoráveis e acho vamos ter oportunidades em algumas provas”, disse Mir. “Mas o importante, de novo, é ficar sobre a moto, como nessa corrida [na Áustria] e continuar melhorando porque a moto com certeza pode vencer corridas. Vai ser o fundamental. Acho que precisamos de, no mínimo, duas corridas para levar o título. Ficaria surpreso se não precisássemos”, completou.

Joan agora tem uma situação mais confortável, é mais competitivo, mas Rins ainda precisa achar um jeito de melhorar. No último domingo, Álex até mudou a estratégia para tentar um resultado melhor, mas antecipar a parada com a chegada da chuva acabou não dando os frutos esperados.

Mesmo assim, o piloto de Barcelona já deu provas de que é capaz de fazer mais. Se acertar os detalhes, mesmo que a batalha pelo título já esteja perdida, Rins pode fechar 2021 com uma nota melhor.

O bom trabalho da Suzuki rendeu frutos logo de cara. Se continuar assim, Mir ao menos poderá fazer uma defesa mais sólida e firme do título conquistado ano passado.

MotoGP volta a acelerar no próximo dia 29 de agosto, com o GP da Grã-Bretanha, em Silverstone. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Aos 42, Rossi decide por aposentadoria e encerra história na MotoGP em 2021
Maior da história ou não, Rossi teve impacto transformador e popularizou MotoGP
Ídolo, referência e lenda: mundo do esporte a motor reage à aposentadoria de Rossi
Obrigada, Vale
Fim triste mostra que relação entre Viñales e Yamaha deveria ter acabado antes
Binder arrisca na chuva e encerra jejum de um ano com vitória corajosa na Áustria
De pódio à suspensão: Yamaha vai do céu ao inferno na rodada do Red Bull Ring

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar