MotoGP

Toba bate Dalla Porta na linha de chegada do Catar e dá ao Japão primeira vitória na Moto3

Kaito Toba foi impecável na volta final e bateu Lorenzo Dalla Porta por só 0s053 para conquistar sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade. Arón Canet completou o pódio
Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Ah, a Moto3! Responsável por abrir a temporada 2019 do Mundial de Motovelocidade, a classe menor não desapontou neste domingo (10). Em uma corrida disputada de ponta a ponta, com uma longa lista de pilotos em condições de decidir a prova apenas na bandeirada, Kaito Toba levou a melhor e começou o ano com vitória.
 
Seguindo a tradição da Moto3, a corrida em Losail ofereceu inúmeras possibilidades, mas, depois de muitas trocas de líder, Toba aproveitou o vácuo para abrir a volta final na liderança. Lorenzo fez uma tentativa na curva 6, mas encontrou a porta fechada.
 
O #48 seguiu insistindo e passou. Na saída da curva final, porém, Kaito saiu melhor e foi firme para cruzar a linha de chegada com 0s053 de margem para o rival da Leopard.
Kaito Toba e Lorenzo Dalla Porta na linha de chegada de Losail (Foto: Divulgação/MotoGP)
O triunfo de Toba, além de marcar a primeira conquista de um piloto do Japão na Moto3, é também a primeira vitória de piloto que veio da Asia Talent Cup, uma categoria apoiada pela Dorna para fomentar o esporte nos países asiáticos.
 
Dono da pole, Arón Canet esteve na disputa ao longo de todas as 18 voltas, mas acabou em terceiro, 0s174 atrás do vencedor. Marcos Ramírez ficou com o quarto posto, à frente de Celestino Vietti e Raul Fernández.
 
Niccolò Antonelli chegou a liderar a disputa, mas acabou em oitavo, 0s850 atrás do vencedor. Romano Fenati fez uma prova de recuperação e chegou a estar na briga pela vitória, mas o #55 acabou sendo o responsável por debutar a nova punição da volta longa ― seja por um mal entendido de uma mensagem recebida da direção de prova, seja por erro na freada ― e ficou apenas em nono. Jakub Kornfeil completa o rol dos dez melhores.
Saiba como foi o GP do Catar de Moto3:
 
A Moto3 entrou na pista para a primeira corrida da temporada 2019 no fim da tarde no Catar. Às 17h (locais), os termômetros marcavam 23°C, com o asfalto chegando a 26°C. A velocidade do vento estava em 8 km/h.
 
Pela quarta vez na carreira, Arón Canet tinha a pole-position, seguido por Lorenzo Dalla Porta e Kaito Toba, que faz sua estreia na primeira fila do grid. John McPhee aparece na sequência, à frente de Niccolò Antonelli, o único do grid atual que já venceu em Losail.
 
Para a corrida deste fim de semana, a Dunlop levou para Losail os pneus dianteiros e traseiros M e S.
 
Na escolha de pneus, a escolha quase absoluta entre os pilotos foi dianteiro e traseiro médio. Apenas John McPhee, Celestino Vietti, Dennis Foggia, Darryn Binder e Tom Booth-Amos optaram por traseiro macio, e Kornfeil optou pelas duas borrachas macias.
 
As luzes se apagaram e a temporada 2019 da Moto3 havia oficialmente começado. Dalla Porta tentou dar o bote na primeira curva, mas Canet conseguiu manter a primeira colocação do pelotão. Arbolino vinha em terceiro.
 
E logo na primeira volta um acidente envolvendo quatro pilotos foi registrado no Catar. Yurchenko, Masiá, Sasaki e Booth-amosacabaram caindo, vendo suas corridas terminarem de forma precoce. 
 
No fechamento do primeiro giro, então, Dalla Porta conseguiu se aproveitar do vácuo de Canet para superar o adversário e pular para a ponta. Mas a liderança não duraria muito, pois o #44 logo trataria de reassumir a primeira colocação.
 
Enquanto isso, Binder registrava mais um incidente na prova catari. Na curva 13, o piloto acabou escapando do traçado e indo parar na caixa de brita. Ali terminava sua disputa.
 
A briga pela primeira posição do pelotão seguia bastante apertada, com Lorenzo mais uma vez pulando para o primeiro. Arbolino superou Canet para vir em segundo, e Arenas, o quarto, também estava no pelotão da frente brigando pela ponta.

A briga entre Dalla Porta e Canet estava pegando fogo. Ainda restavam 15 voltas para a bandeira quadriculada, mas os pilotos estavam constantemente trocando de posições. Enquanto isso, Arbolino tentava se aproximar da dupla, seguindo-os de perto.
 
A corrida vinha apresentando um festival de quedas na Moto3. Agora foi a vez de Foggia, Masaki e Suzuki irem ao chão e encerrarem suas corridas antes da hora.
Com 14 voltas para o final, a ordem do pelotão era Canet, Dalla Porta, Arbolino, Arenas, Toba, Antonelli, Vietti, Kornfeil, Fenati e Ramírez.
 
De forma inesperada, a liderança mudava mais uma vez de mãos, mas agora era Toba quem aparecia puxando o pelotão. Dalla Porta e Canet eram os nomes que completavam o top-3 do momento.

Oito giros haviam sido completados e mais um novo nome aparecia no primeiro posto. Agora era Antonelli quem vinha em primeiro, com Toba, Fenati, que vinha fazendo ótima corrida de recuperação, Dalla Porta e Vietti.
 
Romano seguia escalando o pelotão, agora aparecendo na segunda colocação e começando sua caçada em cima de Niccolò. E não demorou muito para que o #55 conseguisse, enfim, tomar a ponta.
 
Mas as coisas seguiam totalmente imprevisíveis, já que o pelotão da ponta tinha nada menos que sete pilotos brigando pelas primeiras posições. Dalla Porta voltava para a primeira posição, seguido por Toba, Canet, Vietti e Fenati.

A corrida começava a entrar na reta final, mas as coisas continuavam difíceis de prever em Losail. Dalla Porta seguia na primeira colocação, mas não por muito tempo, pois Toba logo o superaria. Fenati é quem vinha em segundo.
 
Mas, novamente, as coisas mudaram repentinamente no Catar. Canet batia os adversários para reassumir a primeira colocação. Toba, Dalla Porta, Fenati e Antonelli completavam o top-5 do momento. 
 
Quando vinha para ameaçar a liderança do pelotão, Romani acabou cometendo um erro que o derrubou para a 12ª colocação. Enquanto isso, na ponta, o #48 sustentava novamente a ponta, com Toba, Ramírez, Canet e Antonelli.

A corrida estava na última volta e ainda era impossível indicar quem venceria a corrida. O pelotão da ponta seguia bastante colado e Toba era quem puxava os adversários. Mas Dalla Porta conseguiu bater o rival para retomar a primeira colocação. Enquanto isso, Canet seguia a dupla de perto, não sendo excluído da disputa.
 
E na reta final, Kaito fez o inimaginável. Quase em cima da linha final, o japonês tratou de ultrapassar o #48 para conquistar a vitória da etapa de abertura da temporada. Canert foi quem completou o pódio.
 
GUIA 2019
🏁 MotoGP abre 2019 imprevisível e com promessa de alta competitividade
🏁 Por equilíbrio, MotoGP introduz mudanças aerodinâmica e eletrônica
🏁 Yamaha mostra evolução. Mas a dúvida permanece: é o suficiente?
🏁 Ducati sai da pré-temporada forte e vê chance de recuperar título
🏁 Honda carrega mistério: Márquez e Lorenzo vão se aguentar sem brigas?
🏁 Após anos de 'chove e não molha', Suzuki vê chance de dar próximo passo
🏁 KTM tem Pedrosa como trunfo e chance de acelerar evolução da RC16
🏁 Aprilia mira evolução e busca recuperação após 2018 decepcionante
🏁 Moto2 tem motor Triumph, mudança na classificação e classe talentosa
🏁 Moto3 traz nova classificação, volta de Fenati, time de Biaggi e promessa Öncü
🏁 Até com Gibernau, Mundial estreia Copa do Mundo de MotoE em 2019

Moto3, GP do Catar, Losail, Final:
 
1 K TOBA Asia Honda 38:08.887 18 voltas
2 L DALLA PORTA Leopard Honda +0.053  
3 A CANET MAX KTM +0.174  
4 M RAMÍREZ Leopard Honda +0.505  
5 C VIETTI VR46 KTM +0.584  
6 A ARENAS Ángel Nieto KTM +0.818  
7 R FERNANDEZ Ángel Nieto KTM +0.846  
8 N ANTONELLI SIC58 Honda +0.850  
9 R FENATI Snipers Honda +0.890  
10 J KORNFEIL Prüstel KTM +0.903  
11 A OGURA Asia Honda +0.956  
12 A LÓPEZ Estrella Galicia 0,0 Honda +1.755  
13 J MCPHEE SIC HONDA +1.849  
14 A MIGNO Worldwide KTM +3.450  
15 G RODRIGO RBA KTM +3.514  
16 T ARBOLINO Snipers Honda +4.201  
17 V PEREZ Avintia KTM +4.267  
18 C ÖNCÜ Red Bull KTM Ajo +26.272  
19 K MASAKI RBA KTM +31.779  
20 R YAMANAKA Estrella Galicia 0,0 Honda +31.820  
21 F SALAC Prüstel KTM +31.943  
22 R ROSSI Gresini Honda +31.979  
23 M YURCHENKO RBA KTM +1:23.259  
24 T BOOTH-AMOS CIP KTM +1:28.292  
  T SUZUKI SIC58 Honda NC  
  D FOGGIA VR46 KTM NC  
  D BINDER CIP KTM NC  
  A SASAKI SIC HONDA NC  
  J MASIÀ Worldwide KTM NC  
         
VMR R FENATI SNIPERS Honda 2:05.403 154.4 km/h
REC A MASBOU ONGETTA Honda 2:05.862 153.8 km/h
MV A CANET MAX KTM 2:04.561 155.4 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 21ºC | pista: 23ºC