Chefe da Williams fala em respeito por Claire, mas diz: “Estamos consertando muitas coisas”

Simon Roberts, nomeado como chefe da Williams após a saída de Claire Williams, na esteira da venda da equipe ao fundo Dorilton Capital, ressaltou a importância da lendária família até mesmo em termos de diversidade. Mas o trabalho segue em frente para dar uma nova cara ao time outrora dominante na F1: “Estamos consertando muitas coisas”

A temporada 2020 foi histórica para a Fórmula 1 porque marcou a venda da lendária equipe Williams e da consequente saída da família liderada por Frank Williams do esporte depois de mais de 40 anos. A transação que culminou na aquisição da escuderia de Grove por parte do fundo de investimentos Dorilton Capital promoveu uma renovação nos quadros e a saída de Claire Williams, que ocupava o posto de chefe-adjunta do time. A partir do segundo semestre do ano passado, Simon Roberts, ex-McLaren, assumiu como novo chefe de uma equipe que não mudou o nome e tampouco pretende mudar o seu DNA familiar, ainda que muitas transformações já estejam em curso nas estruturas da organização, sendo até coisas básicas, como conserto de vazamentos no telhado da garagem.

Uma das mudanças foi anunciada nos primeiros dias de 2021: a ampliação da parceria técnica com a Mercedes a partir do ano que vem, com a escuderia heptacampeã do mundo ficando encarregada de fornecer, além dos motores, também o sistema de câmbio para a Williams.

Entretanto, mesmo com o processo de transformação e fortalecimento das estruturas da equipe, Roberts afirma que a Williams continua tendo Claire e Frank Williams “em nossos corações”.

Simon Roberts falou sobre o respeito por tudo o que Claire Williams fez pela equipe (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Aceitamos que as coisas precisam seguir em frente, mas sempre vai haver um lugar para Claire voltar e nos ver. E, com sorte, quando voltarmos à Europa no ano que vem, ela vai fazer isso. Mas ela passou por um momento muito difícil”, declarou o dirigente britânico em entrevista à revista Autosport.

“Respeitamos muito tudo o que ela fez. Mas ainda somos a Williams. E isso é muito importante para nós”, salientou Roberts, que reiterou a influência da família no aspecto de diversidade dentro da equipe. “Muito disso é simplesmente tentar ser aberto e ser o mais diverso possível, empregando pessoas de todas as origens e nacionalidades, origens étnicas, e isso é muito importante para nós”.

“E quando ainda falamos sobre isso, nos vários comitês que temos sobre esse assunto, ainda nos referimos ao que isso significa por causa de Frank e de Claire. Então, sim, eles estão sempre em nossos corações”, complementou.

Só que a chegada da Dorilton no comando da Williams trouxe, desde então, muitas mudanças, como a chegada de Jost Capito como novo diretor-executivo. A nova proprietária busca, desde então, fortalecer a estrutura para devolver competitividade a uma equipe que ficou sem pontos na temporada 2020 da Fórmula 1.

“Elaboramos um plano de investimento focado no que precisamos fazer, no que podemos fazer e no que devemos fazer para trazer desempenho à equipe. É 100% focado em agregar desempenho. Isso inclui assegurar que aqui seja um ótimo lugar para trabalhar”, explicou.

“Tendo em conta que nós e a Dorilton não queremos mudar aquela sensação adorável que existe dentro da Williams, esse espírito familiar e de amizade, estamos investindo. E vamos investir em algumas instalações da fábrica. São coisas simples, mas que tornam melhor [a rotina] de quem trabalha lá”, disse.

Dentre o que está em curso, há reparos básicos, mas também mudanças mais profundas em um plano estabelecido em longo prazo. “Estamos consertando muitas coisas, literalmente, de vazamentos no telhado à manutenção no túnel de vento, que não conseguimos fazer por um tempo, coisas do tipo”.

“É um programa bastante extenso que está em vigor, agora com as pessoas de volta à fábrica, tanto nas instalações da fábrica quanto no departamento de TI, todo mundo trabalhando muito duro”, concluiu o novo chefe da equipe multicampeã da Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube