F1

Confira declarações dos pilotos após o GP de Mônaco, sexta etapa da temporada 2019 da F1

Lewis Hamilton segurou Max Verstappen para vencer pela quarta vez em 2019 - a primeira, porém, em que a Mercedes não fez dobradinha, já que Valtteri Bottas foi terceiro. Sebastian Vettel completou o pódio que, na verdade, deveria ter Max Verstappen, segundo na pista, mas punido em 5s. O que cada um comentou sobre a corrida em Mônaco?

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
Lewis Hamilton conquistou neste domingo (26) sua quarta vitória em seis etapas da Fórmula 1 em 2019. Foi de ponta a ponta, mas não foi fácil: teve briga contra os pneus, e também contra Max Verstappen, que lhe pressionou o tempo todo. No pódio, ele acabou ao lado de Sebastian Vettel e Valtteri Bottas, já que o holandês foi punido em 5s e terminou em quarto.

Não foi das mais emocionantes corridas, mas algumas 'histórias' vistas na pista de rua do GP de Mônaco deram emoção. Assim, os pilotos puderam comentar diversas situações: Hamilton, claro, sobre o que precisou fazer para segurar o triunfo; Verstappen, sobre como se divertiu, apesar de acabar fora do pódio, Charles Leclerc, sobre seu abandono em casa; Sergio Pérez, sobre com oquase atropelou dois ficais...
Lewis Hamilton (Foto: AFP)
Confira declarações dos pilotos após GP de Mônaco

Lewis Hamilton, primeiro: Hamilton diz que precisou correr com “espírito do Lauda” em Mônaco para vencer “corrida mais difícil”

Sebastian Vettel, segundo: Vettel define segundo lugar em Mônaco como “ótimo resultado”, mas cobra Ferrari: “Temos trabalho a fazer”

Valtteri Bottas, terceiro: Quarto na pista e terceiro no pódio, Bottas lamenta “fim de semana decepcionante” em Mônaco: “Hoje foi difícil”

Max Verstappen, quarto: Verstappen diz ter “dado o melhor” para ultrapassar Hamilton durante “corrida divertida” em Mônaco
Max Verstappen (Foto: Red Bull Content Pool/Getty Images)
Pierre Gasly, quinto: “Foi um dia muito positivo e podemos ficar felizes com a quinta posição depois de largar em oitavo, já que Mônaco é uma pista de difícil recuperação de posições. Acertamos na estratégia e nosso carro estava muito bom para corrida. Curti pilotar um carro tão rápido numa pista como essa e ter a chance de forçar ao máximo até o final e conquistar voltas rápidas, além de terminar só 10s atrás do líder. Estou muito feliz e agora precisamos continuar trabalhando para que esses resultados se repitam nas próximas semanas.”

Carlos Sainz Jr., sexto: "A sexta posição é um resultado muito bom e pela terceira vez seguida eu pontuei. Uma primeira volta impressionante depois de ultrapassar as duas Toro Rosso por fora na curva 3. Definitivamente, uma das minhas melhores ultrapassagens. Além disso, boa decisão da equipe em ficar fora [na pista] durante o safety-car e foram boas voltas para conquistar o sexto lugar. Outra parada em que nossos mecânicos foram rápidos e uma volta genial para me defender da parada de Kvyat. Controlei os pneus e levei o carro para casa. Pontos importantes em outro circuito ao qual não nos adaptamos. Precisamos forçar para melhorar, mas ficamos felizes pelo trabalho de hoje."

Daniil Kvyat, sétimo: "Tivemos uma classificação forte ontem e aproveitamos isso com uma corrida boa hoje. É uma ótima sensação. Quase me dei mal no começo da prova, quando Gasly freou por fora, enquanto eu estava por dentro e não havia como mudar. Acho que alguém entrou devagar naquela curva e isso causou uma reação em cadeia. Estou muito feliz porque foi uma corrida muito boa para nós. Estamos satisfeitos com os pontos que conquistamos e com a forma com que lidamos com a corrida. O trabalho em equipe foi fantástico. P7 é um ótimo resultado em Mônaco. Temos trabalhado duro nas últimas semanas para ver no que precisamos melhorar, e encontramos. Agora precisamos encontrar isso todo final de semana, para continuarmos a marcar bons pontos. O carro está andando bem e precisamos continuar a desenvolvê-lo na mesma direção.”
Alexander Albon (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Alexander Albon, oitavo: "Tenho de agradecer muito à equipe, porque nossa estratégia foi fantástica. A gente sabia que era nossa chance de chegar aos pontos, então fizemos um grande trabalho para que isso acontecesse. Foi uma corrida complicada, porque você passa ela toda atrás de outros carros, você tem que ter certeza de que não vai frear tarde, ou acertar o outro, se não sua corrida acaba. A parte mais difícil do dia foi a gestão de pneus, já que os macios não duram muito, então eles começam a se degradar e vibrar. Mesmo assim, foi divertido e muito bom que nossos dois carros tenham conquistado pontos."

Daniel Ricciardo, nono: "Foi uma corrida frustrante. Tivemos uma grande largada, ultrapassei Magnussen para ser quinto. Paramos com o safety-car, o que foi um erro. Deveríamos ter conquistado um resultado melhor, já que tínhamos as opções em nosso controle. Ainda que pudéssemos ter saído com mais pontos, o carro foi muito bem."

Romain Grosjean, décimo: "Vence a frustração. Levar 5s de punição por um roda que mal pegou na linha de saída dos pits, é algo que me aborrece... Estou farto dessas sanções. Olhei no retrovisor para monitorar a chegada de Sainz e escapou um pouco. Isso me custou o nono lugar. Mas, principalmente, foi a classificação que nos custou aqui. Então, terminar em 10° é bom comparado ao 13° no grid. É um bom desempenho".

Lando Norris, 11°: "Corrida longa e não houve muito o que fazer. Dois carros me ultrapassaram nas primeiras voltas, mas os dois tiveram pneus furados, então não me afetou muito. Tive que controlar meus pneus por volta da metade da prova, o que limitou meu ritmo e ajudou Carlos (Sainz). Foi um bom resultado para a equipe, foi positivo. Para mim não foi estupendo, acho que poderia ter conquistado um ponto, mas até que estou feliz."
Sergio Pérez e o susto com os fiscais (Foto: Reprodução)
Sergio Pérez, 12°: Pérez se assusta com fiscais na saída dos boxes durante safety-car em Mônaco: “Quase atropelei”

Nico Hülkenberg, 13°: "Nada foi a nosso favor hoje. Tivemos uma boa largada e sofremos um pneu furado quando Leclerc me bateu. Por sorte não me jogou no muro, mas perdi posições com o safety-car. Fiquei preso no tráfego e a partir daí foi difícil virar o jogo. É difícil aceitar resultados que não mostram a competitividade da Renault no momento. Temos mostrado um ritmo bom. O carro tinha mais potencial do que o resultado final mosta. Assim são as corridas às vezes..."

Kevin Magnussen, 14°: "O começo foi normal, mas acabei sendo atrapalhado por Vettel, que fez a primeira curva de forma muito lenta. Então Ricciardo conseguiu me passar por fora. Se não tivéssemos continuado durante o safety-car, provavelmente eu teria retomado essa posição. Não sei o que aconteceu. Era um final de semana perfeito até a corrida e foi uma pena que tenha acabado assim. Temos que descobrir o que deu errado. Não foi a corrida que esperávamos."

George Russell, 15°: Foi uma corrida bastante divertida e eu me levei ao limite. Nosso ritmo foi bem forte, entrei em tal ritmo e meu engenheiro me avisou no rádio que eu estava andando no mesmo tempo dos líderes. Conseguimos boas voltas e, ao final, fiquei feliz com meu desempenho."

Lance Stroll, 16°: "Foi um final de semana muito complicado para toda a equipe e, infelizmente, a corrida foi assim também. Tive uma boa largada e assim que o safety-car saiu decidimos ficar na pista. Depois disso foi uma corrida tranquila. Tivemos muitos problemas na primeira parte e na segunda tivemos melhor ritmo, mas fomos prejudicados pelo tráfego. Não era o final de semana que queríamos, mas voltaremos fortes no Canadá."

Kimi Räikkönen, 17°: "Foi uma corrida bastante chata, em que não se tinha como ultrapassar. Acabamos onde estávamos na volta 1. Você fica atrás de um carro e não pode fazer nada, a não ser que ele tenha um problema. Assim é Mônaco."
Robert Kubica (Foto: Williams)
Robert Kubica, 18°: Foi uma GP bem longo para conseguir gerir os pneus. Foi uma corrida azarada para mim, mas isso é Mônaco. A corrida começou boa para nós, quando o safety-car entrou eu pensei que iria para os boxes, mas não foi o caso. Giovinazzi me acertou na Rascasse, então peri muito tempo lá, mas é assim que as coisas são."

Antonio Giovinazzi, 19°: "Perdi uma posição para uma Williams na largada e mesmo sendo muito mais rápido não consegui ultrapassar. Tentei na Rascasse, mas não havia espaço para dois carros e nos tocamos. Acabei ficando parado."

Charles Leclerc, NC: “Foi muito difícil”: Leclerc fala em “corrida divertida no começo, mas que terminou em desastre” em Mônaco

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.