Confira declarações dos pilotos após classificação do GP dos EUA da F1 2022

O espanhol da Ferrari cravou a terceira pole na temporada 2022 e terá Max Verstappen ao seu lado. Punidos, Pérez sai em nono, Leclerc larga em 12º e Alonso será o 14º

Carlos Sainz vai largar na frente neste domingo (23) para o GP dos Estados Unidos, 19ª etapa da temporada 2022 da Fórmula 1. O espanhol da Ferrari cravou a terceira pole-position da carreira ao fazer 1min34s356 e terá ao seu lado o bicampeão Max Verstappen, da Red Bull.

O dia em Austin ficou marcado por punições a Charles Leclerc, que perdeu dez posições no grid e vai largar em 12º, e Sergio Pérez, Fernando Alonso e Guanyu Zhou que perderam cinco e vão largar em nono, 14º e 19º respectivamente.

Relacionadas


GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP dos Estados Unidos de Fórmula 1 AO VIVO e EM TEMPO REAL. No domingo, a largada está marcada para as 16h [de Brasília, GMT-3].

Carlos Sainz: 3ª pole da carreira nos EUA (Foto: AFP)

Confira as declarações completas dos vinte pilotos:

Carlos Sainz, pole: Sainz celebra pole apesar de ventos nos Estados Unidos: “Toda curva é uma aventura”

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Max Verstappen, segundo: Verstappen fala em “dia difícil” em Austin e projeta GP por orgulho de Mateschitz

Lewis Hamilton, terceiro: Hamilton lamenta “classificação muito difícil” nos EUA: “Eu estava otimista”

George Russell, quarto: Russell se empolga com W13 e vê Mercedes próxima dos adversários em Austin

Lance Stroll, quinto: Stroll destaca “progresso recente” da Aston Martin e vê confiança em alta nos EUA

Lance Stroll larga em quinto nos EUA (Foto: AFP)

Lando Norris, sexto: Norris exalta “melhor volta em tempos” para conquistar 6º lugar no grid dos EUA

Valtteri Bottas, sétimo: “Ficar no top-10era o objetivo de hoje e nós o atingimos. Sabíamos que as atualizações que trouxemos para este fim de semana nos dariam um impulso e foi preciso apenas uma pequena melhoria no desempenho para nos colocar no Q3. Acredito que poderia ficar em sétimo lugar, com todas as penalidades aplicar, mas foi muito bom e vai ajudar no nosso objetivo de amanhã. Precisamos disso para lutar pelo sexto lugar no campeonato, que é muito importante para nós. Estamos progredindo, agora temos que nos concentrar em nossa corrida, fazer as coisas corretamente e levar alguns pontos para casa.”

Alexander Albon, oitavo: “Hoje foi bastante inesperado, para ser honesto. Foi um fim de semana bastante complicado antes da qualificação e o vento é muito difícil neste circuito. Os limites da pista são sempre um ponto de discussão e, com um vacilo, você está fora. Busquei algumas mudanças do TL3 para a qualificação que, inicialmente, não pareciam estar ajudando muito, mas com o decorrer da sessão, fomos melhorando.”

Sergio Pérez, nono: Pérez prega foco por título da Red Bull nos Estados Unidos “para honrar Mateschitz”

Sebastian Vettel, décimo: Vettel admite decepção com queda no Q2 dos EUA: “Tinha mais velocidade no carro”

Pierre Gasly, 11º: “Eu estava feliz até a classificação, vínhamos de um bom trabalho nos treinos livres, definitivamente havia potencial para chegar ao Q3 hoje. Por isso estou frustrado, lutei muito com os freios, não chegava à temperatura ideal, é uma pena. Olhando para amanhã, não vejo por que não podemos lutar pelos pontos, precisaremos aproveitar todas as oportunidades e estou confiante de que podemos recuperar terreno.”

Charles Leclerc, 12º: Leclerc lamenta dificuldades na classificação em Austin: “Carro muda volta após volta”

Charles Leclerc foi punido e larga somente em 12º (Foto: AFP)

Yuki Tsunoda, 13º: “Estou bem frustrado com nosso desempenho na classificação hoje. É claro que ultrapassei os limites da pista na minha última volta, mas não acho que tenha feito muita diferença, não tínhamos ritmo para chegar ao Q3. Vamos ver o que mais podemos extrair do carro. Vou me esforçar o máximo possível na corrida para tentar chegar aos pontos.”

Fernando Alonso, 14º: Alonso culpa “muito vento” por dia difícil da Alpine em classificação nos EUA

Kevin Magnussen, 15º: “Além da curva 1, foi realmente bom. Perdi três décimos ali por conta deste solavanco no meio. Mas estivemos bem durante todo o fim de semana e conseguimos não ficar muito nervosos, porém esses saltos preocupam. Perdi a traseira, foi um pouco lamentável. É um novo dia amanhã e é uma pista onde você pode ultrapassar, então, se tivermos o ritmo, poderemos ir além.”

Daniel Ricciardo, 16º: “Não estou nada feliz com essa qualificação. Estávamos lutando muito com a asa traseira e tivemos alguns momentos no primeiro setor. Simplesmente não atingimos o topo. Precisamos descobrir o porquê, pois o carro não está me dando o que quero, mas amanhã haverá oportunidades para ultrapassar e acho que teremos um algo mais a mostrar. Vamos olhar para isso durante a noite e fazer tudo o que pudermos para a corrida de amanhã.”

Esteban Ocon, 17º: “Foi um dia difícil para nós hoje. Sair no Q1 é sempre difícil de engolir, especialmente porque temos um carro competitivo e viemos de um quinto lugar no Japão. As condições estavam complicadas hoje e, para ser honesto, não me senti bem com o carro durante todo o fim de semana. Definitivamente, há trabalho a fazer para descobrir exatamente o que deu errado, mas, como sempre, tenho certeza de que encontraremos um caminho. Quanto à corrida, daremos tudo para tentar voltar aos pontos.”

Esteban Ocon teve jornada difícil em Austin e sai em 17º (Foto: Alpine)

Mick Schumacher, 18º: “O ritmo parecia bom e tínhamos um carro que poderia ir ao Q2 com potencial de Q3, então é muito lamentável que não tenhamos conseguido mostrar isso. Está ventando muito, a pista é bem acidentada e esses carros estão muito no limite. É uma pena que não sabemos qual poderia ter sido nosso potencial. Não pilotei muito no TL3, por isso, vamos olhar para os dados de Kevin [Magnussen] para poder aprender e poder ter condições de lutar por pontos.”

Guanyu Zhou, 19º: “Dei o meu máximo durante toda a qualificação, especialmente por ter perdido o TL3 por causa de problemas técnicos, e fiquei feliz por entrar no Q2. Acho que tivemos uma boa chance hoje, tivemos um ritmo incrível e estou arrasado por ter a volta que me levaria ao Q3 excluída. Dói porque, olhando para o replay, parece que eu estava fora por apenas um ou dois milímetros. É uma lição a aprender, mas ainda há alguns pontos positivos desta sessão, chegamos ao Q3 com Valtteri [Bottas] e mostramos desempenho com as novas atualizações. Estou ansioso para amanhã, mesmo que comecemos de trás, acho que é possível ultrapassar aqui, então espero que possamos fazer uma boa corrida e levar os dois carros à zona de pontos.”

Nicholas Latifi, 20º: “Foi uma sessão muito complicada, atrapalhados pelo vento. Não fiz a volta perfeita naquela última chance. Hoje foram as primeiras voltas representativas que fiz com o pneu da classificação, então poderia ter sido um pouco melhor. É difícil dizer o que podemos esperar amanhã, mas as condições serão complicadas para nós com o calor e o vento. Vamos tentar fazer nosso melhor.”

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.