Fórmula 1 lança carro para temporada 2022: tudo o que você precisa saber

A Fórmula 1 apresentou o carro que promete ser uma revolução no campeonato. O modelo tem visual futurista, resgata o efeito solo e é pensado para tornar as corridas mais imprevisíveis

O futuro da Fórmula 1 não começou ainda, mas está cada vez mais próximo. O novo visual dos carros da categoria para 2022 foi revelado nesta quinta (15), em um evento em Silverstone, onde o Mundial está para o GP da Inglaterra. O destaque é um só: um visual agressivo, fruto de uma reformulação completa de conceitos aerodinâmicos. O carro-conceito tem um visual futurista com detalhes fundamentais: as asas, tanto dianteiras quanto traseiras, serão simplificadas; os bargeboards, estrutura na lateral dos carros, serão completamente eliminados; os sidepods, entradas laterais de ar, também terão de ser redesenhados; na dianteira, o bico se torna ainda mais baixo, com um perfil que não era visto desde os anos 1990.

O carro-conceito é o mesmo que já tinha vazado em junho. A diferença é que o modelo apresentado pela Fórmula 1 tem os pneus de 18 polegadas, uma novidade da categoria para 2022. Mas até por tratar-se apenas de um carro-conceito, ainda é difícil saber como será o visual final dos bólidos de 2022. As equipes trabalham para seguir as novas regras, mas sempre em busca de furos no regulamento.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Audi e Porsche sugerem tração 4×4 na F1 para entrada em 2025
Tudo o que você precisa saber sobre as corridas de classificação

A Fórmula 1 revelou as primeiras imagens do carro-conceito da nova era que vai vigorar a partir de 2022 (Foto: Fórmula 1)

A apresentação, de certa forma, deixou algumas dúvidas, porque o programa que a Fórmula 1 levou ao ar em suas plataformas digitais, mostrou um modelo renderizado, um desenho, em que certas partes eram bem diferentes das vistas no carro real, que estava na pista inglesa. Isso ficou notório na asa dianteira: a grande peça no desenho tinha uma extensão que ia para além da parte final do bico, lembrando uma arraia.

O carro real tinha um bico que terminava à frente da peça como um todo. O novo carro tem a missão de facilitar disputas por posição. O regulamento técnico atual, que pouco mudou desde 2017, leva carros que geram muita turbulência. Quem vem atrás, perde rendimento e, por tabela, enfrente dificuldade extra para fazer ultrapassagem. É assim que o DRS se tornou tão importante na Fórmula 1 atual, já que compensa o pouco downforce com mais velocidade nas retas.

O impacto do novo regulamento com a aerodinâmica simplificada é grande. Cálculos da Fórmula 1 projetam que o carro de 2022 no ar sujo terá 86% do downforce que teria no ar limpo. Com os carros atuais, esse número é de apenas 55%. Sim, o carro atual perde quase metade da capacidade de fazer curvas quando está muito perto de outro. O que segue igual é a dimensão dos bólidos, ainda com grande distância entre eixos e a dianteira alongada.

LEIA TAMBÉM
+Presente x futuro: as diferenças da nova geração de modelos da F1
+Hamilton vê ‘grande desafio’ em novo carro e Alonso aprova visual

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar