GUIA 2021: Sainz ganha chance na Ferrari para assumir rótulo de piloto grande

Carlos Sainz demorou, mas virou piloto grande na Fórmula 1. Agora, missão do espanhol é colaborar com Charles Leclerc para recolocar a Ferrari nos trilhos de volta à grandeza

A Fórmula 1 divulgou uma simulação de volta no mais novo circuito de rua da Fórmula 1, Jidá, na Arábia Saudita (Vídeo: Fórmula 1)

119 corridas e seis temporadas depois, Carlos Sainz Jr. finalmente ganha o rótulo de piloto grande na Fórmula 1. Em 2021, o espanhol de 26 anos encara o maior desafio de sua carreira: vai correr na Ferrari, ao lado de Charles Leclerc, substituindo o tetracampeão mundial Sebastian Vettel.

É fato que a escuderia de Maranello regrediu horrores desde o fim de 2019, mas existe um peso em vestir vermelho. É a grande equipe da história da Fórmula 1. Não existe Mundial sem a Ferrari, e Sainz vai assumir uma responsabilidade jamais vista apesar de ter corrido por esquadras grandes como Renault e McLaren.

“Em cinco anos, quero ser campeão mundial e acredito que a Ferrari é o melhor lugar para isso. Acredito que estou no lugar certo e no momento certo, só precisamos um pouco de tempo para tentar fazer isso acontecer”, declarou o espanhol, mirando um título futuro, reconhecendo que o momento é de recuperação.

GUIA F1 2021
+F1 se prepara para duelo Hamilton x Verstappen em ano pandêmico e incerto
+Mercedes enfrenta revés com carro instável, mas abre temporada favorita
+Verstappen encara perspectiva de briga por título e desafio com Pérez
+Gasly muda de patamar e se mostra pronto para liderar AlphaTauri
+McLaren ganha reforços e mira consolidação no top-3 da Fórmula 1
+Alpine ousa com carro arrojado e mira top-3 no retorno de Alonso

CHARLES LECLERC; CARLOS SAINZ; FERRRI; PRÉ-TEMPORADA; F1; FÓRMULA 1;
Charles Leclerc revelou que se dá bem demais com Carlos Sainz (Foto: Scuderia Ferrari)

GUIA F1 2021
Red Bull aposta em forasteiro Pérez e ameaça Mercedes com briga real na F1
Haas desiste de ‘sonho americano’ e aposta em novatos com foco em 2022
+ Perdidamente apaixonado pela F1, Alonso volta sabendo qual seu lugar no mundo
+ Russell quer Mercedes, mas antes tem de carregar Williams em reconstrução
+ Leclerc tem missão de liderar renovada Ferrari e manter Sainz sob controle

Por falar em McLaren, foi no time laranja que o espanhol realmente desabrochou ao mundo. Das 38 corridas que fez por lá, foram 25 entre os pontos, além dos marcantes pódios no Brasil, em 2019, quando largou da última posição, e a quase vitória na Itália em 2020. Apenas o desempenho do primeiro ano de McLaren foi suficiente para ganhar o voto de confiança da Ferrari, que deveria fazer parte de lá.

A missão será difícil e não só pelo que a equipe representa, mas também pelo nome que divide a garagem. Mesmo mais novo que Sainz, Charles Leclerc já é um dos principais pilotos da Fórmula 1 atual. Talentoso no nível em que a Ferrari decidiu preterir Vettel, um dos melhores pilotos dos últimos tempos, que ficou obscuro por tudo que o monegasco fez desde a chegada ao time, em 2019.

Carlos Sainz guiando a SF21 na pista de Sahkir durante terceiro dia de testes da pré-temporada (Foto: Ferrari)


Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sainz não vai encarar uma Ferrari campeã, muito menos uma Ferrari vencedora, mas desembarca em Maranello com a responsabilidade de manter o que fez na McLaren e desafiar Leclerc. No estágio que a equipe adotou, de ocupar o pelotão intermediário, ter uma dupla forte de pilotos é essencial para desbancar as rivais.

“Depende o quanto o restante das equipes progrediu nesse meio tempo. Não temos como estimar isso além da nossa experiência em desenvolver unidades de potência. Então, eu acredito que serão necessárias uma ou duas corridas para mensurar o nível em que cada equipe está”, comentou Carlos após a pré-temporada.

Foi com o próprio Sainz que a McLaren superou Racing Point e Renault para terminar 2020 no top-3. O combo com Lando Norris foi o suficiente para bater times com duplas mais instáveis. A aposta deve se repetir em 2021, com o fora de série Leclerc ao seu lado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube