Mercedes diz que vai revisar ‘botão mágico’ do carro de Hamilton após erro no Azerbaijão

Embora Lewis Hamilton tenha se considerado responsável por seu erro na relargada em Baku, o diretor-técnico da Mercedes, Mike Elliott, disse que a equipe compartilha desta culpa e fará revisões no sistema do W12 já para a próxima corrida

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

No GP do Azerbaijão do último fim de semana, Lewis Hamilton foi parar na 15ª posição do grid após acionar acidentalmente o chamado ‘botão mágico’ da Mercedes, que consiste em uma ferramenta muito inteligente para ajudar os pilotos a gerenciar o balanço de freios, além de auxiliar no aquecimento desses elementos em períodos com safety-car. Assim, o inglês não conseguiu tangenciar a curva 1 e foi parar na área de escape. Embora o heptacampeão tenha se declarado responsável pelo erro, o diretor-técnico da equipe alemã, Mike Elliott, disse que o time também tem parte da culpa e fará revisará o botão para a próxima corrida.

“Lewis fez todas as coisas certas”, disse Elliott. “Ele colocou o carro na grid, desligou os vários botões e configurações que precisava desligar, ligou os que precisava ligar, estava tudo pronto para começar a corrida corretamente.”

“Teve uma largada fantástica, ele se colocou ao lado de Pérez e como ele e Pérez estavam mudando de posição, Lewis desviou e no processo de desviar ele apenas apertou o botão mágico e, infelizmente, ele não sentiu que tinha feito isso”, explicou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Lewis Hamilton não conseguiu superar Sergio Pérez nas ruas da Baku (Foto: Mercedes)

“Falando com Lewis, ele meio que se sente culpado por isso. Mas a realidade é que Lewis comete tão poucos erros, e isso é o que realmente o diferencia de alguns dos outros pilotos”, acrescentou.

Por isso, Elliot afirmou que a equipe trabalhará para que, já a partir do GP da França, infortúnios como o de Hamilton sejam raros com o W12.. “É nosso dever tentar dar a ele um carro onde seja mais difícil para ele cometer erros. Precisamos dar nossa parte nisso, ver como podemos melhorar, e isso é algo que vamos colocar em prática para a próxima corrida”, concluiu.

Fórmula 1 volta em dois fins de semana, nos dias 18-20 de junho, com o GP da França.

LEIA TAMBÉM
+Opinião GP: Red Bull ganha sabendo que podia mais e Mercedes se vê no poço em Baku
+Pérez tem jornada heroica e salva Red Bull do desastre no GP do Azerbaijão
+Acidentes, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão
+Hamilton define corrida como “lição de humildade” em Baku: “Coloquei tudo em risco”
+Bottas fica intrigado com falta de ritmo em Baku: “Os carros passaram a torto e a direito”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar