Vettel revela apoio de Hamilton após saída da Ferrari: “Sempre me motivou”

O alemão afirmou que o heptacampeão ficou ao seu lado no momento de crise com a Ferrari, sempre com palavras de apoio e incentivando a seguir na Fórmula 1

Sebastian Vettel encontrou em Lewis Hamilton um ombro amigo a que contar. O alemão revelou que o inglês tem o apoiado por diversos momentos, especialmente após a notícia de que sairia da Ferrari ao final de 2020.

Ainda no início do ano, quando a temporada ainda não havia começado, a escuderia de Maranello anunciou que não iria renovar com o tetracampeão. No lugar, assinou com Carlos Sainz Jr para fazer parceria com Charles Leclerc.

Na época, o competidor chegou a dizer que sequer recebeu uma proposta para seguir no time italiano. Quando a escuderia de Maranello afirmou que o coronavírus havia sido determinante para tal, o piloto de Heppenheim tratou de rebater o chefe Mattia Binotto e negou a declaração.

Em seus seis anos de Ferrari, Vettel conseguiu 14 vitórias, se tornando o maior vencedor da história da equipe, atrás apenas de Michael Schumacher e Niki Lauda. Entretanto, os erros recentes causaram diversas críticas, especialmente da mídia italiana.

Vettel e Hamilton evoluíram a relação ao longo dos anos (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

No meio da crise, Sebastian encontrou um amigo. “Sim, Lewis me ligou logo após a notícia ruim durante a primavera. Tivemos algumas outras conversas ou escrevemos um para o outro. Sempre me animou e motivou a continuar. E tenho diversos motivos para parabenizá-lo pelo grande sucesso”, disse em entrevista a publicação alemã Blick.

“Tenho certeza de que vez ou outra o Lewis teve motivos para sentir pena de mim”, brincou Vettel. “Por conta das regras do coronavírus, não pudemos conversar no paddock”, encerrou o piloto de 33 anos.

A relação de Sebastian e Hamilton nem sempre foi amigável. A relação de inimizade ficou clara após a ‘briga de trânsito’ durante o GP de Azerbaijão de 2017 quando o inglês fez um teste de freio brusco e acabou acertado na traseira pelo alemão. Na sequência, o piloto da Ferrari emparelhou com o adversário e jogou o carro para cima da Mercedes. Mas também foi o ponto de virada.

Mais de três anos depois, o relacionamento evoluiu e a dupla, que juntos somam 11 títulos, já mostraram respeito com o passar do tempo. Hamilton já afirmou que significa muito a relação de respeito com Vettel, além de exaltar a personalidade do alemão. Já o tetra elogiou a recente conquista de Lewis, dizendo que “é o maior piloto da nossa era”.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar