Petrucci descobre que deslocou ombro em queda na primeira volta do GP do Catar

Italiano passou por exames ao retornar à Europa e descobriu a lesão resultante de um tombo ainda na primeira corrida da temporada 2021

Marc Márquez volta a acelerar no Mundial de Motovelocidade (Vídeo: MotoGP)

Danilo Petrucci descobriu com atraso que lesionou o ombro na queda sofrida no GP do Catar, primeira corrida da temporada 2021 da MotoGP. O italiano sentiu o incômodo em Losail, mas só pôde passar por exames ao retornar para a Europa. ]

Ainda no primeiro giro do GP do Catar, Danilo caiu após atingir a traseira de Álex Márquez. Inicialmente, ninguém soube da lesão, já que Petrucci correu normalmente no GP de Doha, corrida que terminou em 19º.

WEB STORY
⇝ Fatos e curiosidades do GP de Portugal de MotoGP. Com Marc Márquez!

Danilo Petrucci constatou a lesão só quando voltou para a Europa (Foto: Tech3)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Agora em Portimão, Petrucci revelou que teve o ombro deslocado no acidente, mas, como ele voltou sozinho para o lugar, não fez exames mais detalhados, já que isso exigiria autorizações especiais por conta das medidas sanitárias resultantes da pandemia do novo coronavírus.

“Depois de voltar para casa, fiz uma ressonância magnética e descobri que, na primeira corrida, desloquei o meu ombro”, revelou Petrucci. “Ele saiu e voltou ao normal, e, por causa disso, eu senti muita dor. Felizmente, não houve dano ao ligamento, mas uma grande inflamação”, frisou.

“Desde o Catar, trabalhei o máximo possível para estar em forma para esta corrida. Felizmente, tomei anti-inflamatório, mas aí tive uma inflamação no ombro direito, pois estava pilotando a moto com um braço”, relatou.

Questionado sobre o motivo de isso não ter sido detectado ainda no Catar, Danilo explicou: “Era impossível, pois no Catar só íamos do hotel para o circuito e vice-versa! Teríamos de fazer um pedido especial para fazer uma ressonância magnética”.

“Eu desloquei o ombro, mas ele voltou à posição normal e eu podia mexer. Com analgésico e anti-inflamatório, eu consegui, então não era nada crítico”, justificou. “Mas depois da corrida, na segunda-feira, foi difícil mexer o braço. Já tínhamos planejado fazer uma ressonância, e ela mostrou aquilo que imaginávamos. O músculo e os tendões distenderam um pouco e senti o ombro um pouco instável. Não é possível fazer nenhuma rotação extra no momento, mas fico em uma única posição na moto, então espero que seja suficiente”, comentou.

Por fim, Petrucci falou da boa expectativa para a corrida de Portimão, especialmente por conta da performance dominante de Miguel Oliveira no GP de Portugal do ano passado.

“Aqui nós sabemos que temos uma boa chance, uma boa oportunidade, pois entendo que esta pista encaixa bem com a nossa moto”, apontou. “É só a minha segunda pista com esta moto e ela se encaixa melhor a nós, então estou realmente ansioso, principalmente por termos as informações de Miguel, que foi o mais rápido o tempo todo”, encerrou.

O GP de Portugal, em Portimão, é a terceira etapa da temporada 2021 do Mundial de MotovelocidadeAcompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre a MotoGP.

LEIA TAMBÉM
⇝ Série à la ‘Drive to Survive’ é impulso necessário para expansão da MotoGP
⇝ WEB STORY – Pedro Acosta: a nova pérola do Mundial de Motovelocidade
⇝ Zarco acerta ao confiar na Ducati e dá volta por cima após saída da KTM
⇝ Miller sucumbe à pressão e derrete favoritismo em rodada dupla no Catar
⇝ Novo Marc Márquez? Acosta encanta e ganha protagonismo na Moto3
⇝ Dupla talentosa e poucos erros: como Pramac superou Ducati no Catar
⇝ Longa estadia no Catar afeta termômetro, mas MotoGP 2021 é estonteante
⇝ Martín brilha e vira protagonista da MotoGP após rodada dupla no Catar
⇝ Marc Márquez revê MotoGP com novos nomes e ordem de forças embaralhada

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube