GUIA 2022: Quartararo sai da glória de campeão para luta de se manter no topo

Depois de finalmente chegar ao topo na MotoGP, com o título conquistado em 2021, Fabio Quartararo agora tem a complicada missão de se manter na frente mesmo de uma Yamaha pouco competitiva contra as rivais

GUIA MOTOGP 2022: FAVORITOS, NOVATOS E PALPITES PARA TEMPORADA

FABIO QUARTARARO ALCANÇOU O ÁPICE DA CARREIRA. Em 2021, o francês foi impecável ao longo do campeonato e conseguiu de forma merecida o título da MotoGP com três provas de antecedência. Agora, o desafio é ainda maior. Chegar no topo possui seus problemas e nem todo mundo consegue, mas se manter no auge é uma dificuldade incalculável.

Há dois anos, o francês parecia encaminhado para conquistar o primeiro título no Mundial de Motovelocidade, mas oscilou na reta final e acabou longe da briga. Na temporada passada, começou com tudo e apenas controlou a situação, mesmo quando ameaçado por Francesco Bagnaia nas provas finais. Uma prova da maturidade que surgia.

Relacionadas


Campeão vigente da MotoGP, ‘El Diablo’, porém, vai encarar um grande desafio: manter a Yamaha no topo. Depois de quebrar um amargo jejum da montadora japonesa, Fabio sabe que não vai ser fácil seguir como campeão, principalmente pelas notáveis evoluções das concorrentes de grid, como Ducati, Honda e Suzuki.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Fabio Quartararo chega em 2022 com um grande desafio pela frente (Foto: Yamaha)

GUIA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP monta maior calendário da história com novas corridas e retornos
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
# Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
# Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP

Nos testes de pré-temporada, em Sepang e Mandalika, o piloto conhecido pelo #20 se mostrou descontente com a pouca evolução da YZR-M1 de um campeonato para o outro. Desde o ano passado, Quartararo já indicou que não pretende renovar o contrato se não notar progressos significativas na moto.

Um dos pontos positivos do piloto em 2021 foi a qualidade em voltas rápidas, constantemente largando nas primeiras posições do grid para, em poucas voltas, se encontrar em posição de controlar o ritmo. Agora, sem essa melhora, o nível de exigência nas classificações será ainda maior.

O filho de Etienne e Martine já apontou que a Yamaha poderia melhorar a potência do equipamento, geralmente mais voltado para o equilíbrio em curvas e que favorece o controle dos pneus. Ainda é uma incógnita o que esperar da moto, sim, mas o francês com certeza vem disposto a se segurar no topo da tabela. É uma missão difícil, mas que não vai ser abandonada com facilidade.

WEB STORY
# Novos nomes, equipes, calendário: um resumão da MotoGP 2022

DUCATI MOSTRA CONFIANÇA E APOSTA EM RELAÇÃO DURADOURA COM BAGNAIA NA MOTOGP
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.