Martín admite erro na Espanha, mas diz que “não estava pressionado” por Bagnaia

Jorge Martín perdeu o controle da moto na 10ª volta do GP da Espanha, mas descartou que o erro tenha sido cometido por uma pressão do rival Francesco Bagnaia, que o acompanhava de perto

Depois de vencer a corrida sprint no sábado, Jorge Martín encaminhava mais uma conquista durante o fim de semana do GP da Espanha. Na prova principal, o líder do campeonato comandava acompanhado de perto por Francesco Bagnaia, mas um erro no fim da reta oposta causou o abandono na volta 10.

Mesmo com Bagnaia tão próximo e por tantas voltas, Martín descartou uma pressão do rival e admitiu o erro. Mesmo com a queda, o piloto da Pramac ainda sai de Jerez como líder da MotoGP 2024, mas viu a aproximação do italiano, vencedor da prova.

Relacionadas


“Está claro que cometi um erro porque caí, mas é fato que andei diferente de uma volta para outro, mas não vimos nada nos dados. A moto estava bastante reta na hora da curva, algo que não costuma acontecer com a Ducati, mas vamos analisar. Está claro que precisamos ver bem para não voltar a cometer esse erro no futuro”, destacou Martín.

“Foi uma pena porque hoje me encontrava melhor do que ontem, na sprint, se comparado com meus rivais. Fiz uma grande largada, as primeiras voltas foram boas, mas caí e preciso aprender com meus erros”, acrescentou.

Jorge Martín vacilou na liderança e caiu. Fim de prova para o líder da MotoGP (Vídeo: MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“O objetivo era terminar no pódio. Não me sentia pressionado pelo Pecco [Bagnaia], mas espero que isso não nos afete em Le Mans e que eu possa fazer uma boa corrida na França. Agora só quero sair deste dia e me concentrar no teste que será importante. Ainda há muito [campeonato] e bons rivais”, finalizou.

Com o abandono deste domingo em Jerez, Martín agora tem 92 pontos no certame e segue na frente. Bagnaia subiu para 75 e agora é o novo vice-líder da MotoGP, seguido por Enea Bastianini, com 70.

MotoGP volta a acelerar entre os dias 10 e 12 de maio, para o GP da França, em Le Mans, com a quinta etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.