Viñales coloca Yamaha na ponta no primeiro treino em Mugello. Quartararo é oitavo

Pai recente, o Top Gun cravou 1min46s593 para assegurar a liderança da manhã de sexta-feira (28) na Itália. Johann Zarco ficou com o segundo posto, com Álex Rins aparecendo para completar o top-3

Diogo Moreira testou com a equipe de Aki Ajo em Barcelona (Vídeo: Divulgação)

Maverick Viñales contrariou a máxima e mostrou em Mugello que não perdeu velocidade com a paternidade. Pai de uma menina nascida no início da semana, o espanhol completou a melhor de 20 voltas na manhã desta sexta-feira (28) em 1min46s593 e assegurou a liderança do primeiro treino da MotoGP para o GP da Itália.

Com um par de pneus médios, o espanhol da Yamaha assegurou a ponta com 0s209 de vantagem para Johann Zarco, que aproveitou a última volta na sessão para assegurar o segundo posto. Mais 0s150 atrás, Álex Rins colocou a Suzuki na terceira colocação.

Maverick Viñales foi o mais rápido nesta manhã na Itália (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Campeão vigente, Joan Mir fez o quarto melhor registro, à frente de Franco Morbidelli e Francesco Bagnaia, vice-líder na classificação geral do campeonato. Piloto de testes da Ducati, Michele Pirro ficou em oitavo.

Líder da temporada 2021, Fabio Quartararo completou 18 voltas nesta atividade matutina e, com 1min47s566, ficou com o oitavo tempo, 0s150 melhor que Jack Miller, que garantiu a nona posição na volta final na sessão. Miguel Oliveira fecha a lista dos dez mais rápidos.

A largada do GP da Itália, sexta etapa da temporada 2021 da MotoGP, está marcada para domingo, às 9h. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Mugello:

A sexta-feira amanheceu com sol e céu limpo na região da Toscana. Antes do primeiro treino do fim de semana, os termômetros mediam 20°C, com o asfalto chegando a 25°C. O vento não passava de uma brisa leve, com a velocidade chegando apenas a 3 km/h.

O fim de semana na Itália, aliás, começou com uma novidade nos boxes da Yamaha. Maverick Viñales passou a estampar o nome ‘Nina’ na YZR-M1, um tributo à filha, que nasceu no último dia 24.

Primeira filha de Maverick Viñales nasceu no início da semana (Vídeo: MotoGP)

Substituto de Jorge Martín, que ainda se recupera de lesões, Michele Pirro abriu a sessão no topo da tabela, 0s841 à frente de Fabio Quartararo. Takaaki Nakagami fechava o top-3.

O piloto de testes da Ducati melhorou mais ainda na sequencia, chegando a 1min48s459, agora 0s346 melhor que Nakagami. Miguel Oliveira apareceu em terceiro, seguido por Quartararo e Pol Espargaró.

Ainda nos primeiros minutos da sessão, Álex Rins escapou da pista na primeira perna da Arrabbiata, a curva 8, mas logo voltou e deu sequência à atividade.

Álex Rins fez um tour por Mugello ainda no início do TL1 (Vídeo: MotoGP)

Usando um pneu macio na frente e um duro atrás, Miguel Oliveira tomou brevemente a ponta, mas logo foi destronado por um Pirro 0s484 mais rápido. Nakagami e Quartararo vinham em seguida, com Valentino Rossi pulando para a quinta colocação.

Com pouco mais de dez minutos de sessão, Pirro conservava a liderança com 1min47s945, 0s074 melhor que Quartararo. Pol Espargaró tinha subido para o terceiro posto, seguido por Brad Binder, Oliveira, Viñales, Aleix Espargaró, Johann Zarco, Álex Márquez e Rins.

Com Michele nos boxes, Viñales baixou para 1min47s793 e tomou a liderança, 0s152 mais rápido que o piloto de testes da marca de Borgo Panigale. Quartararo, então, foi 0s227 melhor que o companheiro de Yamaha e assumiu o comando, com Nakagami aparecendo em seguida para separar os dois.

Maverick Viñales e Fabio Quartararo duelaram pela liderança já no início do TL1 (Vídeo: MotoGP)

O Top Gun deu outra boa volta e tomou o cume da tabela de tempos ao registrar 1min47s443, 0s123 melhor que Quartararo. Nakagami, Pirro e Binder completavam a lista dos cinco mais rápidos.

Antes de parar nos boxes da Yamaha, Viñales foi ainda mais rápido, chegando a 1min47s130, 0s436 melhor que Quartararo. Nakagami era o terceiro, à frente de Pirro, Francesco Bagnaia, Binder, Pol Espargaró, Oliveira, Aleix Espargaró e Marc Márquez.

A paternidade de Viñales, por sinal, não era a única novidade nos boxes do time dos diapasões. A Yamaha aproveitou a sexta-feira para testar pela primeira vez o dispositivo holeshot dianteiro na YZR-M1. O sistema comprime o garfo dianteiro, baixando a altura da moto. O recurso já existe na traseira da moto japonesa, mas ainda não tinha sido introduzido na traseira, diferente de marcas como Ducati, Honda e KTM, por exemplo.

Campeão vigente, Joan Mir ainda não se destacou em 2021 (Vídeo: MotoGP)

Minutos mais tarde, Johann Zarco foi a 1min48s008 e assumiu a quinta colocação, 0s878 atrás de Viñales. Logo depois, Joan Mir virou 0s715 mais lento que o ponteiro e tomou a quarta colocação, à frente de Rins e Pirro.

Com 1min47s537, Zarco assumiu o segundo posto, cortando para 0s407 a vantagem de Viñales no topo da tabela. Quartararo desceu para terceiro, à frente de Oliveira, Nakagami, Mir, Rins, Pirro, Bagnaia e Binder.

Quem também conseguiu melhorar foi Bagnaia. O piloto da Ducati anotou 1min47s694 na 14ª volta nesta manhã e assumiu a quarta posição, 0s564 atrás de Viñales, que seguia com folga na liderança da atividade matutina.

Calçando um par de médios, Morbidelli anotou 1min47s330 e saltou para a segunda colocação, 0s200 atrás de Viñales. Rins também foi mais rápido e agora aparecia em terceiro, à frente de Zarco e Quartararo.

Na vota seguinte, Rins foi ainda melhor e assumiu a ponta da folha de tempos ao passar Viñales por 0s045. Joan Mir também apertou o passo e agora era terceiro, 0s167 atrás do parceiro de Suzuki.

Maverick Viñales fechou a manhã em Mugello com a liderança (Vídeo: MotoGP)

Rins engatou outra volta rápida para estabelecer em 1min46s952 a melhor volta da sessão até então, 0s178 melhor que Viñales, que vinha baixando o tempo para recuperar a liderança com 1min46s593, 0s359 melhor que Álex.

Já com a bandeira quadriculada tremulando na região da Toscana, Johann Zarco avançou para o segundo posto, reduzindo para 0s209 a vantagem de Viñales. Rins acabou em terceiro, à frente de Mir, Morbidelli, Bagnaia, Pirro, Quartararo, Oliveira e Nakagami.

No último instante, Jack Miller foi a 1min47s716 e saltou para a nona colocação, 1s123 atrás de Viñales.

MotoGP 2021, GP da Itália, Mugello, Treino livre 1:

1M VIÑALESYamaha1:46.593 
2J ZARCOPramac Ducati1:46.802+0.209
3A RINSSuzuki1:46.952+0.359
4J MIRSuzuki1:47.176+0.583
5F MORBIDELLISRT Yamaha1:47.184+0.591
6F BAGNAIADucati1:47.186+0.593
7M PIRROPramac Ducati1:47.555+0.962
8F QUARTARAROYamaha1:47.566+0.973
9J MILLERDucati1:47.716+1.123
10M OLIVEIRAKTM1:47.748+1.155
11T NAKAGAMILCR Honda1:47.791+1.198
12P ESPARGARÓHonda1:47.870+1.277
13A ESPARGARÓAprilia Gresini1:47.992+1.399
14B BINDERKTM1:48.049+1.456
15L MARINIAvintia VR46 Ducati1:48.128+1.535
16M MÁRQUEZHonda1:48.277+1.684
17V ROSSISRT Yamaha1:48.302+1.709
18D PETRUCCITech3 KTM1:48.319+1.726
19A MÁRQUEZLCR Honda1:48.375+1.782
20L SAVADORIAprilia Gresini1:48.734+2.141
21E BASTIANINIAvintia Ducati1:48.967+2.374
22I LECUONATech3 KTM1:48.997+2.404

LEIA TAMBÉM
⇝ Miller engrena com vitórias seguidas e assume protagonismo na temporada da MotoGP
⇝ WEB STORY: Com Miller, Zarco e Quartararo, MotoGP tem pódio incomum na França
⇝ Frio, chuva e reclamações: MotoGP precisa dar segurança e rever data do GP da França
⇝ Divertida e disputada, MotoE precisa de mudanças. E já tem parte da solução nas regras
⇝ Quartararo mostra evolução e consistência para brigar por título desperdiçado em 2020
⇝ Com Masià lesionado, Ajo escala Moreira para dois dias de testes da Moto3 em Barcelona
⇝ Yamaha e Ducati mostram forças opostas e disputam protagonismo na MotoGP em 2021
⇝ Ducati ou Yamaha: quem vai equipar a VR46 na temporada 2022 da MotoGP?
⇝ Descoberta de Barros e fruto do motocross: Moreira é nova joia do motociclismo brasileiro
⇝ Quartararo versus Miller: a trajetória dos protagonistas da temporada 2021 na MotoGP

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar