Confira declarações dos pilotos após classificação do GP da Emília-Romanha de F1

O que os pilotos falaram após a disputa da classificação para o GP da Emília-Romanhal? Alegrias, lamentações e expectativas para a corrida marcaram as entrevistas deste sábado em Ímola

O fim de semana do GP da Emília-Romanha é diferente, com apenas dois dias de atividades. Por isso, a classificação poderia ter sido supreendente em Ímola, mas a Mercedes novamente dominou a sessão e controlou a primeira fila do grid.

A diferença, no entanto, foi Valtteri Bottas na pole, e Lewis Hamilton em segundo, com uma grande volta nos seguindos finais.

Max Verstappen ficou com a terceira posição, com Pierre Gasly em quarto e Daniel Ricciardo em quinto. Alex Albon, Charles Leclerc, Daniil Kvyat, Lando Norris e Carlos Sainz fechando os dez primeiros. Sebastian Vettel novamente ficou no Q2, largando apenas em 14º.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

A dupla da Mercedes novamente fechou a primeira fila do grid (Foto: Mercedes)

Confira as declarações após a classificação em Ímola:

Valtteri Bottas, pole position: Bottas comemora cravada na volta que garantiu pole em Ímola: “Sensação ótima”

Lewis Hamilton, segundo: 2º, Hamilton lamenta volta ruim na classificação e aposta em “corrida monótona”

Max Verstappen, terceiro: Verstappen diz que problema no Q2 impediu pole em Ímola: “Nós nos perdemos”

Pierre Gasly, quarto: Gasly iguala melhor classificação na F1 ao guiar “do jeito que queria” em Ímola

Daniel Ricciardo, quinto: “Isso foi brabo”: Ricciardo se encanta com Ímola e comemora melhor volta do ano

Alexander Albon, sexto: Albon se preocupa com limites de pista, mas celebra desvantagem curta para Verstappen

Charles Leclerc, sétimo: Leclerc admite que “dava para fazer volta melhor”, mas diz que esperava mais da Ferrari

Charles Leclerc larga na sétima colocação no GP da Emília-Romanha (Foto: Ferrari)

Daniil Kvyat, oitavo: “A manhã teve um treino livre bem movimentado e cheio. Fizemos muitas voltas, tentamos algumas coisas até termos um bom ritmo. Fiquei bem feliz com a minha volta na classificação, foi uma sessão muito apertada, então todo mundo ficou próximo. Acho que 0s15 resolveria minha vida, mas ainda estou satisfeito. Precisamos ser cuidadosos com os limites de pista, ainda prefiro as corridas em que você vai parar na brita e é isso, mas consegui me adequar no Q3 e fui ao limite mesmo. Temos boas chances amanhã largando de onde vamos largar.”

Lando Norris, nono: Norris se satisfaz com 9º no grid em Ímola, mas Sainz vê McLaren “longe do ideal”

Carlos Sainz Jr., décimo: Norris se satisfaz com 9º no grid em Ímola, mas Sainz vê McLaren “longe do ideal”

Sergio Pérez, 11º: “Estou decepcionado por sair na 11ª posição, especialmente porque as diferenças na classificação foram apertadas e um décimo significaria uma ida para o Q3. Pensando melhor, talvez tenhamos feito o carro para a corrida e isso afetou nossa classificação, mas espero que isso signifique ter um carro competitivo amanhã.”

Esteban Ocon, 12º: “Estou decepcionado com o resultado da classificação. Não esperava por isso, especialmente porque tivemos uma boa sessão de treinos pela manhã. No Q2, não foi minha melhor volta, preciso analisar o que aconteceu. Ainda possuímos muitas oportunidades amanhã. Temos escolha dos pneus para a largada e vamos ver o que é preciso para entrar na zona de pontuação.”

George Russell novamente chegou no Q2 e larga em 13º (Foto: Williams)

George Russell, 13º: “Estou muito satisfeito com a classificação. Foi bem divertido hoje, precisamos de mais pistas assim porque é excelente para o piloto, você precisa levar o carro ao limite. Depois do treino livre, a gente não sabia dizer como os rivais estavam em termos de combustível, mas a gente não parecia ter um ritmo promissor e nem esperava Q2, então isso foi bom, ainda mais classificando em 13º. Amanhã queremos lutar, ir para frente e, mesmo que seja difícil, fazer de tudo para ter o melhor resultado.”

Sebastian Vettel, 14º: Vettel diz que Ferrari “não pareceu tão ruim” em Ímola e se surpreende com 14° lugar

Lance Stroll, 15º: “É genial voltar para Ímola. Uma das pistas mais legais da temporada, da velha escola, rápida. Foi um dia difícil e desafiador, infelizmente, com apenas 90 minutos de treinos antes da classificação. Foi assim para todos, mas não é fácil aprender o carro, os pneus e a pista em tão pouco tempo. Pela manhã, parecíamos competitivos, mas sofri na classificação. Foi uma sessão apertada e éramos os piores do meio do pelotão. Um tempo deletado no Q2 também prejudicou. A realidade é que largamos bem atrás do que queríamos. Foi um dia frustrante.”

Romain Grosjean, 16º: “Muitos lugares podem aprender com essas pistas mais antigas. Aqui, Nürburgring, Mugello, são lugares muito bons de se guiar. Eu realmente curti muito. Não temos o carro mais rápido, mas toda volta aqui é divertida. Foi complicado não ir ao Q2, especialmente com uma volta tão boa. Kevin, a mesma coisa, conseguimos nos empurrarmos para frente e tiramos tudo dos nossos carros, mas não foi suficiente. A gente costuma ir melhor na corrida, precisamos ver o gerenciamento dos pneus, mas vamos dar 100%.”

Kevin Magnussen ficou apenas em 17º na classificação em Ímola (Foto: Haas)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Kevin Magnussen, 17º: “Curti a sessão. É uma pista boa de guiar. Claro que não estou feliz com o resultado, achei que a gente fosse ser um pouco mais forte aqui. Nós deveríamos ter ido ao Q2, mas não tive uma classificação tranquila: tráfego, um problema na marcha que me custou a volta mais rápida. O Q2 ficou próximo, por isso é tão frustrante. De todo jeito, estamos aonde estamos. Estou ansioso, espero uma corrida divertida, é uma pista boa de guiar, ao menos vou me divertir.”

Kimi Räikkönen, 18º: “O carro melhorou muito da manhã para a tarde e estava bom de guiar. Nós iríamos ao Q2 não fosse deletada minha volta. E isso foi bem frustrante porque é uma das pistas em que o pelotão intermediário parece bem próximo, mas reclamar agora não adianta nada. A corrida, largando de onde largaremos, não será fácil, mas temos de tentar o possível e ver no que dá.”

Nicholas Latifi, 19º: “O treino livre foi traiçoeiro e complicado, eu parei algumas vezes, tive problemas nos freios na hora da minha simulação de classificação. Perdemos muito tempo ali, infelizmnete, então tivemos de tomar uma série de decisões sobre para onde levar o carro sem referências. Não foi a forma ideal para irmos para a classificação, mas fiquei satisfeito com as minhas voltas. Diminuí a distância em relação ao treino livre e fiquei a 0s15 do Q2, acho que posso ficar satisfeito com isso. É uma pista incrível de se guiar, estou ansioso para a corrida de amanhã, vamos tentar um bom resultado.”

Antonio Giovinazzi, 20º: “O potencial que tínhamos no carro era para algo bem melhor do que isso, mas não consegui fazer uma volta limpa. A primeira foi ok, mas as duas voltas em que eu estava com mais potência foram arruinadas pelo tráfego. Sabíamos que isso seria um problema, mas não deixa de ser bastante frustrante. Largar lá do fundo não é ideal, claro, mas de último a gente só pode ir para frente. Não vai ser fácil ultrapassar aqui, então precisamos de uma boa largada e de boa estratégia para ganhar terreno.”

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube