Mercedes vê Bottas sob “imensa pressão” e abre porta para Russell já em 2021

Toto Wolff destacou que George Russell superou e muito as expectativas do time para o GP de Sakhir. O dirigente reconheceu, também, que Valtteri Bottas não consegue manter o mesmo nível de performance ao longo de todo o ano

O futuro de Valtteri Bottas na Mercedes pode não estar tão seguro quanto parece. Chefe da equipe, Toto Wolff admitiu que a performance de George Russell no GP de Sakhir colocou o finlandês sob “imensa pressão” e deixou a porta aberta para uma mudança no line-up para a temporada 2021 da Fórmula 1.

Piloto da Williams, Russell foi escalado para substituir Lewis Hamilton na corrida no anel externo do Bahrein após o heptacampeão testar positivo para Covid-19. Apesar da mudança brusca ― e de estar apertado no cockpit, já que é mais alto do que o britânico ―, George encaixou bem com o carro e exibiu uma boa performance.

Toto Wolff destacou que Bottas não consegue manter a mesma performance ao longo do ano (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

No 37º GP da carreira, Russell se classificou em segundo, 0s026 atrás de Bottas, o dono da pole. No domingo, fez uma boa largada e liderou a maior parte da disputa, mas acabou prejudicado por um erro da Mercedes, que trocou os pneus dos pilotos no pit-stop, forçando uma parada extra do inglês. Para piorar, enquanto tentava voltar à liderança, George teve um furo de pneu, precisou voltar aos boxes e acabou só em nono. Valtteri, por sua vez, teve problemas com o carro na parte final da disputa e ficou em oitavo.

A própria Mercedes classificou o trabalho na corrida de Sakhir como uma “cagada colossal”.

“Ele estava batendo os joelhos e tinha os nós dos dedos ensanguentados”, contou Wolff. “Quinto na classificação e na corrida teria sido completamente ok nessas circunstâncias, mas aí ele conseguiu a primeira fila e quase venceu a corrida. Ele superou e muito as nossas expectativas”, comentou.

O chefe da Mercedes reconheceu, também, que a performance de Russell em Sakhir colocou Bottas sob “imensa pressão”.

“Em uma volta, ele [Bottas] fica muito próximo de Lewis. Em dias bons, sabemos o que temos nele”, declarou Wolff. “Mas também é fato que ele começa a temporada forte como um urso, mas aí vai caindo conforme o campeonato vai acabando. Você só pode sobreviver contra Lewis e vencer um campeonato se está no pico ao longo de toda a temporada”, ponderou.

“Agora temos de discutir isso com ele”, frisou.

Por fim, Wolff reconheceu que, apesar de já ter assinado com Bottas para 2021, uma mudança no line-up da Mercedes não pode mais ser desconsiderada.

“Nós temos um plano de pilotos definido para o próximo ano. George tem contrato com a Williams. Nós temos contrato com Valtteri. A Mercedes honra seus contratos”, apontou. “Mas nunca se sabe. Só podemos trabalhar com a informação que temos no momento e o cisne negro sempre passa nadando quando você menos espera”, continuou.

“George estará no nosso carro cedo ou tarde”, encerrou.

Para apimentar as coisas, Bottas e Russell fizeram mudanças nas redes sociais, tirando referências às atuais equipes da descrição dos respectivos perfis.

LEIA TAMBÉM
+ Destino agiu cruelmente, mas Russell marcou posição na Mercedes: 2022 é logo ali
+ Ocon tira peso das costas com pódio e ganha confiança para confronto com Alonso em 2021

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube