Petrucci põe KTM como única opção na MotoGP e vê futuro no rali: “Dakar é meta”

Ainda sem vaga para 2022, italiano manifestou desejo de seguir com a KTM, mas descartou uma mudança para o Mundial de Superbike. Petrucci revelou o desejo de disputar o Rali Dakar

Vitória dominante de Oliveira e líder punido: assista aos melhores momentos do GP da Catalunha (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Danilo Petrucci quer seguir na KTM em 2022, mas, se não conseguir, planeja tentar a sorte no mundo do off-road, com a meta de disputar o Rali Dakar. A Tech3 não descartou manter o italiano no próximo ano, mas já fechou com Remy Gardner.

Petrucci faz a temporada de estreia com a marca austríaca depois de perder o lugar na Ducati, mas ainda não conseguiu se fixar entre os ponteiros. Danilo ocupa a 16ª colocação na classificação, com 23 pontos.

FATOS E CURIOSIDADES
⇝ GP da Alemanha de MotoGP

Danilo Petrucci revelou desejo de disputar Rali Dakar (Foto: Polarity Photo/KTM)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Das quatro vagas da KTM, resta só uma aberta, justamente a da Tech3. A principal ameaça reside em Raúl Fernández, que tem se destacado na Moto2 e passou a atrair o interesse de outras marcas.

Falando à publicação inglesa Autosport, Danilo ressaltou o desejo de seguir na MotoGP com a KTM, mas indicou também outra possibilidade.

“Antes de mais nada, quero ser competitivo com a KTM e continuar o máximo que puder com eles, pois eles realmente me deram uma grande oportunidade”, disse Petrucci. “Por outro lado ― e este é o meu maior pró e meu maior contra por ser sempre honesto ―, digamos que eu seja o primeiro e entender que, se não for mais competitivo, não estiver me divertindo, não é bom para mim e nem para a KTM”, seguiu.

“Então não falei com ninguém na MotoGP, pois se eu continuar na MotoGP, quero ficar com a KTM”, declarou. “Aí, não conversei sobre o Superbike, pois talvez o problema seja ainda maior em relação ao meu tamanho e ao meu peso. Não é uma coisa que eu queira tentar”, justificou.

Petrucci, porém, admitiu que gostaria de tentar disciplinas do off-road.

“Uma coisa que faz tempo que quero tentar é uma mudança total, já que a minha carreira foi peculiar, quero ir para o rali e tentar, pois sou bem bom no off-road”, frisou. “Já tentei navegar e digamos que, se não puder ser mais rápido, posso ir mais longe”, brincou.

“Quero tentar. Já sou bem velho para a MotoGP, mas não para os ralis e ainda tenho tempo para aprender. Vamos ver o que o futuro vai me trazer. No momento, com certeza, quero ser competitivo aqui”, frisou.

Questionado se o Dakar é uma possibilidade, Danilo respondeu: “É a minha meta. Com certeza, se você dissesse isso a qualquer um a 15 anos, ninguém acreditaria, pois todos que me deram a chance de pilotar a Superstock disseram: ‘Não, você é grande demais para o road racing’. Depois de 15 anos, venci na MotoGP, então talvez possa mudar outra vez e talvez surpreender”.

A largada do GP da Alemanha, oitava etapa da temporada 2021, está marcada para as 9h (de Brasília). Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

LEIA TAMBÉM
 Oliveira ratifica melhora da KTM com vitória impecável no GP da Catalunha
 Produção em série de talentos por Moto3 e Moto2 coloca pressão nos pilotos da MotoGP
⇝ KTM foge do padrão e acerta ao oferecer contrato duradouro para Binder na MotoGP
⇝ Yamaha mostra insatisfação com forma de Viñales, mas dá 2ª chance e evita jogar toalha
⇝ Gardner ganha chance na MotoGP para consolidar evolução mostrada na Moto2
⇝ Longe das vitórias e em crise, Honda pode ter concessões na MotoGP em 2022?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar