Bagnaia supera Quartararo e volta a ditar ritmo com Ducati no treino 3 do GP da Itália

Com 1min45s456, o caçula dos pilotos da Ducati assegurou o melhor tempo em Mugello na manhã deste sábado (29). O líder do campeonato ficou em segundo, com Brad Binder colocando a KTM no terceiro posto

Francesco Bagnaia cravou a volta mais rápida da MotoGP em Mugello (Vídeo: MotoGP)

Francesco Bagnaia voltou a comandar a MotoGP na manhã deste sábado (29) na Itália. O piloto de Torino cravou 1min45s456 na melhor de 19 voltas e assegurou o topo da folha de tempos de Mugello, ratificando a boa forma da Ducati em casa.

Mesmo com um moto não tão rápida quanto a Desmosedici, Fabio Quartararo mostrou a força da Yamaha e garantiu o segundo posto, à frente de Brad Binder, que aproveitou o novo fôlego da KTM em Mugello para ficar em terceiro.

LEIA TAMBÉM
Honda diz que Marc Márquez segue médicos, mas pode parar “se situação indicar”

Francesco Bagnaia (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Jack Miller aparece em quarto, 0s245 atrás do companheiro de Ducati, seguido por Johann Zarco. Álex Rins colocou a Suzuki no sexto posto, com Miguel Oliviera, Joan Mir e Pol Espargaró vindo a seguir.

Último colocado na lista de maiores velocidades, Franco Morbidelli chegou a 1min45s865 e ficou em décimo, 0s409 atrás do colega de Academia de Pilotos VR46. Maverick Viñales caiu na Correntaio nos minutos finais da sessão, acabou em 11º e terá de passar pelo Q1.

Marc Márquez fez a melhor volta em 1min46s013 e ficou em 12°. 0s557 mais lento que o líder, o espanhol também irá à primeira fase do treino classificatório na Itália.

A largada do GP da Itália, sexta etapa da temporada 2021 da MotoGP, está marcada para domingo, às 9h. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP em Mugello:

O sábado amanheceu com mais um dia de sol na Toscana. Às vésperas do início do terceiro treino livre, a temperatura estava em 21°C, com o asfalto chegando a 28°C. O vento soprava a uma velocidade de 5 km/h no sentido norte, enquanto a umidade relativa do ar estava na casa de 60%.

Como tradicionalmente acontece em Mugello, Valentino Rossi aproveitou o início da sessão para apresentar um capacete especial. Desta vez, o casco trazia a estampa de uma vaca.

Valentino Rossi preparou um capacete com estampa de vaca (Vídeo: MotoGP)

Rodando com um par de pneus macios, Johann Zarco abriu a sessão no topo da tabela, com 1min47s471, 0s070 melhor que Miguel Oliveira, o segundo colocação. Aleix Espargaró vinha em terceiro, seguido do Brad Binder e Joan Mir.

Oliveira, então, foi a 1min46s331 e assumiu o comando, 0s263 melhor que Zarco. Michele Pirro subiu para a terceira colocação, à frente de Pol Espargaró, Brad Binder, Aleix Espargaró e Maverick Viñales.

O francês da Pramac respondeu rápido e reassumiu o comando ao registrar 1min46s201, já garantindo vaga provisória no top-10 combinado. Aleix também foi melhor e saltou para terceiro.

Ainda no início do TL3, Brad Binder igualou o recorde de velocidade estabelecido Johann Zarco no Catar (Vídeo: MotoGP)

Minutos mais tarde, Nakagami registrou 1min46s433 e avançou para o terceiro posto, 0s232 atrás e Zarco. Aleix caiu para quarto, seguido por Pirro, Joan Mir, Maverick Viñales, Rins, Pol Espargaró e Binder.

Dono da casa, Valentino Rossi seguia com a mesma forma ruim que marcou a sexta-feira. Em meados da sessão, o piloto da SRT era só o último colocado, 1s767 atrás do líder.

Usando pneus novos ― duro na frente e macio atrás ―, Binder subiu para sétimo e, na sequência, caiu para oitavo, já que Viñales foi só 0s093 mais lento que Zarco para ocupar a vice-liderança.

Fabio Quartararo cresceu no início do terço final da sessão (Vídeo: MotoGP)

Com 1min46s334, Jack Miller subiu para a quarta colocação, com Luca Marini aproveitando para se colocar em sétimo. Ao mesmo tempo, Quartararo, já com um pneu macio na traseira, tomou o cume da tabela ao registrar 1min45s807.

Fabio engatou outro bom giro e ampliou para 0s500 a margem em relação a Zarco, o segundo colocado. Viñales era terceiro, com Oliveira, Miller, Pirro, Marini, Nakagami, Aleix Espargaró e Mir fechando a lista dos dez melhores na sessão.

Rins pegou a onda da melhora e, com 1min46s091, assumiu a segunda colocação, 0s390 atrás de Quartararo. Mir também apertou o passo e se colocou a 0s022 do companheiro de Suzuki, em terceiro.

Danilo Petrucci foi mais um a melhorar. O piloto da Tech3 cravou 1min46s355 e subiu para nono, mas perdeu um posto na sequência, já que Morbidelli avançou para a segunda colocação, cortando para 0s164 a margem de Quartararo no topo da tabela.

Restando pouco menos de seis minutos para o final do TL3, Viñales anotou 1min45s895 e subiu no ranking para formar um 1-2-3 da Yamaha com Quartararo e Morbidelli. O trio estava coberto por só 0s282.

Miller e Mir, porém, encerraram o domínio da Yamaha pouco depois, subindo para segundo e terceiro. Em seguida, Bagnaia tomou a ponta ao cravar 1min45s456, 0s157 melhor que Fabio. Oliveira se instalou em quarto, com Pol Espargaró aparecendo para ocupar o sexto posto.

Com pouco mais de dois minutos para o fim, Viñales perdeu a frente na Correntaio e caiu, mas escapou de lesões mais importantes.

Com um pneu duro na frente da RC16, Binder pulou para o terceiro posto ao anotar 1min45s652, se colocando a 0s196 de Bagnaia. Mais atrás, Rossi tinha avançado para 16º.

Já com a bandeira quadriculada tremulando em Mugello, Zarco subiu para o quinto posto, com Rins vindo na sequência parra ser sexto.

LEIA TAMBÉM
⇝ Miller engrena com vitórias seguidas e assume protagonismo na temporada da MotoGP
⇝ WEB STORY: Com Miller, Zarco e Quartararo, MotoGP tem pódio incomum na França
⇝ Frio, chuva e reclamações: MotoGP precisa dar segurança e rever data do GP da França
⇝ Divertida e disputada, MotoE precisa de mudanças. E já tem parte da solução nas regras
⇝ Quartararo mostra evolução e consistência para brigar por título desperdiçado em 2020
⇝ Com Masià lesionado, Ajo escala Moreira para dois dias de testes da Moto3 em Barcelona
⇝ Yamaha e Ducati mostram forças opostas e disputam protagonismo na MotoGP em 2021
⇝ Ducati ou Yamaha: quem vai equipar a VR46 na temporada 2022 da MotoGP?
⇝ Descoberta de Barros e fruto do motocross: Moreira é nova joia do motociclismo brasileiro
⇝ Quartararo versus Miller: a trajetória dos protagonistas da temporada 2021 na MotoGP

MotoGP 2021, GP da Itália, Mugello, Treino livre 3:

1F BAGNAIADucati1:45.456 
2F QUARTARAROYamaha1:45.613+0.157
3B BINDERKTM1:45.652+0.196
4J MILLERDucati1:45.701+0.245
5J ZARCOPramac Ducati1:45.725+0.269
6A RINSSuzuki1:45.754+0.298
7M OLIVEIRAKTM1:45.791+0.335
8J MIRSuzuki1:45.825+0.369
9P ESPARGARÓHonda1:45.858+0.402
10F MORBIDELLISRT Yamaha1:45.865+0.409
11M VIÑALESYamaha1:45.895+0.439
12M MÁRQUEZHonda1:46.013+0.557
13A ESPARGARÓAprilia Gresini1:46.015+0.559
14M PIRROPramac Ducati1:46.103+0.647
15T NAKAGAMILCR Honda1:46.311+0.855
16L MARINIAvintia VR46 Ducati1:46.332+0.876
17D PETRUCCITech3 KTM1:46.355+0.899
18V ROSSISRT Yamaha1:46.358+0.902
19L SAVADORIAprilia Gresini1:46.447+0.991
20E BASTIANINIAvintia Ducati1:46.627+1.171
21A MÁRQUEZLCR Honda1:46.853+1.397
22I LECUONATech3 KTM1:47.247+1.791

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar