Retrospectiva 2020: Aprilia naufraga a espera de Iannone, perde ano e já põe 2021 em risco

A fidelidade da equipe de Noale ao competidor italiano custou um preço caro não apenas para a temporada 2020, mas sem definir futuro, já pode imaginar que 2021 vai ser igualmente duro

Andrea Iannone: mesmo estando fora das pistas na temporada 2020, o italiano ditou os rumos da Aprilia. A equipe mostrou fidelidade a seu piloto italiano, mas ao não deixar a mão do competidor, tratou de rifar seu próprio futuro e como um barco a deriva, afundou sem ter chances de se salvar.

O destino, entretanto, começou a se desenhar antes mesmo da temporada ter começado. Envolvido em um longo processo em que foi pego no exame de dopping, o piloto italiano não pôde subir na moto nas primeiras etapas. Nem nas próximas. E encerrou o ano sem uma corrida sequer no currículo.

O problema pode ter pegado a casa de Noale no contrapé, mas em momento nenhum o time deixou o competidor de Vasto de lado. Mas por mais paciência que provou ter, precisou escalar um substituto e nada mais natural que a decisão caseira por Bradley Smith, piloto de testes desde o último ano.

Andrea Iannone, MotoGP 2020, Aprilia
A Aprilia pagou o preço por esperar Iannone por tanto tempo (Foto: Aprilia)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Acontece que o inglês não foi o único a assumir o posto vago. Para as três últimas corridas do ano, a Aprilia escanteou o vice-campeão da MotoE de 2019 para trazer Lorenzo Savadori – mais uma marca da equipe, que teve diversas trocas de pilotos desde o início do projeto em 2015, indo de 8 a 80 em questão de pouco tempo.

Mas mesmo com o revés, a expectativa para 2020 eram as melhores. Veja bem, o time ensaiou uma grande reformulação interna ao longo de 2019 e era hora de colher os frutos da chegada de Massimo Rivola, ex-Ferrari na Fórmula 1 e agora adaptado à categoria. Com mais recursos humanos e financeiros às mãos, os ânimos na pré-temporada foram para o alto.

Mas bastou o campeonato começar para tudo cair por terra – ou afundar de vez. Nem mesmo Aleix Espargaró, nome mais antigo do time defendendo desde 2017, se mostrou otimista e chegou a lamentar a falta de desempenho da Aprilia, admitindo que esperava que os passos teriam os levado mais longe neste ponto da caminhada.

Aleix Espargaró lamentou o atraso da Aprilia em relação às adversárias (Foto: Aprilia)

“A KTM chegou depois da gente. Tentamos mais e mais, trabalhamos superduro e colocamos tudo nesse projeto com a Aprilia, mas, no momento, a realidade é que não estamos no nível em que realmente gostaria de estar e que a Aprilia também quer estar”, disse à época.

Outro ponto que foi determinante foi a longa espera por Iannone. O julgamento trouxe um pano de incerteza em cima da escuderia de Noale, que sem querer, acabou tumultuando também o futuro e as próximas decisões. Afinal, quem assume o lugar de Andrea, suspenso por quatro anos, a partir do ano que vem?

A resposta é: não se sabe. Recusas foram o que não faltaram aos tantos convites distribuídos na MotoGP e Moto2 – Fabio Di Giannantonio, Joe Roberts, Marco Bezzecchi e Cal Crutchlow foram alguns exemplos que declinaram a oportunidade da moto. O martelo, portanto, só bate depois dos testes de inverno.

Aprilia sem Iannone e sem futuro definido para 2021 (Foto: Aprilia)

O problema é que com a demora da sentença a Iannone deixou ótimas oportunidades passarem, e uma delas foi Andrea Dovizioso. Sem casa para 2021 após romper com a Ducati, o três vezes vice-campeão chegou a ser citado como desejo de Aleix. “Já disse muitas vezes no passado: Dovi é meu piloto favorito do grid”, disse o mais velho do clã de Granollers.

Toda confusão e aparente falta de planejamento cobrou o preço: a última colocação tanto entre equipes quanto construtores. Apenas 54 pontos somados, 78% deles pelas mãos de Aleix. A Aprilia parece não conseguir se colocar nos trilhos e ter insistindo tanto em um competidor com futuro incerto tratou de deixar a equipe em deriva e sem qualquer bote salva-vidas para escapar do naufrágio certeiro.

RETROSPECTIVA 2020
+ Pandemia tumultua, mas MotoGP entrega temporada divertida
+ Suzuki faz melhor moto do ano e celebra centenário com título
+ Mir usa ano imprevisível para entrar para história da Suzuki
+ Sem Marc Márquez, Honda despenca ao se ver sem opções
+ Lesão vira desastre e impõe derrota e ausência a Marc Márquez

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube