Rossi volta a testar positivo para Covid-19, mas depois negativa e corre em Valência

O italiano mais uma vez foi diagnosticado com o coronavírus. Entretanto, dois testes negativos posteriores deram bandeira verde para a presença do competidor na corrida do fim de semana

Valentino Rossi voltou a testar positivo para a Covid-19, mas vai participar do GP da Comunidade Valenciana. Nesta quinta-feira (12), a Yamaha confirmou que o italiano teve novo positivo no início da semana, mas dois testes posteriores negativos deram bandeira verde para a presença em Valência.

A história de infecção do competidor da Yamaha com a doença começou ainda em outubro, quando afirmou ter apresentado os sintomas e revelou ter contraído o novo vírus. Por conta disso, teve de ficar fora da rodada dupla no MotorLand, os GPs de Aragão e Teruel.

Para voltar para a pista, o Mundial de Motovelocidade exige que o competidor tenha dois testes negativos consecutivos. Na última semana, Rossi mostrou estar livre da Covid-19 e pôde disputar o GP da Europa, retomando as atividades no sábado da etapa. Na corrida, abandonou pouco após a largada por problemas na moto.

Nesta semana, com os novos exames feitos, foi liberado para a segunda corrida em Valência, penúltima da temporada. “A Yamaha Motor Co., Ltd. e a Monster Energy Yamaha MotoGP ficam felizes em confirmar que Valentino Rossi poderá participar do GP da Comunidade Valenciana deste fim de semana”, disse a fábrica dos três diapasões.

Valentino Rossi, MotoGp 2020, Yamaha
Rossi voltou a positivar para Covid-19, mas já testou negativo e corre em Valência (Foto: Yamaha)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Depois de um teste de PCR fracamente positivo recebido na terça-feira, 10 de novembro, Valentino Rossi fez outros dois testes de PCR (na quarta-feira, 11, e na quinta-feira, 12), como determinado no regulamento da FIM, para poder participar da corrida em Valência. Os dois testes complementares deram negativos para o vírus da Covid-19, confirmando a presença de Rossi na corrida deste fim de semana”, completou.

A Yamaha ainda detalhou a cronologia do caso. De acordo com a marca, Rossi passou pelo teste compulsório para os pilotos que voltam para casa após a corrida na terça. No dia seguinte, o resultado apresentado foi de “positivo com uma carga viral muito baixa”. Os médicos, então, recomendaram que mais dois testes fossem feitos, separados por 24h.


Na quarta-feira, o teste voltou negativo. Hoje pela manhã, Valentino fez mais um exame em casa e aí viajou para Valência, na Espanha, onde permaneceu isolado a espera do resultado. Após o negativo, o italiano se juntou à equipe.

O italiano tem enfrentado fase bastante difícil em 2020. Apesar do pódio conseguido no GP da Andaluzia, soma cinco abandonos em 12 etapas, sendo dois por problemas e três, consecutivos, por queda. Ainda, com as duas disputas em que esteve fora, soma 58 pontos e está em 15º na classificação.

A Yamaha já encarou diversos casos da Covid-19 dentro da equipe ao longo do campeonato. O primeiro caso aconteceu antes do GP da França, quando precisou isolar seis funcionários. Depois, foi a vez do piloto, terminando com ouros cinco membros ficando fora da última etapa – entre eles, Massimo Meregalli.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Comunidade Valenciana, penúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

LEIA TAMBÉM
Com Yamaha instável, destino de Quartararo é perder disputa pelo título da MotoGP
Marc Márquez encerra mistério e anuncia que não volta à MotoGP em 2020
Iannone perde no Tribunal Arbitral e vê suspensão por doping subir para 4 anos
Dovizioso confirma ano sabático e fala em “voltar para a MotoGP” no futuro

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube