Com título até no Dakar, “família da poeira” Varela fica perto de quarta taça no Sertões

Depois do pai Reinaldo Varela levar títulos do Sertões em 2000 e 2015 e de um dos filhos, Bruno, faturar a prova dos UTVs em 2017, desta vez é Rodrigo Varela quem está perto de levar mais uma taça para o clã. Toda a história de sucesso começou com uma união iniciada em 1985

Leia no GRANDE PREMIUM
Como Sertões almeja superar Dakar e ser o maior rali do mundo
A galeria com todos os campeões e as lendas do Sertões

Um encontro ocorrido em 1985 resultou em casamento e proporcionou o nascimento de uma das famílias mais vitoriosas do esporte a motor nacional. Naquele meio da década de 1980, Reinaldo Varela já competia. E muito mais que a vitória conquistada em uma prova naquele fim de semana, o piloto conheceu Nani, com quem se casou. Da união, nasceram três filhos: Rodrigo, o mais velho, hoje com 29 anos; Gabriel, de 25; e Bruno, atualmente com 24 anos.

A família Varela, conhecida também como ‘família da poeira’, acumula mais de 60 títulos, entre campeão e vice, no off-road mundial. O chefe do clã, Reinaldo Varela, hoje com 60 anos, é tricampeão do Mundial de Cross-Country nos UTVs — ao lado do navegador Gustavo Gugelmin —, faturou o título do Dakar, também nos UTVs, em 2018, e venceu o Sertões em outras duas oportunidades: em 2000, com o copiloto Alberto Fadigatti, e 15 anos depois, daquela vez ao lado de Gugelmin, na competição dos carros.

ASSISTAEmoção com Barrichello, maratona e sorteio: live Motul no Sertões 2020

RODRIGO VARELA; BRUNO VARELA; NANI VARELA; REINALDO VARELA; GABRIEL VARELA; SERTÕES;
Rodrigo, Bruno, Nani, Reinaldo e Gabriel Varela, a “família da poeira” no Sertões (Foto: Vinícius Branca/Fotop)

Reinaldo disputa o Sertões em 2020, mas na competição deste ano o pai é coadjuvante de uma disputa que tem como protagonistas dois dos seus filhos: Rodrigo e Bruno Varela venceram duas especiais cada um na acirrada disputa dos UTVs, mas o mais velho dentre os irmãos enfrentou problemas na quarta etapa da prova e abandonou a luta pelo título da categoria mais numerosa do Sertões, com 56 veículos inscritos.

Rodrigo, ao lado do navegador Gunnar Dums, vai para a etapa final do Sertões com 4min36s de vantagem para Denísio Casarini e Ivo Mayer, que estão na segunda colocação. Resta apenas a especial entre Bacabal e Barreirinhas, no Maranhão, destino derradeiro da competição.

Leia também: Motul une forças com Sertões, traz expertise de lubrificantes e batiza categoria dos fortes

Varela e os filhos fazem parte da equipe oficial da Can-Am, a principal fornecedora de UTVs na competição do Sertões 2020. Dentre os irmãos, Bruno é o único a ter sido campeão do Sertões. Dono dos títulos dos UTVs em 2017, o caçula ainda faturou o título do Brasileiro de Baja em 2017 e 2019. Gabriel, o ‘filho do meio’, é campeão do Brasileiro de Baja em 2016, enquanto Rodrigo Varela, perto da conquista do maior título da carreira, também levou a taça do Brasileiro em 2015 e 2018.

Para Nani Varela, 59 anos, ver o êxito da família nas trilhas do Brasil e do mundo é motivo de enorme orgulho.

“Hoje estou realizada ao ver a família toda unida, em um trabalho conjunto. Para nós, não importa quem vença ou chegue na frente. O importante é que o time todo esteja bem e assim todos se ajudam do primeiro ao último dia de corrida. É algo muito bonito de se ver e um valor que nos une como equipe e, principalmente, como família”, declarou.

Leia também: “Orgulhoso”, Barrichello fecha participação no Sertões 2020 com top-10 e promete voltar
De Mogi Guaçu a Barreirinhas e etapa Maratona no início: o roteiro do Sertões 2020
Da luta contra morte ao renascimento: Helena Soares coroa história de um milagre no Sertões
Jutta Kleinschmidt acompanha Sertões 2020 “feliz por ser inspiração para tantas mulheres”

RODRIGO VARELA; GUNNAR DUMS; UTV; SERTÕES;
Rodrigo Varela e Gunnar Dums estão a um dia da conquista do Sertões 2020 nos UTVs (Foto: Victor Eleutério/Fotop)

O mesmo orgulho é compartilhado por Reinaldo. “Quando olho para trás e vejo o que fizemos como equipe, eu me emociono. Minha família é meu maior valor e devo muito ao nosso esporte por essa união. Não poderia desejar algo melhor na vida. E acho que os bons resultados que conseguimos nas corridas são consequência natural dessa união e sinergia, que eu e a Nani fizemos questão de incentivar e que sei que também contamina os demais membros da equipe”, ressaltou Varela, que comanda uma estrutura de 45 profissionais envolvidos no Sertões. “O nosso time é o nosso orgulho”, disse.

A quarta taça da família Varela no Sertões está a um dia de ser conquistada por Rodrigo, que corre na 28ª edição do maior rali das Américas ao lado de Gunnar Dums, seu navegador. O piloto, bastante experiente, sabe que o Sertões tem um quê de traiçoeiro, mas mostra felicidade com a prova que tem conseguido fazer até aqui.

“É incrível estar na liderança do Sertões. Só isso já é sensacional porque, afinal de contas, este é o Sertões. Temos uma vantagem de poucos minutos, então temos de manter o foco e tentar manter essa distância para os nossos adversários”, comentou.

“Os ralis são imprevisíveis, e o Sertões certamente é cheio de surpresas. Então vamos disputar cada dia como se fosse o primeiro, com atenção e muito respeito aos desafios do rali e à qualidade dos nossos concorrentes”, concluiu o líder do Sertões nos UTVs.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube