Confira declarações dos pilotos após quinta-feira de treinos do GP de Mônaco

A Ferrari fechou o primeiro dia em Monte Carlo com uma dobradinha liderada por Charles Leclerc. Lewis Hamilton ocupa o terceiro posto

Trailer dos personagens clássicos do F1 2021 (Vídeo: Codemasters)

A Ferrari começou o fim de semana do GP de Mônaco no topo da tabela de tempos da Fórmula 1. Na tarde desta quinta-feira (20), Charles Leclerc cravou 1min11s684 e garantiu a liderança em Monte Carlo, 0s112 à frente de Carlos Sainz Jr., o segundo colocado.

0s390 mais lento do que Leclerc, Lewis Hamilton ficou com o terceiro lugar, seguido por Max Verstappen, Valtteri Bottas, Lando Norris, Pierre Gasly, Sergio Pérez e Antonio Giovinazzi. Sebastian Vettel fecha um top-10 coberto por 1s298.

LEIA TAMBÉM
+GRANDE PREMIUM: Senna x Hamilton nas ruas de Mônaco

Charles Leclerc liderou uma dobradinha da Ferrari no primeiro dia em Mônaco (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Kimi Räikkönen anotou 1min13s065 e ficou com a 11ª colocação, seguido por Fernando Alonso, Lance Stroll, Esteban Ocon, Daniel Ricciardo, George Russell, Nicholas Latifi, Nikita Mazepin e Michael Schumacher. Yuki Tsunoda ficou com o último tempo, 3s145 atrás de Leclerc.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Mônaco neste sábado, com o treino livre 3 marcado para 7h (de Brasília), enquanto a classificação acontece às 10h, sempre com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports e também pelo serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Confira das declarações dos pilotos:

Charles Leclerc, líder: Leclerc admite surpresa com liderança e ainda vê “margem para melhorar” em Mônaco

Carlos Sainz Jr., segundo: Sainz vê Ferrari “perto de virar ameaça” em Mônaco, mas segura empolgação

Lewis Hamilton, terceiro: Hamilton vê Ferrari “realmente forte” e comemora: “Significa mais competição”

Max Verstappen, quarto: Verstappen se surpreende com Ferrari e diz que Red Bull está “lenta demais” em Mônaco

Valtteri Bottas, quinto: Bottas destaca dificuldade para aquecer pneus em “pista muito particular” de Mônaco

Lando Norris, sexto: Norris vê Ferrari com desempenho “esperado”, mas afirma: “Ainda podemos alcançá-los”

Pierre Gasly, sétimo: “Foi um dia muito bom para nós. Em termos de ritmo, foi ótimo e esta manhã foi um grande início aqui em Mônaco. Me senti confiante no carro e pude forçar. Esta tarde, nós terminamos dentro do top-10, então ainda estamos satisfeitos, mas foi muito mais difícil no carro. Tomara que possa trabalhar com os rapazes ao longo dos próximos dias para melhorar nas áreas em que estamos em dificuldade, mas, no geral, estamos bem felizes.  Mônaco é tão particular ― em termos de aderência e também por ser muito ondulado ―, então precisamos descobrir que o funciona melhor com o nosso pacote para fazer funcionar bem aqui. Temos uma boa base, mas tomara que possamos continuar melhorando antes da classificação, já que sabemos que é crucial se classificar aqui nessas ruas.”

Após ser o quarto colocado no TL1, Pierre Gasly obteve o sétimo melhor tempo do TL2 (Foto: Red Bull Pool Content/ Getty Images)

Sergio Pérez, oitavo: Verstappen se surpreende com Ferrari e diz que Red Bull está “lenta demais” em Mônaco

Antonio Giovinazzi, nono: “Tivemos um começo positivo e estou feliz com o trabalho feito hoje. O TL1 foi ok, mas foi no TL2 que eu senti uma evolução no carro. Estou feliz com o nono lugar, mas é a classificação que importa. Precisamos nos manter nesse ritmo. Mônaco é uma pista única, e que parece ser boa para nosso carro. Se der para melhorar até o sábado, ficarei confiante.”

Sebastian Vettel, décimo: “Acho que todos nós estamos felizes por estarmos de volta a esta pista especial e é ótimo ver os fãs nas arquibancadas, ainda que em número limitado. O treino da manhã foi bom, e rapidamente entrei no ritmo, mas a tarde foi mais complicada porque entrou alguma coisa no meu olho, foi muito incômodo e me fez lacrimejar. Como de costume, o pelotão do meio está bem apertado, o que significa que precisamos fazer tudo perfeito no sábado e ter sorte com o tráfego, que é o que interessa. Estou feliz com o trabalho que fizemos hoje e, se conseguirmos encaixar tudo no fim de semana, espero que possamos estar perto da frente do pelotão intermediário.”

Kimi Räikkönen, 11°: “Hoje foi ok, foi um dia sem grandes problemas. Está tudo bem, mas é o sábado que importa. Certamente podemos evoluir ainda, mas os outros também. Isso significa que ainda precisamos extrair tudo do carro para ver onde podemos chegar. As condições hoje foram boas, mas não dá para fazer comparações com os outros fins de semana porque essa pista é única.”

Fernando Alonso, 12°: Alonso destaca problema com tráfego nos treinos em Mônaco: “Difícil fazer volta limpa”

Lance Stroll, 13°: “É muito bom estar de volta a Mônaco, especialmente depois de a corrida não ter acontecido no ano passado. Eu me diverti bastante hoje, ganhando velocidade e andando perto do muro. Foi muito movimentado lá na pista, com muito tráfego, e não foi fácil encontrar a pista livre, o que é sempre importante no sábado e também no domingo. As sessões foram boas, nos deram muitas informações e coisas para melhorar antes do treino final. Temos uma chance de recuperar o fôlego amanhã com um dia tranquilo, mas ainda temos algumas reuniões de engenharia para ver quais ideias podemos ter antes da classificação.”

Esteban Ocon, 14º: “O dia de treinos foi suave em temos do que precisamos fazer, que é entender o carro, encontrar ritmo e identificar problemas. Não encontrarmos nada, mas vamos analisar tudo hoje à noite e amanhã no dia livre. Vamos trabalhar tudo para encontrar esses décimos que nos faltam no momento. Ainda há um pouco mais para fazer em termos de forçar o carro ao limite. Foi legal ver fãs no circuito hoje e ter o apoio deles novamente. É definitivamente um sentimento de normalidade de antes, o que é bom e motivador quando você está no carro”.

Esteban Ocon fechou o segundo treino livre do GP de Mônaco na 14ª posição, abaixo de Fernando Alonso, 12º (Foto: Alpine)

Daniel Ricciardo, 15º: “Senti que tinha confiança, apenas não estava conseguindo traduzir isso em tempo de volta”, disse ele. “Atrás do volante era muito frustrante porque eu cruzava a linha e pensava que tinha sido uma volta decente. Então é frustrante porque estou muito longe. Há muito tempo ainda para me encontrar. Felizmente, temos amanhã de folga, mas agora é como, sim, correr atrás do tempo perdido. Vou olhar os dados, é bom que amanhã seja o dia de folga, basta entender tudo e descobrir.”

George Russell, 16º: “Primeiramente, foi incrível voltar a guiar em Mônaco. É muito divertido acelerar o carro até o limite e, obviamente, é bem difícil quando se tem 20 carros numa pista neste espaço por uma hora tentando encontrar voltas limpas. Nosso dia foi produtivo: o carro não está onde esperávamos. A Alfa Romeo parece bem veloz, o que é algo que dava para esperar neste tipo de circuito. Temos um longo dia amanhã para analisar tudo. Estou confiante de que podemos ganhar tempo para sábado.”

Nicholas Latifi, 17º: “Acima de tudo, gostei muito do dia. Foi minha primeira vez aqui num carro de F1 – e também minha estreia em pistas de rua. É bem mais rápido do que eu lembrava da F2 e dá para ver como esses carros são largos. Mas foi bem divertido. Temos coisas nas quais trabalhar hoje tendo em vista melhorar o equilíbrio para o sábado. Tivemos um dia limpo e ganhamos confiança a cada volta, então estou feliz com o estágio em que estamos.”

Nikita Mazepin, 18º: “Mônaco é um lugar inacreditável para estar, independente de pilotar ou não, é de outro mundo. Foi um dia positivo para nós. A equipe fez um trabalho fantástico após um fim de semana difícil em Barcelona. Eu tive a confiança necessária no carro hoje. Surpreendente dizer isso pela temporada que estamos enfrentando, mas foi muito legal de pilotar. Olhando adiante, não há muito espaço para os carros aqui e não estamos com ilusões sobre sermos retardatários com nosso ritmo atual. Por hoje, foi tudo muito bom”.

Michael Schumacher, 19º: “Eu acho que, no geral, o dia foi bem. Me senti confortável com o carro. Obviamente, sabemos que é preciso melhorar, algumas áreas sabemos que houve perda de tempo. Uma das grandes coisas aqui em Mônaco é o quanto de tráfego você vai pegar em uma volta. Infelizmente, pegamos nas voltas rápidas hoje, mas acho que é o mesmo para todo mundo. Na última tentativa do TL2, tivemos um pequeno problema, mas isso faz parte em Mônaco. Não há espaço para erros e eu cometi um pequeno, foi isso que aconteceu. Agora sei o limite do carro e quanto eu posso forçar. Sinto que, como time, evoluímos”.

Yuki Tsunoda, 20º: “Infelizmente, minha segunda sessão acabou cedo hoje. Não estava forçando muito na curva, mas perdi aderência no final da curva e, infelizmente, bati no muro. Não estou certo do quanto isso vai afetar a minha preparação para a corrida. Obviamente, perder tempo de pista não é ideal, mas agora tenho dois conjuntos de pneus macios para sábado, então não é o pior cenário. Só preciso me preparar mais para sábado e colocar tudo no lugar quando foi para valer.”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar