Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos para GP de Abu Dhabi

Com 1min36s276, Valtteri Bottas fechou a sexta-feira (11) na frente em Yas Marina. Lewis Hamilton e Max Verstappen completaram o top-3 no primeiro dia de treinos para o GP de Abu Dhabi

Valtteri Bottas abriu o fim de semana em Yas Marina com o pé direito. O finlandês liderou uma dobradinha da Mercedes com Lewis Hamilton nesta sexta-feira (11), primeiro dia de treinos livres em Abu Dhabi.

Com 1min36s276, Bottas ficou com a liderança do TL2, 0s203 mais rápido que Hamilton, que voltou à ativa nesta sexta após testar negativo para Covid-19. O britânico perdeu o GP de Sakhir após contrair a doença causada pelo vírus Sars-CoV-2.

F1; FÓRMULA 1; F1 2020; VALTTERI BOTTAS; MERCEDES;
Valtteri Bottas em ação no treino livre 2 do GP de Abu Dhabi (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Max Verstappen fez o quarto tempo, à frente de Alex Albon, Lando Norris, Esteban Ocon, Sergio Pérez, Charles Leclerc e Daniel Ricciardo. 1s284 atrás do líder, Lance Stroll fechou o top-10 dos treinos em Abu Dhabi.

Daniil Kvyat aparece na 11ª colocação, seguido por Carlos Sainz Jr., Pierre Gasly, Kimi Räikkönen, Sebastian Vettel, Kevin Magnussen e Antonio Giovinazzi. De volta à Williams após substituir Hamilton em Sakhir, George Russell ficou em 18º, seguido por Pietro Fittipaldi e Nicholas Latifi.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado, a partir de 7h (de Brasília), com o terceiro treino livre em Yas Marina. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana do GP de Abu Dhabi AO VIVO e em TEMPO REAL.

Confira as declarações dos pilotos:

Valtteri Bottas, líder: Bottas pede melhora no equilíbrio da Mercedes, mas minimiza: “Não estamos longe”

Lewis Hamilton, segundo: Hamilton exalta “trabalho incrível” de Russell, vibra com retorno e promete até escrever livro

George Russell voltou ao cockpit da Williams após substituir Hamilton na Mercedes. (Foto: Williams)

Max Verstappen, terceiro: Verstappen diz que situação em Abu Dhabi “é a mesma” e se prepara para ser 3° colocado

Alex Albon, quarto: “Hoje foi um dia de treinos bem padrão no qual trabalhamos só nos itens normais e com os pneus para encontrar o ponto certo, mas fiquei bem feliz e, no geral, foi um bom dia. Acho que precisamos olhar para os macios e como fazê-los funcionar melhor para colocá-los na janela certa e permanecer nela também, mas os médios pareceram ok. É um treino no fim das contas, então não estou realmente certo onde a Mercedes está baseado no que vimos hoje, mas vamos focar em nós mesmos, olhar para tudo mais detalhadamente nesta noite antes da classificação de amanhã e ver onde estamos”.

Lando Norris, quinto: “Sofremos muito no fim de semana passado. Em termos de performance, equilíbrio e manuseio do carro, não foi o fim de semana mais fácil para mim, então sofri com a punição de motor e com os problemas que tivemos no domingo. No fim do dia, lutamos mais com o carro do que gostaríamos. Hoje não foi perfeito nas primeiras voltas que fizemos. Estivemos mais confortáveis e mais competitivos, mas ainda há algumas coisas que podemos melhorar. Vamos ver durante a noite como vamos poder melhorar. O treino livre 1 foi bom porque fizemos alguns testes aerodinâmicos para o ano que vem. Cada treino que fazemos é um aprendizado para o ano que vem”.

Esteban Ocon, sexto: “Foi uma sexta-feira bem boa em termos de voltas rápidas. Ainda precisamos trabalhar para melhorar a simulação de corrida, que ainda não está do jeito que queremos. Isso é importante por ser normalmente um dos nossos pontos fortes. De qualquer forma, temos uma base boa nesse fim de semana e tenho certeza de que vamos chegar lá. Vai ser apertado novamente [contra outras equipes]. Acho que a classificação vai ser interessante amanhã e precisamos tirar o máximo do carro”.

Sergio Pérez, sétimo: Com “pacote certo”, Pérez lamenta punição, mas foca na zona de pontuação em Abu Dhabi

Pietro Fittipaldi foi 19º em Abu Dhabi na sexta-feira. (Foto: Haas)

Charles Leclerc, oitavo: Leclerc coloca Ferrari “no bolo” do pelotão intermediário em Abu Dhabi

Daniel Ricciardo, nono: “Se você vai perder uma sessão em Abu Dhabi, provavelmente é melhor que seja a primeira, que não é tão representativa para a classificação de amanhã ou a corrida de domingo. Acho que a sessão noturna foi bem boa para nós porque chegamos já com tudo. Fizemos muitas voltas e o carro pareceu bom na maior parte da sessão. Acho que vamos ficar em uma posição boa amanhã se fizermos alguns ajustes. A classificação vai ser muito importante aqui e, claro, é minha última pela equipe. Estou ansioso para fazer um bom show”.

Lance Stroll, décimo: “É ótimo entrar um novo fim de semana depois de um resultado forte. Isso dá a todos um impulso extra para a corrida. O carro parece bem na pista e conseguimos melhorar ao longo das sessões. Completamos nosso programa como tínhamos planejado e conseguimos fazer short e long-runs, então acho que estamos em uma boa posição para o sábado. Estamos em uma luta bem apertada pela terceira colocação no Mundial de Construtores e a meta somar bons pontos para garantir que a gente mantenha a terceira colocação no fim da corrida. Temos de extrair tudo do pacote e executar uma boa corrida. Estou empolgado com o desafio que temos pela frente”.

Daniil Kvyat, 11º: “Conseguimos aprender algo sobre o carro hoje e fizemos um bom número de voltas, mas não senti como se tivéssemos acertado tudo, então faremos nosso dever de casa esta noite para entender o que podemos melhorar para amanhã. As condições entre o TL1 e o TL2 foram bem diferentes e, como sempre, a segunda sessão de treinos é muito mais representativa para a classificação e a corrida, então tomara que possamos encontrar esses décimos extras nesta noite para acertar completamente amanhã”.

Leclerc ficou no top-10 na sexta-feira. (Foto: Ferrari Media)

Carlos Sainz Jr., 12º: “Foi um início um pouco melhor do que na semana passada. O carro pareceu mais na janela [de funcionamento]. Infelizmente, cada vez que colocamos os pneus macios hoje, não conseguimos voltas limpas por causa do tráfego ou simplesmente não acertamos no ajuste do carro, então ainda temos muito dever de casa a fazer em relação àquele pneu e de como podemos extrair um pouco mais dele. O composto macio será, obviamente, o da classificação e, olhando para a classificação de hoje, com sete pilotos em só dois décimos, é crucial encontrar algum tempo de volta com esse composto. É hora de analisar e nos aprontarmos para amanhã”.

Pierre Gasly, 13º: “Olhando para as diferenças de hoje, acho que será um fim de semana bem apertado, com seis ou sete posições separadas por 1s5. A batalha no pelotão intermediário é bem intensa, então será bem empolgante para a classificação e a corrida. No geral, estou bem feliz com o carro. Fizemos nossa saída com o pneu mais macio nas últimas voltas da sessão e mostramos nosso ritmo, o que me deixa confiante para amanhã, já que acho que estarei na briga. Ainda tem algumas coisas em que precisamos trabalhar, então vamos trabalhar esta noite para encontrar esses décimos extras para garantir que estejamos mais para frente do pelotão”.

Kimi Räikkönen, 14º: “O carro pareceu bom, pelo menos levando em conta as condições diferentes no TL1 e na parte do TL2 em que competimos. Como sempre, temos muita margem de melhora e é nisso que vamos trabalhar esta noite. Não conseguimos fazer muitas voltas com o tanque cheio por causa do problema que tivemos. Claro, não foi ideal, mas pelo menos aconteceu com motor e câmbio que trocaríamos de qualquer forma. Obviamente, vai ser muito trabalho para os caras da garagem, mas devemos ficar bem para amanhã”.

Sebastian Vettel, 15º: 15°, Vettel pede que Ferrari faça “dever de casa” após treinos livres em Abu Dhabi

Francês foi bem na sexta-feira e fechou em sexto. (Foto: Renault)

Kevin Magnussen, 16º: “Eu diria que foi um TL2 decente. De fato, achei o carro melhor do que nos últimos fins de semana, então foi bom de ver. Tomara que possamos construir em cima disso e encontrar um pouco mais de performance com os pneus macios. Acho que fomos muito fortes com os médios. Vamos ver se tem algo especial que podemos fazer para a corrida no domingo. Primeiro, temos de ver qual será nosso ritmo, se estamos na mesma linha da Alfa Romeo e mais rápidos do que a Williams. Acho que foi um bom doa. Agora, precisamos construir em cima disso”.

Antonio Giovinazzi, 17º: “Foi uma sexta-feira relativamente direta, apesar de as nossas saídas terem sido interrompidas por uma bandeira vermelha. Pulei de volta para o carro depois de ficar de fora no Tl1 e cheguei rapidamente na velocidade na primeira parte da sessão. Temos algumas coisas a melhorar, como em toda sexta-feira, mas se dermos o passo à frente que estamos esperando, devemos ficar em uma posição melhor. Vamos ver como será a classificação e como nos saímos amanhã”.

George Russell, 18º: Russell revela “sentimento estranho” após retorno à Williams em Abu Dhabi

Pietro Fittipaldi, 19º: Fittipaldi se vê mais confiante com Haas após “sessão maluca” em Abu Dhabi

Alex Albon foi quarto na sexta-feira em Yas Marina. (Foto: Red Bull Content Pool)

Nicholas Latifi, 20º: “Foi um último treino livre do ano bem agitado, com muitas informações adquiridas. Nosso programa hoje foi focado no próximo ano, não em optimizar a performance neste fim de semana. Contudo, enfrentamos um certo desafio nestes fim de semana pela natureza da pista. Sabemos os tipos de curvas que o circuito possui e que o traçado não é ideal para as características de nossos carros. Podemos fazer assim que tivemos uma ideia das coisas que precisamos melhorar. É apenas colocar tudo no lugar e ver o que precisamos amanhã.”

Robert Kubica, 15º no TL1: “Foi um dia interessante para nós e positivo também, pelo menos até o problema técnico de Kimi. Tínhamos algumas coisas para testar no TL1, principalmente em termos de evolução e desenvolvimento de longo prazo do carro. Foi um dia bem desafiador para caras da garagem, com muitas coisas para mudar em um espaço curto de tempo, mas nos saímos muito bem. As condições, com a pista verde e muito mais quente do que teremos na classificação e na corrida, não foram das mais fáceis, mas estou satisfeito com o nosso trabalho. É sempre uma boa experiência guiar um carro de Fórmula 1, especialmente depois de recuperar a sensação disso no Bahrein”.

Mick Schumacher, 18º no TL1: “Eu diria que as coisas foram bem suaves no TL1. Eu estava me acostumando com o carro ― é um grande passo de Fórmula 2 para Fórmula 1, mas estou feliz por tudo ter corrida bem. Me senti confortável com as trocas e mudanças no carro. Comecei com o composto mais duro e consegui fazer algumas voltas consecutivas que foram realmente boas. Cada volta realmente conta quando você está construindo o ritmo e aprendendo onde pode forçar em cada curva. Foi só uma questão de tempo e de fazer as voltas. Aí passamos para o pneu mais macio, que é um salto enorme ― a diferença entre os compostos é algo que você sente fortemente. Foi bom, realmente legal. Estou ansioso para voltar para o carro no teste de terça-feira”.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube