Yamaha lança M1 de Quartararo e Rins para MotoGP 2024 e espera apagar 2023

A Yamaha foi a quinta equipe do grid a divulgar moto para a temporada 2024 da MotoGP. Neste ano, Fabio Quartararo e Álex Rins formam a dupla de pilotos da marca japonesa

A Yamaha apresentou sua moto para a temporada 2024 da MotoGP nesta segunda-feira (5). Às vésperas do primeiro teste de pré-temporada, na Malásia, a montadora japonesa mostrou a YZR-M1 que será comandada por Fabio Quartararo e Álex Rins no próximo campeonato. Apesar de linhas e pintura parecidas às do ano passado, a fábrica pretende construir trajetória distinta.

A marca espera se recuperar depois de uma desastrosa temporada 2023, sem vitórias e apenas três pódios conquistados — todos com Quartararo — e a penúltima posição no Mundial de Construtores. Para isso, iniciou uma reestruturação interna e também fez mudanças no equipamento após diversas críticas. O foco ficou no motor, mas a parte aerodinâmica já teve novidades apresentadas no shakedown da última semana.

Fabio Quartararo segue para sua quarta temporada com a equipe de fábrica da Yamaha. Depois do título de 2021 e do vice de 2022, o francês terminou o ano passado apenas no décimo lugar e espera voltar a vencer para se recuperar na MotoGP. Apesar disso, o clima entre o piloto e a equipe sofreu com abalos recentes e declarações que indicavam uma possível ruptura. Para 2024, no entanto, espera um ano mais competitivo.

“É o início da nova temporada, e isso é sempre emocionante! Todos estão começando do zero novamente e sei que tanto a equipe quanto eu estamos super motivados para trabalhar o máximo possível durante os testes de Sepang. Um bom começo de 2024 – mesmo que sejam apenas testes de pré-temporada – pode resultar em uma grande vantagem mais tarde”, destacou o francês. 

“Então, como sempre, colocaremos tudo o que temos em cada dia, em cada sessão, em cada corrida e em cada volta. Sei que a Yamaha tem trabalhado arduamente nos bastidores, por isso penso que se continuarmos indo ao limite, poderemos ter um grande ano juntos. Quero lutar na frente e quero cumprimentar meus fãs no degrau mais alto do pódio novamente!”, finalizou Quartararo.

Outra novidade da Yamaha para 2024 é Álex Rins. Depois de correr por Suzuki e Honda, o espanhol vai para sua terceira montadora diferente na classe rainha do Mundial de Motovelocidade. No ano passado, chegou a surpreender e vencer o GP das Américas, mas sofreu com diversas lesões e perdeu diversas etapas.

Quartararo e Rins na apresentação da nova M1 para MotoGP 2024 (Foto: Yamaha)

“Experimentei a M1 pela primeira vez trabalhando com a equipe no teste de Valência e no Shakedown, mas o evento de lançamento de hoje me deixa animado novamente, como se fosse o primeiro dia. Fizemos um bom primeiro teste em Valência, por isso fiquei muito feliz com isso e mal posso esperar para continuar o trabalho aqui em Sepang. Tenho muitas coisas para tentar, mas estou me sentindo confiante. A moto parece fácil de adaptar, por isso penso que poderei dar mais alguns passos no teste de Sepang. Tenho trabalhado muito na minha preparação física para chegar aqui no melhor nível possível”, disse Rins.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

KTM é a próxima equipe do grid a lançar moto mostrando as RC16 de Jack Miller Brad Binder em 12 de fevereiro. A LCR mostra as RC213V satélites de Takaaki Nakagami Johann Zarco dois dias depois, em 15 de fevereiro. O lançamento das Aprilia de Aleix Espargaró Maverick Viñales acontece no dia 18.

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

LEIA TAMBÉM
📌 Pequena Gresini se posiciona entre gigantes, mas com missão árdua na MotoGP 2024
📌 Marini assume batata quente, mas acerta em se descolar do irmão e encarar Honda
📌 Bastianini assume responsabilidades, mas sabe: é tudo ou nada na MotoGP 2024
📌 Acosta chega como novo Marc Márquez na MotoGP: é justo com ele?
📌 MotoGP até cresce, mas ganhar terreno no campo global vai além de novo formato
📌 KTM avança, mas ainda distante de protagonismo na MotoGP: o que falta?

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.