Confira declarações dos pilotos após GP de Mônaco 2021 da Fórmula 1

Max Verstappen não deu chances para os rivais e venceu o GP de Mônaco pela primeira vez na carreira. Carlos Sainz e Lando Norris fecharam o pódio, enquanto Lewis Hamilton foi apenas o sétimo

Charles Leclerc teve problema no câmbio e não conseguiu largar da pole-position (Vídeo: Reprodução/Twitter/Sky Sports)

Max Verstappen levou a melhor no GP de Mônaco de 2021. Contando com os abandonos de Charles Leclerc e Valtteri Bottas, o holandês da Red Bull teve vida fácil e comandou a maior parte das 78 voltas e não deu chances para a concorrência, conquistando a primeira vitória nas ruas de Monte Carlo.

Carlos Sainz ficou em segundo e conquistou o primeiro pódio com a Ferrari. Lando Norris foi o terceiro mais uma vez na temporada 2021 e subiu no campeonato. Sergio Pérez, Sebastian Vettel, Pierre Gasly, Lewis Hamilton, Lance Stroll, Esteban Ocon e Antonio Giovinazzi fecharam a zona de pontuação em Mônaco.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Max Verstappen celebra a primeira vitória nas ruas de Mônaco da carreira (Foto: Red Bull Pool Content/ Getty Images)

Kimi Räikkönen ficou em 11º, seguido por Daniel Ricciardo, Fernando Alonso, George Rusell, Nicholas Latifi, Yuki Tsunoda, Nikita Mazepin e Mick Schumacher. Valtteri Bottas abandonou na volta 30 e Charles Leclerc, dono da pole-position, sequer largou por problemas no carro.

Fórmula 1 volta à ação no dia 6 de junho, com o GP do Azerbaijão, nas ruas de BakuGRANDE PRÊMIO acompanha diariamente todos os detalhes do Mundial.

Confira as declarações dos pilotos após o GP de Mônaco de 2021:

Max Verstappen, vencedor: Verstappen diz que é especial vencer GP de Mônaco “que todo mundo sempre quer”

Carlos Sainz, segundo: Sainz diz que Ferrari merece pódio em Mônaco por “passo adiante” com novo carro

Lando Norris, terceiro: Norris mostra surpresa com pódio no GP de Mônaco: “Não pensei que estaria aqui”

Sergio Pérez, quarto: “Estou satisfeito com o resultado hoje. Acho que, para o time, é especialmente um bom, bom dia. Controlamos os danos do sábado, mas é apenas a quinta corrida da temporada. Neste fim de semana em particular, acho que tomamos o caminho errado, não fizemos uma boa leitura do carro como o Max [Verstappen], mas espero que possamos dar um novo passo adiante nas próximos carros. Tivemos que trabalhar no sábado para encontrar o caminho do carro e acho que vamos ser bem competitivos. Temos muito trabalho pela frente, mas afinalmente estamos confortáveis com o carro, vamos ver grandes movimentos e muitos pontos para o time.”

Sebastian Vettel, quinto: Vettel aplaude estratégia da Aston Martin em Mônaco: “Usamos bem nossa chance”

Pierre Gasly, sexto: Gasly admite dificuldade para segurar Hamilton em Mônaco: “Foi intenso”

Lewis Hamilton, sétimo: Hamilton diz que estratégia da Mercedes custou posições e admite: “Não tive reação”

Lando Norris terminou o GP de Mônaco em terceiro lugar e subiu ao pódio pela segunda vez no ano (Foto: McLaren)

Lance Stroll, oitavo: “Ambos os carros pontuando em Mônaco é um ótimo dia para a equipe. Nós executamos uma bela estratégia e pegamos os pontos que merecemos por conta de nosso trabalho duro. Não foi uma corrida fácil com os pneus duros no primeiro stint, especialmente na largada, mas eu consegui tracionar bem. Isso nos deu uma base para o resto da corrida, o que nos deixou em uma boa situação para melhorar o ritmo, tornando o undercut viável, ou nos deixando prontos em caso de Safety-Car na pista. Ainda estamos aprendendo a cada corrida e podemos ficar orgulhoso do trabalho que fizemos hoje. Nós trabalharemos fortes para manter esse momento em Baku.”

Esteban Ocon, nono: “Foi uma corrida positiva para nós com a nona colocação e os quatro pontos conquistados. Nós conseguimos ultrapassar o Giovinazzi em nossa estratégia, graças ao excelente pit-stop da equipe, mas perdemos o Stroll que estava muito rápido com os pneus duros. Eu estou feliz em pontuar novamente, especialmente após defender tanto a posição no fim. Eu creio que podemos levar algumas coisas boas dessa corrida em um fim de semana que não foi fácil para nós. Aprendemos muito, sobre algumas coisas, que nos ajudarão a ir em frente. Eu tenho certeza que temos muito mais para mostrar”.

Antonio Giovinazzi, décimo: “É realmente bom finalmente estar de volta aos pontos. O ritmo ao longo do fim de semana foi realmente bom e esse top-10 é a recompensa. Em uma pista diferente, onde ultrapassagens são possíveis, poderíamos ter chegado em 8º. Fizemos muitos progressos e este ponto vai servir como motivação para todos nós nas próximas corridas. Estou ansioso por Baku agora, outra pista de rua e que eu amo. Se conseguirmos outro grande fim de semana como este, podemos alcançar outro bom resultado.”

Antonio Giovinazzi conquistou o primeiro ponto na temporada 2021 (Foto: AFP)

Kimi Räikkönen, 11º: “Não foi a tarde mais agitada para mim hoje. Mudamos algumas posições, mas pouco aconteceu. É assim que funciona por aqui. Mostramos bom ritmo e isso deve nos ajudar nas próximas coisas, mas ultrapassar aqui em Môonaco é muito difícil mesmo se você tiver um ritmo melhor. É isso, mas podemos ficar felizes com a equipe conquistando o primeiro ponto da temporada.”

Daniel Ricciardo, 12º: “Eu acho que todo o fim de semana inteiro foi para esquecer. O carro #4 [de Lando Norris] conseguiu um pódio, então obviamente quero parabenizá-los. Conseguiram fazer tudo direito. Não sei saber o que deu errado, apenas nunca conseguimos o melhor. Não fizemos um acerto diferente. Quero dizer que os carros eram idênticos na questão do ajuste. Não estou tentando ser mais esperto, mas tenho que aprender mais desse carro do que o Lando, então não estou sendo muito diferente, apenas segui o padrão. Foi um estranho fim de semana e devemos esquecer. Vamos para Baku.”

Fernando Alonso, 13º: Alonso lamenta fim de semana ruim em Mônaco, mas felicita Sainz: “A vitória vem logo”

George Russell, 14º: “Foi uma corrida linear e terminamos onde merecíamos terminar com o ritmo que tínhamos. A corrida foi tranquila, sem nada de muito animador acontecendo, mas isso é  Mônaco às vezes. A performance não foi boa como esperávamos, mas isso não mudaria o resultado. Mesmo assim, colocar o carro nas ruas de Mônaco, volta após volta foi muito divertido. A próxima para é Baku e continuaremos avançando.”

Nicholas Latifi, 15º: “Foi uma corrida muito complicada, provavelmente a mais complicada que já tive até aqui na Fórmula 1, mas eu acho que lidei bem. Definitivamente é uma pista que não se adequa ao nosso carro, com tanque cheio ou vazio, com as curvas de baixa velocidade e os solavancos. Foi muito difícil de lidar, mas acho que cuidei dos pneus da melhor maneira possível. Eu tive mais ritmo do que o George [Russell] em muitos pontos da corrida, mas ultimamente, não estamos na posição de marcar pontos. Não teve o ‘Caos de Mônaco’, porém foi como normalmente as coisas são por aqui”.

Nicholas Latifi reconheceu que a a 15ª posição foi o melhor que a Williams conseguiu nas ruas de Monte Carlo (Foto: Williams)

Yuki Tsunoda, 16º: “Começando da 16ª posição sabíamos que não seria fácil. Eu tive dificuldades com aderência na primeira volta se comparado aos carros ao meu redor e perdemos algumas posições. Após isso, eu estava constantemente atrás dos carros, apesar de ter um bom ritmo, mas não conseguia avançar. O principal, para mim, foi minha classificação e como eu posso melhorar isso. Eu vou trabalhar duro até a próxima corrida para, se tudo der certo, estarmos na zona de pontos novamente.”

Nikita Mazepin, 17º: “A corrida foi bem intensa. Desde que comecei a correr em monopostos, eu nunca fui tão exigido na parte da concentração porque nessa pista, mesmo que a gente seja lento, tudo passa rápido demais. Houve um moemnto, quando eu estava na curva 14, senti que toquei no muro e foi onde o Charles [Leclerc] bateu ontem. Não há margem para erros. O carro estava bem difícil de pegar velocidade, mas fizemos bom progresso desde Barcelona e isso é positivo.”

Mick Schumacher, 18º: “Tivemos um pequeno problema por algumas voltas e, infelizmente, eu perdi muito tempo para os caras da frente e tive que deixar o Nikita [Mazepin] passar até ser arrumado. Depois disso, o ritmo foi bom. Sinto que a gente estava próximo do ritmo do meio do pelotão, que era bom, e alcançamos o Nikita. Não invertemos posições, o que foi compreensível, obviamente, e encaramos várias bandeiras azuis. No geral, muito aprendizado neste fim de semana, com pontos positivos e negativos. Estou ansioso por Baku.”

Valtteri Bottas, abandonou: Bottas vê “grande erro” nos boxes e se irrita com abandono: “Não deveria acontecer”

Charles Leclerc, não largou: Leclerc volta atrás e diz que problema da Ferrari em Mônaco “parece não ser no câmbio”

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar