Chefe da KTM sonha e diz que unir Marc Márquez e Acosta seria “grande negócio”

Chefe da KTM, Francesco Guidotti admitiu que gostaria de ter Marc Márquez e Pedro Acosta em uma mesma equipe da MotoGP. O dirigente assumiu, porém, que seria estranho imaginar o #93 em três motos diferentes em três anos

Chefe da KTM, Francesco Guidotti admitiu que gostaria de ter Marc Márquez e Pedro Acosta em uma mesma equipe na MotoGP. O dirigente avaliou que ter os dois espanhóis juntos “seria um grande negócio”.

Márquez estreou com a Gresini em 2024, usando uma moto da Ducati após 11 temporadas com a Honda. O contrato com o time de Nadia Padovani, porém, é válido por só uma temporada, já que o piloto de 31 anos entende que precisava, primeiro, verificar a própria performance após anos de dificuldades na esteira de uma fratura no braço direito.

Relacionadas


Entre os pilotos da KTM, Brad Binder já assinou contrato até a temporada 2026. Jack Miller e Augusto Fernández estão no último ano de acordo, enquanto a duração do vínculo de Acosta não foi oficialmente divulgada.

“Já começamos com uma vantagem nas decisões a serem tomadas, pois já temos Pedro”, disse Guidotti em entrevista à emissora italiana Sky Sports. “Quanto a Marc, não escondo o fato que gostaria de tê-lo”, seguiu, rindo.

Francesco Guidotti admitiu que gostaria de ter Márquez e Acosta como companheiros de equipe (Foto: Sebas Romero/ KTM)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Ter os dois seria um grande negócio”, assumiu. “Mas ele foi muito bem com a Ducati e me parece estranho para mim que ele mudaria para três motos em três anos só por causa da idade dele”, avaliou.

“Acho que ele vai jogar as cartas que tem com a moto que tem e para o futuro”, opinou.

MotoGP volta a acelerar entre os dias 22 e 24 de março, em Portimão, em Portugal, com a segunda etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

GUIA 2024
📌 MotoGP chega aos 75 anos mais verde e com fábricas europeias no foco
📌 De combustível e concessões: o que muda na nova temporada do Mundial
📌 MotoGP tem poucos pilotos com futuro definido e muitos contratos no fim
📌 Moreira alcança sonhada promoção, mas precisa de paciência na Moto2
📌 GALERIA: Antes e depois das motos da MotoGP para a temporada 2024
📌 Ducati tenta estender reinado, mas briga por vaga promete aumentar pressão
📌 Bagnaia tenta revalidar #1 em MotoGP de concorrência mais voraz
📌 Martín e Bastianini reeditam batalha por vaga na Ducati de fábrica em 2025
📌 MotoGP muda concessões e lança boia para resgatar Honda e Yamaha
📌 Honda encara desafio de buscar redenção, mas agora sem Marc Márquez
📌 Yamaha muda para espantar conservadorismo e voltar a ser protagonista
📌 Acosta chega à MotoGP como único novato e imensa pressão nos ombros
📌 Aldeguer assume protagonismo em Moto2 de conhecidos e novos nomes
📌 Marc Márquez encara recomeço na Gresini para descobrir se ainda é quem já foi
📌 Aprilia tem RS-GP24 como trunfo e reforço com vitorioso Brivio na Trackhouse
📌 KTM aposta em inovações aerodinâmicas para dar salto e encarar Ducati
📌 Alonso herda favoritismo na Moto3. Rueda e Piqueras merecem atenção

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.