Martín desbanca Marc Márquez e crava pole da MotoGP no Catar. Quartararo é 11º

Jorge Martín estava de olho em uma chance de brilhar em Lusail e não perdeu a única oportunidade que teve na classificação, cravando a pole da MotoGP no Catar. Enea Bastianini e Marc Márquez completam a primeira fila do grid

GUIA MOTOGP 2022: FAVORITOS, NOVATOS E PALPITES PARA TEMPORADA

Depois de muita emoção, Jorge Martín é o primeiro pole position da temporada de 2022 da MotoGP. Neste sábado, em Lusail, o piloto da Pramac anotou 1min53s011 e garantiu a posição de honra para o GP do Catar, etapa inaugural da categoria no ano.

O espanhol está acompanhado de Enea Bastianini e Marc Márquez na primeira fila. O italiano da Gresini veio com tudo em sua última volta na pista, mas não conseguiu a pole. O #23 marcou 1min53s158, com Márquez 0s125 atrás.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jorge Martín repete o cenário de 2021 e faz a pole em Lusail (Foto: Divulgação/MotoGP)

Jack Miller foi o mais rápido da parte inicial do Q2, antes do pelotão inteiro sair dos boxes em busca da melhor volta no fim. O piloto da Ducati, no entanto, não conseguiu melhorar a volta no fim da sessão e irá largar na quarta posição. Aleix Espargaró, Pol Espargaró, Brad Binder, Joan Mir, Francesco Bagnaia e Álex Rins completam o top-10.

Brad Binder e o atual campeão mundial Fabio Quartararo foram os pilotos que garantiram espaço na segunda sessão do treino classificatório, ao ficarem em primeiro e segundo, respectivamente, no Q1. Johann Zarco vinha em boa volta e prometia brigar entre os dois primeiros, mas foi prejudicado pela queda de Darryn Binder, que resultou em bandeira amarela.

A largada do GP do Catar de MotoGP, em Lusail, acontece neste domingo (6) e está marcada para às 12h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da abertura do Mundial de Motovelocidade 2022.

TL4: Equilíbrio marca sessão em Lusail. Zarco termina na frente

Com ventos fortes, os pilotos da MotoGP entraram na pista já com a noite de Lusail e temperaturas mais amenas, na casa de 23°C, com 28°C na pista. Assim que a luz verde apareceu, os pilotos partiram para a pista.

Marc Márquez voltou a mostrar força e logo de cara marcou o melhor tempo do TL4, com 1min54s831. O companheiro Pol Espargaró rapidamente o superou, com 1min54s810.

E ainda teve espaço para Brad Binder aproveitar e se colocar no meio da dupla da Honda, com 1min54s818, apenas 0s008 atrás de Pol. Buscando os últimos acertos antes da classificação, os pilotos faziam sequências longas na pista e não conseguiram melhorar muito os tempos.

E o equilíbrio continuou ao longo da sessão. Aleix Espargaró pulou para terceiro, mas melhorou ainda mais na volta seguinte, fazendo 1min54s808, apenas 0s002 mais veloz que o irmão.

Fabio Quartararo quase tomou a dianteira do TL4, mas ficou em segundo lugar, apenas 0s001 atrás de Aleix. Depois, foi a vez de Takaaki Nakagami fazer a melhor marca, com 1min54s716. No fim, ainda deu tempo de Johann Zarco cravar 1min54s622 e marcar o melhor tempo da sessão.

Q1: Binder e Quartararo passam após Zarco perder a melhor volta

O Q1 começou com todo mundo partindo para a pista. Fabio Quartararo logo tomou a ponta, com 1min53s654, seguido de perto por Johann Zarco, que cravou 1min53s780.

Fabio Quartararo e outros pilotos assumem a noite catari para o Q1 (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

A 8 minutos para o fim, Brad Binder apareceu com força de novo no fim de semana e fez 1min53s705 para tomar a segunda posição. Pouco depois, Takaaki Nakagami perdeu tempo no último setor e caiu para quinto.

Após as primeiras tentativas, os pilotos retornaram para os boxes. E voltaram à pista com 2 minutos restantes no relógio, para uma única volta. Depois de passar ileso o sábado quase todo, Darryn Binder caiu e perdeu a última oportunidade de sair da fila final do grid em Lusail.

Fabio Quartararo foi o mais rápido do Q1 (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Depois, foi a vez de Quartararo errar e escapar da pista. Johann Zarco, porém, não errou e fez 1min53s425, mas uma bandeira amarela no caminho o fez perder a volta. No fim, Brad Binder fez 1min53s512 e tomou a ponta do treino. O atual campeão não melhorou, mas manteve o segundo lugar, e ainda vimos Miguel Oliveira melhorar, mas ficar em quarto lugar.

Q2: Martín voa e fica com a pole. Bagnaia e Quartararo decepcionam

A luz verde pintou no pit-lane e os 12 pilotos imediatamente saíram em busca das primeiras voltas. Aproveitando o vácuo gerado por Joan Mir, Marc Márquez logo tomou a dianteira, com 1min53s566. Francesco Bagnaia e Jack Miller apareceram na sequência, fechando o top 3.

Pilotos partem para o Q2 da MotoGP, no Catar (Foto: Reprodução/MotoGP)

Na segunda tentativa, Miller voou e fez 1min53s411, pulando para primeiro. A outra Honda, de Pol Espargaró, fez 1min53507 e tomou o segundo lugar. Outro que melhorou, na sequência, foi Jorge Martín, a 0s139 de Miller, e Bastianini também saltou, mas para quinto.

Pecco Bagnaia foi para a pista e fez grande volta, tomando a dianteira, mas não durou nada. Marc Márquez veio em seguida, aproveitando o vácuo e fez 1min53s283. Aí apareceu Jorge Martín, pole no Catar em 2021, para cravar 1min53s011 e tomar a dianteira.

Marc Márquez fez bela ultrapassagem em Joan Mir no treino classificatório (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Mais atrás, Aleix Espargaró teve a volta cancelada e ficou apenas em 11º. No fim, ainda houve tempo para mais uma última surpresa. Enea Bastianini pintou depois da bandeira quadriculada e fez o segundo tempo, com 1min53s158.

Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo, que brigaram pelo título em 2021, ficaram apenas em 9º e 11º, respectivamente, com Álex Rins, o mais veloz de sexta-feira, no meio.

MotoGP 2022, GP do Catar, Lusail, Classificação:

1J MARTÍNPramac Ducati1:53.011 
2E BASTIANINIGresini Ducati1:53.158+0.147
3M MÁRQUEZHonda1:53.283+0.272
4J MILLERDucati1:53.298+0.287
5A ESPARGARÓAprilia1:53.319+0.308
6P ESPARGARÓHonda1:53.346+0.335
7B BINDERKTM1:53.350+0.339
8J MIRSuzuki1:53.407+0.396
9F BAGNAIADucati1:53.411+0.400
10Á RINSSuzuki1:53.481+0.470
11F QUARTARAROYamaha1:53.635+0.624
12F MORBIDELLIYamaha1:53.982+0.971
13J ZARCOPramac Ducati1:53.780+0.769
14M OLIVEIRAKTM1:53.819+0.808
15M BEZZECCHIVR46 Ducati1:53.915+0.904
16T NAKAGAMILCR Honda1:54.038+1.027
17L MARINIVR46 Ducati1:54.222+1.211
18A MÁRQUEZLCR Honda1:54.224+1.213
19M VIÑALESAprilia1:54.228+1.217
20A DOVIZIOSORNF Yamaha1:54.244+1.233
21F DI GIANNANTONIOGresini Ducati1:54.276+1.265
22R GARDNER Tech3 KTM1:54.378+1.367
23R FERNÁNDEZTech3 KTM1:54.889+1.878
24D BINDERRNF Yamaha1:56.011+3.000

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar