MotoGP

Lorenzo diz que precisa de mais tempo, mas aposta em sucesso com Honda: “Podemos atingir a grandeza”

Às vésperas da estreia, Jorge Lorenzo admitiu que ainda não está em seu máximo com a RC213V. O #99, no entanto, disse estar certo que pode “atingir a grandeza” com a Honda
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
GUIA 2019

Jorge Lorenzo ainda não se encaixou perfeitamente à Honda, mas acredita que apenas precisa de mais tempo com a RC213V. O #99, porém, se mostrou confiante em “atingir a grandeza” no que definiu como uma “nova era” da carreira.
 
Lorenzo sofreu uma fratura no punho em meados das férias e, por conta disso, perdeu os testes da Malásia, o que reduziu bastante seu tempo de adaptação à nova moto. 
Jorge Lorenzo disse que ainda precisa de mais tempo para se adaptar à Honda (Foto: Repsol)
AS PIONEIRAS
❀ Danica Patrick – a primeira mulher a vencer uma corrida na Indy e a ser pole na Nascar
❀ Ana Carrasco – a primeira mulher a se tornar campeã mundial de motociclismo
❀ 
Jamie Chadwick - no automobilismo “por acidente” e 1ª campeã no MRF Challenge

“Alinhar no grid do Catar é algo com que estou sonhando ao longo de todas as férias”, disse Lorenzo. “É uma nova era para mim e para o time, é um momento especial estar guiando pela equipe Repsol Honda”, seguiu.
 
“Estou pronto para dar tudo para atingir os melhores resultados que puder com a Honda”, garantiu.
 
Mesmo reconhecendo que ainda não está perfeitamente adaptado, o espanhol se mostrou bastante confiante nos frutos desta aliança com a Honda.
 
“Infelizmente, não estou no meu máximo com a moto, mas ainda acredito que posso atingir um bom resultado no Catar”, opinou. “Como todos os anos, a MotoGP parece muito competitiva e nós certamente temos o pacote de que precisamos para lutar pelo melhor depois de mais algum tempo. Sei que podemos atingir a grandeza”, concluiu.