Yamaha vê Viñales com talento de Quartararo, mas lidando com “demônios internos”

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis classificou o espanhol como uma “pessoa muito complicado”, mas ressaltou que a fábrica japonesa sempre soube que o piloto tem um grande talento

REGULAMENTOS CONFUSOS ATRAPALHAM F1 E MOTOGP | GP às 10

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis afirmou que Maverick Viñales ainda luta contra demônios internos. Na visão do dirigente, porém, o espanhol tem o mesmo nível de talento que Fabio Quartararo, que foi campeão da MotoGP em 2021.

A história de Viñales com a Yamaha chegou ao fim de forma tumultuada em meados deste ano, depois de quase cinco temporadas. Neste tempo, o ‘Top Gun’ conquistou oito vitórias, 13 poles e um total de 24 pódios, mas teve como melhor resultado do Mundial de Pilotos os terceiros lugares de 2017 e 2019.

LEIA TAMBÉM
10+: De brasileiro na Moto3 à ‘incógnita’ Márquez: no que ficar de olho em 2022

Lin Jarvis destacou que a Yamaha sempre confiou no talento de Viñales (Foto: Divulgação/MotoGP

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Neste ano, porém, Maverick pareceu insatisfeito, especialmente depois de uma atuação muito apagada na Alemanha. Após o GP da Holanda, então, anunciou que não cumpriria o contrato de forma integral, encerrando o vínculo com Iwata na metade dos dois anos inicialmente previstos. No entanto, no GP da Estíria, Viñales foi flagrado tentando danificar a YZR-M1 propositalmente, o que resultou em uma suspensão no GP da Áustria. Antes do GP da Grã-Bretanha, o espanhol acabou dispensado pela equipe.

Desde o GP de Aragão, Viñales é titular da Aprilia, onde foi contratado para fazer par com o amigo Aleix Espargaró, com quem já tinha trabalhado na Suzuki.

Na avaliação do diretor da Yamaha, Viñales é tão talentoso quanto Quartararo, mas tem uma personalidade um pouco mais complicada.

“Do meu lado, Maverick é uma pessoa muito complicada e acredito que ele provavelmente compartilha a mesma quantidade de talento natural que Fabio”, disse Jarvis à versão espanhola da Autosport. “Mas ele tem dificuldade para colocar tudo junto constantemente. E acho que este lado da personalidade dele, que tem altos e baixos, é o que Fabio melhorou neste ano”, seguiu.

“Ele teve altos e baixos no ano passado, mas neste ele conseguiu minimizar os baixos e manter os altos”, considerou. “E acho que o que sempre dissemos em relação a Maverick é que sabemos que ele sempre teve potencial. O começo deste ano era o quinto dele com a Yamaha no projeto de fábrica, então ele poderia ter feito neste ano o que Fabio finalmente fez. Ele venceu a primeira corrida e aí a segunda foi vencida por Fabio”, recordou.

Jarvis ressaltou, também, que Maverick não foi pego de surpresa com a força de Quartararo, mas precisa resolver algumas questões internas.

“Lembre que no ano anterior, Fabio venceu três corridas com uma equipe satélite, e Maverick venceu só uma. Então acho que Maverick estava perfeitamente ciente de quão rápido Fabio é. De alguma forma, Maverick ainda está lidando com os demônios internos dele”, opinou. “Acho que isso é algo que só ele pode resolver. Só ele pode lidar com a mente e a vida dele”, completou.

RETROSPECTIVA 2021
Quartararo usa consistência para dominar e vencer na MotoGP
Ducati fica sem cereja, mas tem bolo para lá de saboroso na MotoGP
Suzuki perde força e vira incógnita no grid da MotoGP em 2022
Marc Márquez vive montanha-russa em 2021, mas reencontra vitória
Viñales ativa ‘modo insano’ e acumula nova mancha na carreira
KTM ameniza crise com duas vitórias, mas faz ano opaco na MotoGP
Bagnaia floresce, ganha força e vira protagonista na MotoGP
Aprilia cresce, vai ao pódio e ganha reforço inesperado na MotoGP
Rossi dá adeus e encerra carreira vitoriosa após 26 temporadas
Honda segue perdida na MotoGP, mas vê luz no fim do túnel
Gardner e Fernández se agigantam e tomam protagonismo da Moto2
Acosta supera obstáculos e faz por merecer título da Moto3

GRANDE PRÊMIO lança especial que celebra carreira de Valentino Rossi. ACESSE
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar