Binder analisa estratégia da KTM no Catar: “Não terminaríamos a prova com pneu macio”

Sul-africano fez uma boa prova e terminou na segunda colocação do GP do Catar, em Lusail. Etapa foi a primeira de 2022 da MotoGP

GUIA MOTOGP 2022: FAVORITOS, NOVATOS E PALPITES PARA TEMPORADA

Brad Binder fez um bom GP do Catar neste domingo (06). O sul-africano largou bem em Lusail, manteve o ritmo durante toda a prova e terminou no pódio, em segundo lugar, ao lado do vencedor Enea Bastianini e de Pol Espargaró. O piloto da KTM, inclusive, aproveitou um erro na curva 1 do adversário da Honda e conseguiu conquistar a segunda posição no fim da prova.

Após a disputa, Binder analisou a estratégia abordada pela KTM para a corrida. Enquanto a maioria dos times optou pelo composto dianteiro macio, a montadora austríaca selecionou o pneu médio, assim como na traseira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Pol Espargaró e Enea Bastianini se abraçam após GP do Catar (Foto: AFP)

“Todas as KTMs hoje foram com o pneu dianteiro médio. Não porque os pilotos preferem este composto, mas porque não teríamos conseguido terminar a corrida com o macio. Esse foi o raciocínio que nos levou a escolher o (pneu) médio na frente”, revelou o sul-africano.

“Foi uma excelente decisão porque o pneu aguentou perfeitamente durante toda a corrida, foi muito consistente”, acrescentou.

Binder também ressaltou a felicidade sentida com a boa performance na etapa inaugural da MotoGP e fez agradecimentos ao seu time.

LEIA TAMBÉM
Bastianini vence no Catar e pula na frente na MotoGP 2022. Confira classificação

“Estou incrivelmente feliz por estar no pódio aqui no Catar. Esta é a primeira vez que isso acontece comigo. Esta é uma das pistas do calendário onde sei que sempre vou sofrer muito. Não posso agradecer o suficiente a toda a equipe por fazer um trabalho incrível durante o inverno. Nosso pacote é definitivamente mais competitivo do que no ano passado”, contou.

“Hoje consegui ir até o fim, mas o Enea fez um trabalho fantástico e merece meus elogios. Nas últimas voltas tentei chegar perto, mas já era tarde. Consegui acompanhar os líderes na largada e terminei bem a corrida. Eu estou feliz”, completou.

Depois da corrida no Catar, o Mundial de MotoGP volta às pistas no próximo dia 20, com o GP da Indonésia, no circuito de Mandalika. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da segunda etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar