Miller prega “calma e humildade” para manter vaga na Ducati para temporada 2023

Jack Miller sabe que está com a vaga na Ducati ameaçada. Com contrato apenas até o fim deste ano, o australiano precisa melhorar o desempenho, mas vê outros pilotos da montadora em alta no grid da MotoGP

MARC MÁRQUEZ TENTA AFASTAR CAOS PARA RETOMAR REINADO NA MOTOGP 2022

Jack Miller chegou a 2021 como o grande favorito ao título, especialmente pelo desempenho obtido com a Ducati na pré-temporada. Agora, está com a vaga no time de fábrica ameaçada para a próxima temporada da MotoGP e tenta correr atrás do tempo – e dos resultados – perdidos.

Enquanto o companheiro Francesco Bagnaia teve contrato renovado até o fim de 2024, Miller só tem acordo com a Ducati até o encerramento da atual temporada. Para piorar sua situação, vê os jovens Enea Bastianini e Jorge Martín conseguindo vitórias em equipes satélites e ameaçando seu posto.

No ano passado, o australiano venceu duas corridas, os GPs da Espanha e da França, e terminou o campeonato na quarta colocação. Mesmo assim, ficou 61 pontos atrás do companheiro Bagnaia, que brigou pelo título e ficou com o vice.

ANÁLISE
MotoGP peca na distribuição e transforma ‘MotoGP Unlimited’ em série limitada

Jack Miller abandonou o GP do Catar e começou o ano zerado (Foto: Ducati)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Acho que vocês podem ver, de fora, como está muito complicado neste momento. No terceiro treino livre [para o GP do Catar], por exemplo, eu fiquei em 19º. Não é como se eu tivesse tirando o braço, eu estava no máximo. Então, sim, todo mundo é postulante [ao título]. No ano passado, talvez tivesse mais expectativas sobre mim mesmo, uma falsa sensação, digamos assim”, afirmou ao site Autosport.

“De qualquer jeito, terminou o campeonato passado em quarto lugar, ganhei muita experiência e tive duas vitórias. Olho para frente para trabalhar os pontos positivos do ano passado porque comecei com um peso nos ombros e me colocando como favorito ao título. Depois levei um choque de realidade e desci para a Terra, sendo capaz de evoluir na temporada, apesar de alguns tropeços. Isso é o esporte a motor. Neste ano, estou tentando começar humilde, calmo e cresce no campeonato”, seguiu.

O início de temporada de Miller, porém, não foi dos melhores. No GP do Catar, o australiano enfrentou problemas em sua Ducati e acabou abandonando na metade do evento. Entre os outros competidores da montadora italiana, os destaques foram Enea Bastianini, que venceu, e Johann Zarco, em oitavo. Bagnaia e Martín se chocaram e também não receberam a bandeira quadriculada.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 20, com o GP da Indonésia, no circuito de Mandalika. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da segunda etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

GUIA DA F1 2022: TEMPORADA DE REVOLUÇÃO E TORCIDA POR NOVO DUELO ENTRE VERSTAPPEN E HAMILTON
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar