Confira declarações dos pilotos após classificação do GP do Catar da F1 2021

Com 1min20s827, Lewis Hamilton sobrou e colocou a Mercedes na pole-position, diante de Max Verstappen. Valtteri Bottas abre a segunda fila do grid em Losail

Lewis Hamilton assegurou a pole-position do estreante GP do Catar de F1. Com 1min20s827, o britânico assegurou a posição de honra do grid diante de Max Verstappen, que foi 0s455 mais lento em Losail neste sábado (20).

0s651 atrás do companheiro de equipe, Valtteri Bottas abre a segunda fila, seguido por Pierre Gasly, Fernando Alonso, Lando Norris, Carlos Sainz Jr., Yuki Tsunoda e Esteban Ocon. Sebastian Vettel completa o top-10 da grelha.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Lewis Hamilton celebra a pole-position do GP do Catar (Foto: AFP)

Sergio Perez anotou 1min22s346 e vai sair em 11º, à frente de Lance Stroll, Charles Leclerc, Daniel Ricciardo, George Russell, Kimi Räikkönen, Nicholas Latifi e Antonio Giovinazzi. Mick Schumacher e Nikita Mazepin dividem a última fila do grid.

Confira declarações dos pilotos:

Lewis Hamilton, pole: Hamilton exalta mudanças na Mercedes e celebra volta “linda” que rendeu pole no Catar

Max Verstappen, segundo: Verstappen analisa falta de ritmo da Red Bull no Catar: “Sofrendo mais que o normal”

Valtteri Bottas, terceiro: Bottas se diz sem explicações para perda de performance no Catar: “Fico confuso”

Pierre Gasly, quarto: Gasly promete “tentar ajudar” Verstappen no Catar, mas avisa: “Não piloto uma Red Bull

Fernando Alonso, quinto: Alonso comemora 5º lugar no grid e traça objetivo no Catar: “Bater Gasly”

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; GP DO CATAR; F1; FÓRMULA 1;
Max Verstappen vai largar ao lado de Lewis Hamilton no Catar (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

LEIA TAMBÉM
+Bandeira de gesto histórico de Hamilton em Interlagos era de fã de Verstappen

Lando Norris, sexto: Norris prevê GP do Catar complicado, mas fecha classificação “muito satisfeito” em 6º

Carlos Sainz Jr, sétimo: Sainz admite desconforto com pneus médios no Catar, mas diz: “Pode nos ajudar amanhã”

Yuki Tsunoda, oitavo: “Acho que hoje foi uma boa classificação e estou feliz em começar na oitava colocação amanhã. Foi uma pena ter tido de sacrificar um jogo adicional de pneus macios para passar pelo Q1, o que fez com que eu não os tivesse para o Q3, mas ainda estou satisfeito com a maneira como as coisas correram hoje. Achamos que será difícil ultrapassar na corrida, então a largada será chave, mas o lado positivo é que estaremos todos na mesma posição, uma vez que ninguém guiou aqui antes. Vamos nos preparar para isso tão bem quanto pudermos nesta noite e ver o que acontece amanhã”.

Esteban Ocon, nono: “Como equipe, foi um resultado muito positive comigo e Fernando no Q3. Do meu lado, perdemos um pouco hoje e temos algumas coisas para revisar para ver o que nos falta e onde podemos melhorar. Provavelmente, tínhamos algo mais na mesa hoje, já que na minha volta no Q3 eu escapei na curva 1 tentando ganhar tempo. Ainda assim, voltamos ao Q3, o que é ótimo, e sabemos que os pontos são distribuídos no domingo. Ainda estamos na briga e podemos travar uma batalha dura amanhã para entregar alguns pontos”.

Sebastian Vettel, décimo: Vettel aprova sábado da Aston Martin no Catar: “Superamos até uma Red Bull

Sergio Pérez, 11º: Pérez assume decepção com 11º lugar no grid do Catar: “Não conseguimos fazer funcionar”

Lance Stroll, 12º: “O carro pareceu bom hoje, mas, no geral, depois de perder o Q2 por um décimo, saí da classificação sentindo que poderia ter extraído um pouco mais da sessão. O benefício de começar na 12ª colocação é que isso nos dá uma escolha livre de pneus para amanhã. Vamos ver como poderemos nos beneficiar disso, pois nos dá mais opções. A pista é muito divertida de guiar: é parecida com Mugello e Suzuka, muito rápida e fluida, então deve fazer uma corrida interessante”.

Charles Leclerc, 13º: Leclerc fica “sem explicações” em eliminação no Q2 do Catar: “Realmente não faço ideia”

Sergio Pérez ficou fora da fase final da classificação (Foto: Lars Baron/Getty Images)

Daniel Ricciardo, 14º: Ricciardo se decepciona e diz que posição de largada é “adicionar algo pior ao que já está ruim”

George Russell, 15º: “Estou satisfeito com o trabalho que fizemos hoje, já que estávamos alguns décimos à frente da Alfa Romeo, nossa principal rival, mas, infelizmente, ficamos um pouco longe demais para o Q3. Foi divertido, mas é sempre uma pena quando você não consegue dar o próximo passo, especialmente quanto faz uma volta forte. Tivemos dificuldades para extrair o máximo dos pneus na primeira volta, mas no Q2 tentamos maximizar essa primeira volta e não conseguimos. Acho que será difícil ultrapassar amanhã, mas é uma condição única aqui e é uma nova pista, então estamos ansioso para a corrida. Vamos ver o que podemos fazer”.

Kimi Räikkönen, 16º: “Fizemos o melhor que podíamos: não foi uma volta ruim e, com certeza, não tem nada e específico para onde possamos apontar os dedos. O carro não estava ruim em termos de equilíbrio, só não fomos rápidos o bastante e o tempo de volta reflete isso. A pista estava melhor do que já esteve no fim de semana, e será interessante ver como será a corrida amanhã. Largar tão de trás não é o ideal, mas foi o que conseguimos e vamos tentar melhorar. Ultrapassar não será fácil, mas é basicamente a mesma coisa de todos os lugares para onde vamos, então vamos ver o que podemos extrair”.

Nicholas Latifi, 17º: “O carro e a volta pareceram bons, e eu realmente curti guiar neste circuito. Foi, de fato, uma das classificações mais divertidas do ano. É um pouco desapontador não ver isso refletido no nosso ritmo, especialmente já que eu espero que a posição de classificação desempenhe um papel chave na corrida de amanhã. Mas é positivo alinharmos ao lado dos nossos principais competidores Olhando para amanhã, ultrapassar pode ser desafiados, especialmente nas últimas curvas, mas vamos ver o que podemos fazer para ganhar posições”.

Antonio GIovinazzi, 18º: “A sensação com o carro na classificação foi a melhor de todo o fim de semana, mas não foi o bastante para um lugar no Q1. Não foi uma experiência fácil, parece que estamos em dificuldades também nos treinos, mas ainda esperava por um treino melhor. Vamos largar de trás em uma pista onde seguir e ultrapassar não será fácil. Não será uma corrida fácil, mas nunca digo nunca: vamos dar o melhor de nós e ver se podemos conseguir um bom resultado amanhã. A pista evoluiu muito hoje e, se der outro passo, pode significar uma estratégia diferente. A primeira volta em uma pista nova também pode trazer surpresas, então vamos ver se podemos progredir”.

Gasly marcou 1min21s640 no Q3 em Losail (Foto: Alpha Tauri/Reprodução)

Mick Schumacher, 19º: “É uma pista divertida. Eu curti guiar aqui e, com certeza, pilotar à noite é algo que exige costume. Sabíamos que seria duro, mas, no geral, estou de fato feliz. Maximizamos o que tínhamos de tempo de volta e atingimos nossos objetivos, talvez até os tenhamos excedido um pouco. Sempre tem tráfego na última curva, é o jeito do último setor. Todo mundo quer um pouco de temperatura para a última curva, mas ninguém quer desistir de uma posição, então fica todo mundo empilhado. Conseguimos lidar bem com isso como equipe, então estou muito feliz com isso”.

Nikita Mazepin, 20º: “Acho que fiz cerca de dez voltas na pista, o que é totalmente novo para mim. O que a equipe fez para mudar completamente o carro em um curto período de tempo ― eles mudaram literalmente tudo que é possível mudar ― foi ótimo Foi um trabalho milagroso e não foi só a minha equipe trabalhando, mas também a de Mick. Foi muito especial da parte deles, mas foi uma classificação dura”.

O GP do Catar de Fórmula 1 tem largada prevista para 11h (de Brasília, GMT-3) deste domingo, sempre com transmissão ao vivo pela Band na TV aberta e pelo serviço de streaming F1 TV Pro. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

WEB STORY
Confira o grid de largada do GP do Catar de Fórmula 1

GRANDE PRÊMIO lança especial que celebra carreira de Valentino Rossi. ACESSE
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar