Ferrari põe nome na briga pelo título da F1 2022: “As pessoas estão nos esperando”

Mattia Binotto, chefe da Ferrari, deixou claro que o desejo é, sim, brigar pelo título mundial. Pole no Bahrein é cartão de visitas

BRIEFING: TUDO SOBRE O SÁBADO DA F1 NO BAHREIN

A primeira pole-position da temporada 2022 da Fórmula 1 é da Ferrari. Charles Leclerc superou Max Verstappen para garantir a posição de honra e animar a enorme torcida da equipe italiana pelo mundo. O otimismo é evidente. Mattia Binotto, chefe da equipe, foi claro: o desejo é brigar pelos títulos da temporada.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Binotto se tornou chefe em 2019, ano em que o a equipe terminou punida por irregularidades no motor. O ano seguinte foi o pior em 40 anos, enquanto 2021 serviu como início de recuperação. Agora, depois do desempenho no Bahrein, a meta é o retorno ao topo. A Ferrari conquistou um Mundial de Construtores pela última vez em 2008 e o de Pilotos foi um ano antes, em 2007.

“É ótimo para nós! Tem sido tudo muito duro… Foi muito apertado e será assim ao longo do ano. É ótimo ver os novos carros na pista, são todos bastante diferentes e é legar ver vários deles com bom desempenho. É uma boa briga. As expectativas estão postas, nós as criamos. Somos a Ferrari, todos estão esperando por nós e, depois dessas temporadas difíceis, trabalhamos ainda mais forte em nossas fábricas”, afirmou.

Charles Leclerc é o pole no Bahrein (Foto: Scuderia Ferrari)
https://open.spotify.com/episode/1IulGEgl5PDOuTsdXSFufe
Paddockast #139 | A previsão para cada um dos 20 pilotos da F1 2022

“A equipe é ótima e é bom vê-la com bom desempenho. Amanhã será outro dia e pode ser mais complicado, será uma situação diferente, mas a classificação mostra que o carro está bom. A temporada será longa e queremos fazer parte [da briga por título]”, seguiu.

Binotto garantiu que o rendimento em Sakhir foi o que dá para fazer no momento e não tem outro coelho a tirar da cartola. Ao menos não ainda.

“Hoje, foi nosso máximo. Forçamos nosso carro o máximo possível para tirar dele o potencial máximo. A luta, agora, é para conseguirmos nos desenvolver dentro do teto orçamentário. Isso nos força a gerenciar a maneira como nos desenvolvemos. É algo que será bom para a F1”, finalizou.

Leclerc ficou somente 0s1 à frente de Max Verstappen, da Red Bull. Carlos Sainz, por sua vez, foi batido por Verstappen em apenas 0s006 e larga em terceiro.

A largada do GP do Bahrein está marcada para as 12h (horário de Brasília) do domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: 5 RAZÕES PARA PRESTAR ATENÇÃO NA TEMPORADA DA F1

GUIA FÓRMULA 1 2022
Fórmula 1 vive temporada de revolução e torce por reedição de batalha épica
Caçador experiente, campeão Verstappen passa a ser maior das caças da F1
Desafiante e mordido, Hamilton vai atrás de melhor versão em revanche na F1
Novo regulamento vira prato cheio para chance de ouro de veteranos do grid da F1
Fórmula 1 volta ao passado para acertar futuro e equilibrar forças do grid
Ferrari atropela McLaren e entra na temporada com top-3 como meta mínima
Alpine e Aston Martin investem alto por escalada improvável no pelotão

De Sainz a Norris: a turma de jovens que pode fazer estrago na F1
Mercedes e Red Bull contam com protagonistas e fiéis escudeiros para duelo 2.0
Williams, Alfa Romeo e Haas miram subida no grid em ano de renovação
Magnussen e Albon retornam, e Zhou é único estreante da Fórmula 1
Fórmula 1 mira calendário recorde em ano de guerra, pandemia e Copa do Mundo
Schumacher e Tsunoda entram em segundo ano pressionados por menos erros

# Com VAR para fazer ‘tira-teima’, FIA tenta evitar pressão das equipes
# F1 traz novos locais para sprint race e muda tradição dos fins de semana
# Talentoso Russell enfim recebe carro à altura e vira peça-chave na Mercedes
# F1 tem pré-temporada com muitas novidades e igualdade no grid

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar