Fórmula 1 mantém três zonas de DRS para abertura da temporada de 2022 no Bahrein

A Fórmula 1 preferiu não alterar as zonas de abertura de asa no Circuito de Sakhir, mesmo esperando que os novos carros permitam mais ultrapassagens e batalhas nas pistas

FÓRMULA 1: O QUE ESPERAR DA TEMPORADA 2022? | Paddock GP #278

A Fórmula 1 optou por manter as três zonas de DRS utilizadas nos últimos anos no circuito do Bahrein para a abertura da temporada de 2022. A reta principal, o trecho entre as curvas 3 e 4 e a reta oposta continuarão sendo uma grande oportunidade para os pilotos ultrapassarem.

Havia uma expectativa de que a categoria pudesse reduzir as zonas de abertura da asa móvel com o novo regulamento, que visa melhorar as batalhas na pista, permitindo que os carros andem mais próximos. Mas a Fórmula 1 ainda adota cautela, e quer confirmar se as mudanças surtiram o efeito desejado antes de pensar em qualquer alteração.

 ▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

As três zonas de DRS para o GP do Bahrein (Imagem: Fórmula 1)

O Drag Reduction System (DRS) foi introduzido em 2011, com o intuito de facilitar ultrapassagens. Os pilotos que estiverem a menos de 1s do carro da frente podem abrir a asa traseira, diminuindo o arrasto aerodinâmico e aumentando a velocidade.

O novo regulamento para 2022 foi pensado para diminuir o “ar sujo” gerado pelos carros, e assim proporcionar corridas melhores. Caso tenha o efeito desejado, algumas equipes, como a Aston Martin, já pensam em uma possível extinção do sistema.

Por enquanto, o DRS permanece vivo e estará presente em todos os carros no GP do Bahrein, que acontece no dia 20 de março e abre a temporada de 2022 da Fórmula 1.

GUIA FÓRMULA 1 2022
Fórmula 1 vive temporada de revolução e torce por reedição de batalha épica
Caçador experiente, campeão Verstappen passa a ser maior das caças da F1
Desafiante e mordido, Hamilton vai atrás de melhor versão em revanche na F1
Novo regulamento vira prato cheio para chance de ouro de veteranos do grid da F1
Fórmula 1 volta ao passado para acertar futuro e equilibrar forças do grid
Ferrari atropela McLaren e entra na temporada com top-3 como meta mínima
Alpine e Aston Martin investem alto por escalada improvável no pelotão
De Sainz a Norris: a turma de jovens que pode fazer estrago na F1
Mercedes e Red Bull contam com protagonistas e fiéis escudeiros para duelo 2.0
Williams, Alfa Romeo e Haas miram subida no grid em ano de renovação
Magnussen e Albon retornam, e Zhou é único estreante da Fórmula 1
Fórmula 1 mira calendário recorde em ano de guerra, pandemia e Copa do Mundo
Schumacher e Tsunoda entram em segundo ano pressionados por menos erros

# Com VAR para fazer ‘tira-teima’, FIA tenta evitar pressão das equipes
# F1 traz novos locais para sprint race e muda tradição dos fins de semana
# Talentoso Russell enfim recebe carro à altura e vira peça-chave na Mercedes
# F1 tem pré-temporada com muitas novidades e igualdade no grid

FÓRMULA 1 2022: MERCEDES CORRE CONTRA O TEMPO PARA ACERTAR W13

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar