Quartararo passa ileso em classificação de muitas quedas e garante pole na Indonésia

Fabio Quartararo mostrou a todos que é o atual campeão da MotoGP. Em uma classificação de muitas quedas, o francês manteve-se focado e voou para garantir a pole na Indonésia. Jorge Martín e Johann Zarco fecham a primeira fila

MOTOGP DÁ BOLA FORA COM DOCUMENTÁRIO FANTASMA

A classificação da MotoGP para o GP da Indonésia nos fez relembrar a temporada passada, quando Fabio Quartararo dominou as classificações, especialmente na primeira metade do certame. Neste sábado (19), em Mandalika, o atual campeão mundial voltou a mostrar bom ritmo, levou a melhor com 1min31s067 e sai na frente.

Jorge Martín ainda encontrou boa volta no fim da sessão e ficou com a segunda posição no grid. Johann Zarco, companheiro de equipe do espanhol na Pramac, fecha a primeira fila e parte no terceiro lugar.

LEIA TAMBÉM
Quem é a primeira mulher a chefiar equipe vencedora na MotoGP?

Fabio Quartararo mostrou força de novo e fez a pole na Indonésia (Foto: Divulgação/MotoGP)

ANÁLISE
MotoGP peca na distribuição e transforma ‘MotoGP Unlimited’ em série limitada

Brad Binder voltou a andar bem e ficou com a quarta posição, seguido por Enea Bastianini, vencedor da abertura da temporada, no Catar. Francesco Bagnaia não conseguiu melhorar na última tentativa e ficou apenas com o sexto melhor tempo.

Em sétimo, aparece Miguel Oliveira, acompanhado por Álex Rins, Jack Miller e Aleix Espargaró, fechando o top-10. Franco Morbidelli largaria em 12º, após cair no Q2, mas foi punido com três posições no grid por descumprir os procedimentos de largada nos treinos livres.

A largada do GP da Indonésia de MotoGP acontece neste domingo (20), à 4h (de Brasília), no circuito de Mandalika. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da segunda etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

Morbidelli bate Bezzecchi e comanda TL4 em Mandalika

A última sessão livre do fim de semana em Mandalika começou sob forte calor. Quando os pilotos entraram na pista, os termômetros marcavam 30°C, com o asfalto chegando a 43°C. A velocidade do vento era de 8 km/h, com a umidade relativa do ar em 66%.

Johann Zarco abriu a sessão usando um pneu duro na traseira e assumiu de cara o comando da sessão, só 0s190 melhor do que Francesco Bagnaia. Raúl Fernández começou em terceiro.

Ainda nos primeiros minutos, Álex Rins foi forçado a abandonar a GSX-RR na curva 13 de Mandalika após um princípio de incêndio. Assim que percebeu as chamas, resultado de um problema de começou na curva 10, o espanhol se dirigiu a área de escape e saltou da moto, com os fiscais empunhando extintores para imediatamente debelar as chamas.

A moto de Álex Rins pegou fogo após vazamento de óleo (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

A direção de prova, então, interrompeu a sessão em bandeira vermelha para que pudesse avaliar o asfalto e verificar se o incidente com Rins tinha deixado algum resíduo depositado na pista. A ação, porém, chegou tarde demais para Johann Zarco, que caiu na curva 10, vítima dos fluídos que escaparam da moto do espanhol.

Quando a sessão foi retomada, Marco Bezzecchi saltou para a liderança com 1min32s774, 0s231 melhor que Oliveira. Bagnaia era o terceiro, diante de Marc Márquez e Bastianini.

Marco, aliás, foi ainda melhor e chegou a 1min21s420, mas viu a vantagem cair para 0s184, já que Quartararo saltou para a segunda colocação na Indonésia, diante de Marc Márquez e Jorge Martín.

Fabio conseguiu se aproximar mais um pouquinho do ponteiro, com Álex Rins usando a moto reserva para saltar para a terceira colocação, à frente de Oliveira, Marc, Martín, Bagnaia, Brad Binder, Aleix e Pol Espargaró.

Marco Bezzecchi liderou parte do TL4 em Mandalika (Vídeo: MotoGP)

Com um par de médios, Jack Miller foi a 1min32s737 e saltou para a quinta colocação. 0s317 atrás de Bezzecchi. Mais atrás, Pol também foi mais rápido e pulou para a nona colocação.

Perto da marca de cinco minutos para o fim, Zarco cravou 1min32s697 e avançou até a quarta colocação, 0s277 atrás de Bezzecchi. Minutos depois, foi Luca Marini quem passou a escalar a tabela, aparecendo em sétimo.

Já no minuto final, Franco Morbidelli foi a 1min31s968 para destronar Bezzecchi por 0s452 e tomar o comando da atividade. Quartararo era o terceiro, diante de Rins. Martín, Zarco, Miller e Oliveira na Indonésia. Marc Márquez, por outro lado, partiu para uma expedição fora da pista, mas evitou a queda na área de escape da curva dez e conseguiu voltar.

Franco Morbidelli foi o mais rápido no último treino livre (Vídeo: MotoGP)

Com a bandeira quadriculada tremulando em Mandalika, Zarco subiu para terceiro, 0s552 mais lento que Morbidelli. Quartararo caiu para quarto, seguido por Rins, Martín, Bastinini, Miller, Oliveira, Marini, Marc Márquez, Bagnaia, Pol e Aleix Espargaró, Brad Binder, Takaaki Nakagami, Joan Mir, Maverick Viñales, Álex Márquez, Andrea Dovizioso, Remy Gardner, Raúl Fernández, Fabio Di Giannantonio e Darryn Binder.

Bagnaia e Di Giannantonio avançam em Q1 desastroso para Honda

A primeira fase da classificação da MotoGP começou com alguns nomes de peso, como Marc Márquez, Pol Espargaró e Francesco Bagnaia, mas Joan Mir e o próprio Marco Bezzecchi também estavam na briga pelas duas vagas finais na sessão decisiva deste sábado.

Quando os primeiros tempos foram registrados, Bezzecchi e Marini surgiram com o passe provisório para a fase seguinte, separados por só 0s088. Marc Márquez vinha em terceiro, barrado no Q1 provisoriamente por 0s047. O piloto da Honda, aliás, deu uma daquelas saídas de traseira impressionantes na curva 16, mas conseguiu seguir como se nada tivesse acontecido.

Marc Márquez caiu pela primeira vez no Q1 na curva 13 (Foto: Reprodução)

Na sequência, Pecco foi a 1min31s667 e assumiu a liderança do Q1, 0s028 melhor que Bezzecchi. Marini caiu para terceiro, diante de Marc, Di Giannantonio, Álex Márquez e Pol Espargaró.

Usando uma estratégia de duas paradas, Marc voltou para a pista empenhado em conseguir tempo, mas rodado bastante no limite. Na curva 13, o espanhol caiu, levantou sem nem olhar para o lado e saiu em disparada em direção aos boxes para buscar a moto reserva para tentar marcar tempo e passar para a fase seguinte. A carona de um fotógrafo foi providencial nesse processo.

Com pouco mais de 3 minutos, Bagnaia fez 1min31s219 e manteve a ponta, com Di Giannantonio saltando para a segunda colocação, 0s412 atrás. Bezzecchi caiu não só para terceiro, mas também no chão, na curva 16.

Enquanto isso, Marc trocou de carona, chegou aos boxes e pegou a outra moto para voltar para a pista a tempo de buscar ao menos mais um registro rápido. Depois de se livrar de Takaaki Nakagami, o hexacampeão caiu de novo, agora na curva 12, quando faltavam poucos segundos de treino pela frente.

Di Giannantonio foi aprovado para o Q2 na segunda corrida na MotoGP (Vídeo: MotoGP)

Com o cronômetro travado, Bagnaia e Di Giannantonio passaram para a fase seguinte, enquanto Marini vai sair em 13º, seguido por Bezzecchi. Márquez larga em 15º, diante de Pol Espargaró, Andrea Dovizioso, Joan Mir, Álex Márquez, Maverick Viñales, Raúl Fernández, Remy Gardner, Darryn Binder e Takaaki Nakagami.

Quartararo encerra jejum de nove meses com pole na Indonésia

Quartararo abriu a fase final da classificação na pole provisória do GP da Indonésia, 0s388 à frente de Bagnaia. Martín vinha em terceiro, diante de Aleix e Di Giannantonio. Ainda nos primeiros minutos, Morbidelli caiu na curva 5, mas escapou de lesões maiores. A YZR-M1, porém, ficou machucadinha e não poderia voltar tão cedo ao trabalho.

Franco Morbidelli caiu ainda nos primeiros minutos do Q2 (Vídeo: MotoGP)

Após uma rodada de pit-stops na Indonésia, Quartararo foi a 1min1s067 para sustentar a ponta, 0s213 melhor que Martín, que subiu para segundo, diante de Bagnaia. Oliveira melhorou para quarto, seguido por Rins e Miller.

Com pouco mais de 2 minutos para o fim, foi Aleix Espargaró quem caiu. O catalão levou um tombo na curva 10 e motivou uma bandeira amarela, o que interferiu nas voltas de todos os demais. Na última chance, Zarco subiu para terceiro, diante de Brad Binder e Bastianini. Bagnaia caiu para sexto, diante de Oliveira, Rins e Miller. Com 1min31s067, Fabio assegurou a pole na Indonésia, a primeira desde o GP da Catalunha do ano passado.

MotoGP 2022, GP da Indonésia, Mandalika, Classificação:

1F QUARTARAROYamaha1:31.067 
2J MARTÍNPramac Ducati1:31.280+0.213
3J ZARCOPramac Ducati1:31.378+0.311
4B BINDERKTM1:31.433+0.366
5E BASTIANINIGresini Ducati1:31.504+0.437
6F BAGNAIADucati1:31.507+0.440
7M OLIVEIRAKTM1:31.566+0.499
8Á RINSSuzuki1:31.582+0.515
9J MILLERDucati1:31.714+0.647
10A ESPARGARÓAprilia1:31.723+0.656
11F DI GIANNANTONIOGresini Ducati1:31.829+0.762
12L MARINIVR46 Ducati1:31.666+0.599
13M BEZZECCHIVR46 Ducati1:31.695+0.628
14M MÁRQUEZHonda1:31.830+0.763
15F MORBIDELLIYamaha1:32.336+1.269P+3
16P ESPARGARÓHonda1:31.831+0.764
17A DOVIZIOSORNF Yamaha1:31.870+0.803
18J MIRSuzuki1:31.875+0.808
19A MÁRQUEZLCR Honda1:31.987+0.920
20M VIÑALESAprilia1:32.006+0.939
21R FERNÁNDEZTech3 KTM1:32.122+1.055
22R GARDNER Tech3 KTM1:32.140+1.073
23D BINDERRNF Yamaha1:32.299+1.232
24T NAKAGAMILCR Honda1:32.330+1.263

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

BASTIANINI OFERECE ALENTO À DUCATI EM CATAR DESASTROSO NA MOTOGP
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar