Gerloff segue no Mundial de Superbike em 2022 e sai da lista de candidatos à vaga na SRT

Com a renovação de Garrett Gerloff com a Yamaha para seguir na série das motos de produção, a SRT perde mais um candidato para a MotoGP em 2022. A equipe malaia pode ter até dois lugares disponíveis no próximo ano

KTM ACHA RUMO E CRESCE COM NOVO CHASSI NA MOTOGP | GP ÀS 10

Garrett Gerloff não vai realizar o sonho da MotoGP em 2022. A Yamaha anunciou nesta quinta-feira (22) a renovação do contrato do norte-americano para seguir defendendo a marca no Mundial de Superbike, o que tira o piloto de 25 anos da lista de candidatos a um lugar na SRT na próxima temporada do Mundial de Motovelocidade.

A equipe malaia hoje conta com Franco Morbidelli e Valentino Rossi, mas pode acabar sem nenhum dos dois em 2022. Isso por que o ítalo-brasileiro é um dos candidatos ao lugar deixado vago por Maverick Viñales na equipe de fábrica, enquanto o multicampeão de 42 anos pode optar pela aposentadoria.

Garrett Gerloff vai seguir no Mundial de Superbike em 2022 (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Gerloff entrou na lista de candidatos a um lugar no time de Razlan Razali após aparecer como substituto na MotoGP em duas oportunidades. Ano passado, Garrett foi chamado para ocupar o posto de Rossi no time de fábrica após o italiano testar positivo para Covid-19. Nesta temporada, voltou à YZR-M1 quando Morbidelli teve de se ausentar para passar por uma cirurgia no joelho.

“Estou muito empolgado por ter assinado esse contrato com a Yamaha para continuar com eles no próximo ano”, disse Gerloff. “Tive ótimos momentos na Europa no ultimo ano e meio e estou realmente feliz com o progresso meu, da GRT Yamaha e da Yamaha R1”, comentou.

“Demos sérios passos à frente já nesta temporada, o que no permitiu lutar constantemente pelo pódio, mas sei que tem mais por vir”, frisou. “Estivemos muito perto da primeira vitória e, com o apoio da Yamaha e da equipe, estou confiante de que posso fazer isso antes da temporada acabar”, encerrou.

Além de Gerloff, Toprak Razgatlioglu também surgiu como uma possibilidade, mas o turco seguirá defendendo a marca dos três diapasões no Mundial de Superbike.

Com a saída inesperada de Viñales ― que tinha contrato para 2022, mas pediu para a Yamaha liberá-lo no fim desde ano ―, a fábrica nipônica precisa encontrar um novo companheiro para Fabio Quartararo. Morbidelli aparece como forte candidato, apesar de ter um contrato com a Petronas para o próximo ano.

Assim, é provável que a SRT precise de ao menos um novo piloto. Sem Gerloff e Razgatlioglu, as opções da estrutura malaia voltam a ser da Moto2, onde hoje conta com Xavi Vierge e Jake Dixon, que aparecem em nono e 21º na classificação do Mundial de Pilotos.

Apesar de estar bastante mais atrás na classificação, Dixon tem a favor a nacionalidade inglesa, já que a Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, quer alguém do Reino Unido para assumir o posto vago com a saída de Cal Crutchlow.

De acordo com o jornalista Simon Patterson, do site inglês The Race, Sam Lowes é também uma opção. Atual quarto colocado na classificação do Mundial de Pilotos, o britânico já esteve na classe rainha com a Aprilia, mas foi uma passagem breve e sem resultados.

Entre os principais pilotos da Moto2, Remy Gardner já tem vaga garantida com a Tech3 na MotoGP em 2022. Raúl Fernández chegou a ser sondado pela Yamaha, mas tem um vínculo com a KTM, que não está lá muito disposta a perder o espanhol. Marco Bezzecchi é o mais cotado para ser titular da VR46 no próximo ano, enquanto Fabio Di Giannantonio já acertou com a Gresini.

Recentemente, Razali declarou que ainda espera uma decisão de Rossi e da Yamaha para 2022, mas deixou claro o desejo da equipe de focar em jovens pilotos, o que também tiraria Andrea Dovizioso da lista de candidatos. O italiano ficou fora do grid neste ano, mas saiu falando em voltar ao Mundial.

A MotoGP está de férias e volta às pistas apenas em 8 de agosto para o GP da Estíria, décima etapa da temporada 2021. A SRT pretende confirmar a dupla somente após a rodada dupla na Áustria.

LEIA TAMBÉM
# Yamaha precisa de solução caseira e eficiente para vaga de Viñales em 2022: Morbidelli
Aos 42 anos, Rossi vê competitividade minguar e se aproxima da aposentadoria da MotoGP
Razgatlioglu e Gerloff largam na frente por vaga na SRT. Mas estão prontos para MotoGP?
Pedrosa correr como wildcard ainda na temporada 2021 é bom negócio para KTM e MotoGP
Quartararo mostra velocidade e maturidade para protagonizar primeira metade de 2021
Miller e Bagnaia são acerto da Ducati. Mas saem de férias ofuscados por Zarco
Estagnado, Petrucci sofre na Tech3 e inicia dura missão de seguir na MotoGP em 2022
Aleix Espargaró aproveita evolução da Aprilia e chega mais perto do sonho do pódio
Oliveira se impõe na KTM e bate Binder na primeira parte da temporada 2021 da MotoGP
LCR segue queda da Honda e corta embalo de Álex Márquez e Nakagami em 2021
# Lado a Lado: Joan Mir 2020 x Joan Mir 2021

DUCATI DÁ SALTO COM MILLER E BAGNAIA, MAS PRECISA DE CONSISTÊNCIA | GP ÀS 10

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar