Chantra toma ponta na largada, escapa e vence primeira na Moto2 no GP da Indonésia

Somkiat Chantra assumiu o comando em Mandalika ainda nos primeiros metros de uma corrida que foi reduzida para 16 voltas e não deu mais chances aos rivais. Celestino Vietti bateu Arón Canet para ficar com a segunda colocação

Marc Márquez foi arremessado da Honda em uma queda no warm-up (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

A Moto2 tem um novo vencedor. Somkiat Chantra tomou a liderança em Mandalika neste domingo (20) ainda nos primeiros e tratou de disparar na ponta para vencer o GP da Indonésia de forma dominante e conquistar a primeira vitória da Tailândia no Mundial de Motovelocidade.

Vencedor do GP do Catar, Celestino Vietti conseguiu bater Arón Canet para ficar com o segundo lugar, 3s2 atrás de Chantra. Sam Lowes ficou com o quarto posto, com Augusto Fernández fechando em quinto.

LEIA TAMBÉM
Quem é a primeira mulher a chefiar equipe vencedora na MotoGP?

Somkiat Chantra venceu o GP da Indonésia de forma dominante (Foto: Honda Team Asia)

ANÁLISE
MotoGP peca na distribuição e transforma ‘MotoGP Unlimited’ em série limitada

12s384 atrás do vencedor, Ai Ogura acabou em sexto, seguido por Fermín Aldeguer, Tony Arbolino e Pedro Acosta. Albert Arenas fecha a lista dos dez melhores.

Com o resultado, Vietti chegou a 45 pontos e abriu nove de vantagem para Canet na liderança do Mundial de Pilotos. Lowes tem o terceiro posto, diante de Chantra e Augusto Fernández.

A Moto2 volta a acelerar no dia 3 de abril, para o GP da Argentina, no circuito de Termas de Río Hondo. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da terceira etapa do Mundial de Motovelocidade 2022.

Saiba como foi o GP da Indonésia de Moto2:

Assim como na Moto3, os pilotos da Moto2 encararam um forte calor no GP da indonésia. Antes da largada, os termômetros mediam 30°C, com o asfalto chegando a 46°C. A umidade do ar estava em 71%, com a velocidade do vento chegando a 18 km/h.

Quando os pilotos começaram a alinhar no grid, a direção de prova anunciou uma redução no tamanho da disputa, que caiu de 25 para 16 voltas por causa das “condições de pistas”. Inicialmente, alguns diziam que a mudança era resultado de um temor em relação à durabilidade dos pneus, enquanto outros apontavam que o asfalto tinha começado a soltar pedras, uma queixa dos pilotos durante a pré-temporada da MotoGP que motivou o reasfaltamento de parte do traçado.

A versão oficial, porém, é que a redução de distância foi um resultado das “altas temperaturas”, como declarou Franco Uncini, comissário de segurança da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).

Na hora da largada, foi Somkiat Chantra quem saiu melhor e mergulhou primeiro na curva 1, diante de Sam Lowes, Jake Dixon, Arón Canet e Albert Canet. Já neste início de disputa, era possível ver as primeiras gotas de chuva em Mandalika.

A largada da Moto2 na Indonésia (Vídeo: MotoGP)

Celestino Vietti e Simone Corsi travaram um bom duelo neste início de corrida, mas foi o menos experiente dos italianos que levou a melhor e ficou com a quinta colocação. Pedro Acosta era o sétimo, mas tinha de cumprir uma volta longa por não ter reduzido a velocidade durante uma bandeira amarela na sexta-feira.

Imprimindo um ritmo forte, Chantra conseguiu abrir 0s682 de margem para Lowes ao fim das quatro primeiras voltas. Dixon vinha mais 0s4 atrás e também com um respirinho em relação a Canet.

Jake conseguiu colar em Lowes e passou a pressionar pelo segundo lugar, passando por dentro na curva 6. Na sequência, Canet passou Sam, mas avançou ainda mais, já que Dixon caiu na 10 e abandonou a corrida.

Jake Dixon caiu pouco depois de fazer a ultrapassagem (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Assim, Chantra abriu 1s608 de margem para Canet na liderança, com Vietti passando Lowes para ser terceiro em Mandalika. Tony Arbolino vinha em quinto, diante de Augusto Fernández e Fermín Aldeguer.

Vietti seguiu atacando e conseguiu tomar a segunda colocação de Canet, logo se afastando do espanhol. A diferença em relação a Chantra, porém, já era grande, superior a 2s8.

Somkiat Chantra seguiu acelerando, mesmo com vantagem confortável (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

Celestino conseguiu escapar de Canet para garantir o segundo posto com mais de 1s de vantagem, enquanto Arón terminou 3s antes de Lowes.

Moto2 2022, GP da Indonésia, Mandalika, Corrida:

1S CHANTRATeam Asia Honda25:40.87616 voltas
2C VIETTIVR46 Racing Team+3.230 
3A CANETHP40 Kalex+4.366 
4S LOWESMarc VDS Racing Team+7.918 
5A FERNÁNDEZRed Bull KTM Ajo+12.228 
6A OGURATeam Asia Honda+12.384 
7F ALDEGUERSpeed Up Boscoscuro+12.696 
8T ARBOLINOMarc VDS Racing Team+14.547 
9P ACOSTARed Bull KTM Ajo+17.786 
10A ARENASAspar GasGas+18.327 
11J ROBERTSItaltrans Racing Team+18.509 
12C BEAUBIERAmerican Racing+18.566 
13J NAVARROHP40 Kalex+19.711 
14J ALCOBAIntact GP+19.960 
15B BENDSNEYDERSAG Pertamina+20.551 
16M SCHRÖTTERIntact GP+23.047 
17M RAMÍREZForward MV Agusta+23.218 
18M GONZÁLEZVR46 Yamaha Master Camp+24.179 
19R FENATISpeed Up Boscoscuro+25.133 
20L DALLA PORTAItaltrans Racing Team+26.954 
21F SALACGresini Racing+27.678 
22G RODRIGOSAG Pertamina+29.548 
23Z VAN DEN GOORBERGHRW Racing GP+31.773 
24A ZACCONEGresini Racing+32.436 
25N ANTONELLIVR46 Racing Team+33.974 
26S D KELLYAmerican RacingAbandonou 
27J DIXONAspar GasGasAbandonou 
28K KUBOVR46 Yamaha Master CampAbandonou 
29S CORSIForward MV AgustaAbandonou 
30B BALTUSRW Racing GPNão largou 

GUIA DA MOTOGP 2022
MotoGP abre era pós-Rossi com menu extenso e pratos para lamber os beiços
MotoGP mantém estabilidade e só tem mudanças pontuais no regulamento
Acosta chega forte, mas Moto2 é livro aberto na busca por protagonista
Volta de Carrasco e estreia de Moreira deixam olhos atentos à Moto3
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Yamaha ainda sofre com motor, mas busca evolução na MotoGP
Aprilia dá novo passo e mira protagonismo de novo status na MotoGP
Quartararo sai da glória de campeão para a luta de se manter no topo
Sem ícone máximo, MotoGP tem de descobrir novo mundo em era pós-Rossi
Ducati cria casca e entra na temporada 2022 com pressão do favoritismo
KTM chega cercada de incertezas após tropeços e decepções na MotoGP
Bagnaia ganha Ducati e vira bola da vez na MotoGP mesmo derrotado em 2021
De campeão a surpresa, novatos invadem MotoGP com diferentes expectativas
Suzuki atende pilotos e surge vitaminada com melhora na moto e novo chefe
Honda torce por Marc Márquez inteiro para voltar do ostracismo em 2022
Marc Márquez chega a 2022 para recuperar forma e retomar domínio

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

MOTOGP DÁ BOLA FORA COM DOCUMENTÁRIO FANTASMA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar