MotoGP

Diretor da KTM admite surpresa com Zarco e diz que esperava que adaptação “fosse mais fácil”

Diretor da divisão esportiva da KTM, Pit Beirer admitiu que esperava uma adaptação mais fácil de Johann Zarco ao time austríaco. Dirigente considerou que o #5 ainda precisa se adaptar à RC16
Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
GUIA 2019
🏁 MotoGP abre 2019 imprevisível e com promessa de alta competitividade
🏁 Por equilíbrio, MotoGP introduz mudanças aerodinâmica e eletrônica
🏁 Yamaha mostra evolução. Mas a dúvida permanece: é o suficiente?
🏁 Ducati sai da pré-temporada forte e vê chance de recuperar título
🏁 Honda carrega mistério: Márquez e Lorenzo vão se aguentar sem brigas?
🏁 Após anos de 'chove e não molha', Suzuki vê chance de dar próximo passo
🏁 KTM tem Pedrosa como trunfo e chance de acelerar evolução da RC16
🏁 Aprilia mira evolução e busca recuperação após 2018 decepcionante
🏁 Moto2 tem motor Triumph, mudança na classificação e classe talentosa
🏁 Moto3 traz nova classificação, volta de Fenati, time de Biaggi e promessa Öncü
🏁 Até com Gibernau, Mundial estreia Copa do Mundo de MotoE em 2019

Diretor da divisão esportiva da KTM, Pit Beirer admitiu sua surpresa com as dificuldades de Johann Zarco com a nova moto. O dirigente reconheceu que esperava que o #5 se adaptasse mais facilmente à RC16.
 
Johann ganhou a vaga na KTM graças às boas performances que exibiu desde a estreia com a Tech3. No entanto, as atuações que teve nos dois anos com a Yamaha do time de Hervé Poncharal não se parecem em nada com a forma atual.
Pit Beirer admitiu surpresa com adaptação difícil de Zarco (Foto: KTM)
O francês, por exemplo, concluiu os três treinos livres no Catar neste fim de semana com apenas o 18º melhor tempo, 2s032 mais lento que Marc Márquez, que o ocupa o topo da tabela no resultado combinado das atividades. Pol Espargaró, por sua vez, fez o 15º melhor registro, 0s533 melhor que o companheiro de equipe.
 
“Nós estamos um pouco surpresos, porque dá para ver que Pol está ficando cada vez melhor e se adaptando à moto”, disse Beirer ao site da MotoGP. “Ele pede algo, nós damos, e ele melhora mais uma vez, então está funcionando perfeitamente”, seguiu.
 
“Não quero mentir, nós esperávamos que fosse mais fácil para Johann vir para a nossa moto e se sair bem, mas ele tem mais dificuldade”, reconheceu. “Parece que está provado que você precisa pilotar a KTM de uma maneira diferente do que algumas outras motos, e Johann ainda precisa de adaptar à nossa moto”, frisou.
 
“No momento, ele está pilotando em uma velocidade decente, mas ainda não estamos lá”, admitiu. 
 
O dirigente reconheceu que a mesma coisa acontece com Hafizh Syahrin, que, tal qual Johann, guiou a Yamaha da Tech3 no ano passado, enquanto Miguel Oliveira tem uma adaptação melhor vindo da Moto2.
 
“A mesma coisa acontece na garagem da Tech3 com Syahrin. Ele vem de uma moto forte da MotoGP e está com dificuldade para se adaptar à nossa moto, enquanto que Miguel está fazendo um trabalho fantástico vindo da Moto2. Ele já mostrou alguns destaques”, avaliou. “Parece que se você chega novo nessa moto e desenvolve seu estilo de pilotagem para essa moto, as coisas podem ser boas, mas você, definitivamente, não pode pilotar como a Yamaha, por exemplo”, concluiu.