Morbidelli é liberado pelos médicos para GP do Catar 37 dias após forte acidente em Portimão

Depois de perder toda a pré-temporada 2024, Franco Morbidelli conseguiu a liberação médica para poder disputar o GP do Catar deste fim de semana

Franco Morbidelli está liberado para disputar o GP do Catar de MotoGP deste fim de semana. 37 dias após o forte acidente que sofreu em Portimão, o ítalo-brasileiro passou por uma revisão médica em Lusail e foi autorizado a subir na moto da Pramac.

No dia 30 de janeiro, Franco participava de uma sessão privada que reuniu quase todo o elenco da Ducati na MotoGP com pilotos do Mundial de Superbike. A bordo de uma Ducati V4 Panigale, o #21 caiu na curva 9 e sofreu um forte impacto na cabeça.

Relacionadas


Morbidelli chegou a ser hospitalizado para observação, mas logo recebeu alta. Ainda assim, não pôde participar dos testes, uma vez que os médicos consideraram que um novo golpe na cabeça seria muito perigoso.

De volta ao paddock, Morbidelli contou à imprensa que segue sem recordar o que aconteceu no acidente.

Franco Morbidelli perdeu toda a pré-temporada (Foto: Pramac)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Não está claro. Era uma volta de saída [dos boxes]. A lesão é bem estranha e a queda foi bem estranha”, disse Morbidelli. “Mas eu não me lembro, não tenho imagens claras. Só estou feliz por tudo ter corrido da maneira como correu. Portimão é uma montanha-russa. É uma pista peculiar e, às vezes, poder ser muito perigosa. Mas é muito divertida e muito perigosa, como é este esporte”, seguiu.

O traçado português, aliás, chegou a ter o futuro na categoria ameaçado por causa de queixas relacionadas à segurança, especialmente do tamanho das pedras usadas na brita. Franco confirmou que algum trabalho foi feito, mas destacou que nunca colocou as mãos no cascalho português.

“Tem algumas atualizações na brita, mas eu nunca toquei a brita de Portimão na vida. Juro!”, contou. “Mesmo dessa última vez, não toquei a brita. Só toquei o asfalto, bem forte com a cabeça”, relatou.

Por causa da queda, que o deixou inconsciente, Morbidelli precisou passar um mês longe da moto. Mesmo chateado por não poder testar com a Pramac, Franco frisou que a lesão causou momentos piores, com o que foi relatado por Marc Márquez, o primeiro a chegar ao ponto do acidente e prestar socorro.

“Tiveram partes piores dessa lesão. A história dela, por exemplo. Falei com Marc e ele me contou como me encontrou na pista e o que estava acontecendo. Tiveram cenas piores dessa lesão”, sublinhou. “A parte feliz é que nada daquilo que as pessoas temiam que fosse acontecer, aconteceu. Graças a Deus”, acrescentou.

A ausência nos testes, porém, vai complicar a vida de Morbidelli, que vai guiar uma moto diferente da Yamaha pela primeira vez desde 2019. O ítalo-brasileiro, contudo, só teve a chance de provar o protótipo Ducati durante o teste pós-temporada de Valência.

Com contrato de apenas um ano, o #21 reconheceu que perdeu a pré-temporada “mais importante” da carreira.

“Me sinto muito bem. Foi uma pré-temporada peculiar para mim, sem testar. E os testes deste ano, provavelmente, eram os mais importantes de todos os anos em que estou na MotoGP, pois é uma moto completamente nova e um campeonato com uma competição particularmente alta”, encerrou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP do Catar, em Lusail, da MotoGP e das classes menores do Mundial de Motovelocidade na abertura da temporada 2024.

Confira o guia da MotoGP para a temporada 2024. Acesse aqui (Arte: Thiago Rocha)

GUIA 2024
📌 MotoGP chega aos 75 anos mais verde e com fábricas europeias no foco
📌 De combustível e concessões: o que muda na nova temporada do Mundial
📌 MotoGP tem poucos pilotos com futuro definido e muitos contratos no fim
📌 Moreira alcança sonhada promoção, mas precisa de paciência na Moto2
📌 GALERIA: Antes e depois das motos da MotoGP para a temporada 2024
📌 Ducati tenta estender reinado, mas briga por vaga promete aumentar pressão
📌 Bagnaia tenta revalidar #1 em MotoGP de concorrência mais voraz
📌 Martín e Bastianini reeditam batalha por vaga na Ducati de fábrica em 2025
📌 MotoGP muda concessões e lança boia para resgatar Honda e Yamaha
📌 Honda encara desafio de buscar redenção, mas agora sem Marc Márquez
📌 Yamaha muda para espantar conservadorismo e voltar a ser protagonista
📌 Acosta chega à MotoGP como único novato e imensa pressão nos ombros
📌 Aldeguer assume protagonismo em Moto2 de conhecidos e novos nomes
📌 Marc Márquez encara recomeço na Gresini para descobrir se ainda é quem já foi
📌 Aprilia tem RS-GP24 como trunfo e reforço com vitorioso Brivio na Trackhouse
📌 KTM aposta em inovações aerodinâmicas para dar salto e encarar Ducati
📌 Alonso herda favoritismo na Moto3. Rueda e Piqueras merecem atenção

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.