Vettel já imagina novos carros em Mônaco e sua frio: “Melhor pilotar ônibus”

Sebastian Vettel se mostrou preocupado com o aumento do peso dos carros para uma pista travada como a de Monte Carlo

GUIA DA FÓRMULA 1 2022: VERSTAPPEN X HAMILTON VERSÃO 2.0

A temporada 2022 da Fórmula 1 ainda nem começou e os pilotos já estão preocupados com as dificuldades que os novos carros causarão no GP de Mônaco, apenas a sétima etapa do calendário. Entre as mudanças que afligem os pilotos está o considerável aumento no peso. É algo que fez Sebastian Vettel tirar onda e propor, então, que preparação seja feita num ônibus de turismo da cidade monegasca em vez de nos simuladores.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em comparação à última temporada, os carros da F1 ganharam mais volume. O limite de peso que antes era de 752 kg passou para 795 kg. E, devido a alguns elementos obrigatórios do novo regulamento, as equipes estão enfrentando dificuldades para deixar o carro dentro do teto estabelecido pela equipe técnica da FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

Diante da adversidade das equipes, o Conselho Mundial da FIA estuda acrescentar mais 3 kg ao limite máximo do quesito, o que tornaria legais carros atualmente acima dos números permitidos. Porém, com os carros ainda mais pesados, as equipes terão uma outra preocupação: o desempenho em curvas ou pistas que exigem uma maior carga aerodinâmica.

Aumento do peso dos carros causa preocupação entre os pilotos (Foto: F1)

Por consequência, o novo carro já desperta preocupação em Vettel sobre como será a performance dos carros numa pista travada como Mônaco. “O carro é muito mais pesado. É mais inércia, mais massa. Portanto, a condução tem que se adaptar”, avaliou o piloto, que testou positivo para Covid nesta quinta-feira (17) e será substituído por Nico Hulkenberg no GP do Bahrein.

O alemão da Aston Martin sugeriu uma forma curiosa de preparação para a corrida que acontece no dia 29 de maio. “Antes da prova será melhor pilotar o ônibus de turismo do que o simulador”, ironizou.

Piloto da casa, Charles Leclerc conhece todos os detalhes da pista e antecipou que a concepção dos novos carros vai causar um maior desgaste físico durante todo final de semana no Principado. “Em Mônaco, não há muita alta velocidade. Você sente o peso do carro. O carro é mais rígido, então vai ser difícil”, afirmou.

Outro problema durante as atividades será o campo de visão dos pilotos, por causa do aumento do aro das rodas de 13 para 18 polegadas. Dificuldade destacada por Esteban Ocon. “Talvez, a visão em Mônaco seja complicada porque os pneus são mais altos nas laterais”, disse. “Para chegar perto do guard-rail será mais difícil. Mas quando nos acostumarmos com isso, acho que vai ficar tudo bem”, completou.

Esteban Ocon previu o campo de visão causa pelo aumento do tamanho das rodas como mais uma dificuldade no Principado (Foto: AFP)

Com quatro provas a serem realizadas até o GP de Mônaco, os pilotos terão um certo tempo para se adaptar aos conceitos do novo carro em trechos de baixa velocidade. A temporada 2022 da F1 tem início neste domingo, a partir das 12h, com o GP do Bahrein.

A partir desta sexta-feira (18), Verstappen volta à pista do circuito de Sakhir para os treinos livres do GP do Bahrein. Já a corrida que abre a temporada 2022 da F1 acontece no domingo, a partir das 12h. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.

GUIA FÓRMULA 1 2022
Fórmula 1 vive temporada de revolução e torce por reedição de batalha épica
Caçador experiente, campeão Verstappen passa a ser maior das caças da F1
Desafiante e mordido, Hamilton vai atrás de melhor versão em revanche na F1
Novo regulamento vira prato cheio para chance de ouro de veteranos do grid da F1
Fórmula 1 volta ao passado para acertar futuro e equilibrar forças do grid
Ferrari atropela McLaren e entra na temporada com top-3 como meta mínima
Alpine e Aston Martin investem alto por escalada improvável no pelotão

De Sainz a Norris: a turma de jovens que pode fazer estrago na F1
Mercedes e Red Bull contam com protagonistas e fiéis escudeiros para duelo 2.0
Williams, Alfa Romeo e Haas miram subida no grid em ano de renovação
Magnussen e Albon retornam, e Zhou é único estreante da Fórmula 1
Fórmula 1 mira calendário recorde em ano de guerra, pandemia e Copa do Mundo
Schumacher e Tsunoda entram em segundo ano pressionados por menos erros

# Com VAR para fazer ‘tira-teima’, FIA tenta evitar pressão das equipes
# F1 traz novos locais para sprint race e muda tradição dos fins de semana
# Talentoso Russell enfim recebe carro à altura e vira peça-chave na Mercedes
# F1 tem pré-temporada com muitas novidades e igualdade no grid

HERTA VIRA PILOTO DE TESTES DA MCLAREN. FÓRMULA 1 ESTÁ PERTO?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar